Como se mostrar seguro em uma conversa - A Mente é Maravilhosa

Como se mostrar seguro em uma conversa

agosto 1, 2018 em Psicologia 0 Compartilhados
Como se mostrar seguro em uma conversa

Às vezes, conseguir se mostrar seguro em uma conversa é fundamental. Isso acontece quando você precisa fazer uma negociação, ou enfrentar uma situação profissional na qual é preciso mostrar sua competência. No entanto, para algumas pessoas não é fácil se encher desse sentimento de segurança.

As razões são muitas. Em algumas ocasiões, isso se deve à timidez ou à falta de desenvolvimento das habilidades comunicativas. Em outras, obedece ao fato de que o interlocutor, ou as circunstâncias, provocam muita pressão. Seja qual for o motivo, o certo é que sim, é possível se mostrar seguro em uma conversa, apesar de não se sentir totalmente assim.

“Não se pode possuir maior governo, nem menor, do que aquele de si mesmo”.
– Leonardo Da Vinci –

O segredo consiste em aplicar alguns conselhos simples. Eles estão relacionados com os gestos e as atitudes que farão você parecer seguro em uma conversa, sem que a outra pessoa detecte a sua tensão ou medo. A seguir, oferecemos algumas dicas que podem ajudá-lo.

Contato visual para se mostrar seguro em uma conversa

A linguagem corporal, às vezes, diz mais do que as próprias palavras. Dentro da linguagem corporal, os olhos têm uma importância especial. O olhar mostra muito sobre como nos sentimos e a atitude que temos com o nosso interlocutor. Um olhar evasivo ou aleatório é um claro sinal de insegurança.

Comunicação saudável entre o casal

Portanto, para se mostrar seguro em uma conversa é muito importante que você considere o contato visual. O aconselhável é olhar diretamente nos olhos da outra pessoa. Isso não significa que você deva manter um olhar fixo, sem piscar, ou mostrando rigidez. Nesse caso, poderia ser interpretado como um desafio ou gesto agressivo.

É possível treinar o olhar para projetar segurança. Observe-se para ser consciente da forma como você costuma olhar os outros. Ensaie sustentar o olhar, sem rigidez, com pessoas com as quais você tenha mais confiança. Pouco a pouco, você vai aprender a controlar conscientemente o contato visual.

A projeção da voz, um elemento fundamental

O tom de voz é outro dos elementos que dizem muito sem que nós nos demos conta. Por isso, é aconselhável conhecer a própria voz e aprender a controlá-la. Um bom exercício é se gravar e ouvir a si mesmo prestando atenção a todos os detalhes.

Uma pessoa transmite segurança em uma conversa se o seu tom de voz é suficientemente audível, mas sem exageros. Você deve ser ouvido, mas sem incomodar as outras pessoas com a sua voz. Pode-se aprender a modular o tom de voz com a prática. Desenvolver esta habilidade é algo que, por si só, lhe dará muito mais segurança.

Articular corretamente, um fator decisivo

É muito importante que você fale de uma forma que os outros escutem, mas é igualmente importante conseguir que eles entendam o que você está dizendo. A insegurança pode levá-lo a gaguejar um pouco, como se fosse difícil dizer cada palavra. Às vezes, também pode acontecer de você falar muito rápido, de forma que, para os outros, acabe sendo muito difícil compreender o que você diz.

Comunicação eficaz

Felizmente, a boa articulação é outra das habilidades que pode ser adquirida com a prática. Ajuda muito fazer exercícios exagerando a articulação de cada palavra, quando estiver sozinho. Isso serve para desenvolver os músculos comprometidos no processo da fala. Os especialistas também aconselham pronunciar trava-línguas em diferentes velocidades. Uma boa articulação é um sinal de que você se sente seguro durante uma conversa.

Distanciar-se emocionalmente da situação

A percepção da situação é um dos fatores que agem contra a segurança do próprio indivíduo. Se você imagina que quem está diante de você é muito poderoso, ou que qualquer erro será fatal, é possível que seja muito difícil se mostrar seguro em uma conversa.

No entanto, você pode controlar tudo isso graças a uma preparação prévia. Associe mentalmente a outra pessoa com uma figura fictícia que não lhe cause tanta inquietude. Pense também que você é como um ator, com o qual essa pessoa vai entrar em contato. Não é com você que essa pessoa vai falar, mas com uma versão de você mesmo que foi criada para essa ocasião. Isso vai ajudá-lo a adquirir uma certa distância emocional da situação, e vai lhe permitir controlar tudo com maior espontaneidade.

Homem observando janela sobre a água

Todos esses conselhos vão ajudá-lo a superar, pouco a pouco, essa insegurança que às vezes o domina. No entanto, também é bom que você se pergunte por que uma conversa lhe causa tanta insegurança. É possível que exista algo por trás disso que ainda precise ser solucionado.

Recomendados para você