Como seria o mundo sem as mídias sociais?

O mundo sem redes sociais seria muito diferente de como o entendemos agora. Para começar, seríamos obrigados a sair mais para encontrar pessoas ou encontrar um parceiro, por exemplo.
Como seria o mundo sem as mídias sociais?
Valeria Sabater

Escrito e verificado por o psicólogo Valeria Sabater.

Última atualização: 02 Dezembro, 2021

Você já se perguntou como seria o mundo sem as mídias sociais? A verdade é que você já sabe disso porque já o experimentou em mais de uma ocasião. Várias vezes grandes empresas de tecnologia como Instagram, Facebook e WhatsApp caíram, ou seja, ficaram várias horas fora de serviço. E, convenhamos, a experiência não foi positiva para grande parte da população.

Imaginar um mundo sem esses recursos pode parecer apocalíptico para alguns e paraíso para outros, é verdade. Agora, o que não podemos negar é que não concebemos mais nossa realidade sem essas ferramentas que, para melhor ou para pior, mudaram nossas vidas. Seria difícil para nós voltar àqueles plácidos anos 80 ou 90 quando não existiam influenciadores e para nos mantermos informados, comprávamos jornais ou ouvíamos rádio ou televisão.

Agora vamos nos colocar neste curioso dilema, vamos tentar pensar por alguns minutos como seria nosso dia a dia sem Twitter, Instagram, TikTok, Facebook, Linkedin ou Pinterest.

Se não houvesse redes sociais, possivelmente estaríamos muito menos distraídos e ainda mais produtivos.

Mulher pensando em como seria o mundo sem as redes sociais?

Cenários possíveis

Ao imaginar um mundo sem redes sociais, a primeira coisa que sentimos é uma estranha sensação de vazio e silêncio. Não podemos adivinhar se algo assim seria “bom” ou “ruim”, basta dizer que seria “diferente”. Nós nos tornaríamos (novamente) uma sociedade menos interconectada. As informações não fluiriam tão rapidamente e não teríamos canais para nos expressarmos com tanta facilidade.

Nesse universo utópico, muitos de nós talvez seríamos um pouco diferentes. Só quem já conheceu um mundo sem redes e sem internet se adaptaria (talvez) muito mais rápido. Em vez disso, os jovens teriam que enfrentar pouco mais do que traumas existenciais e de identidade. Mas eles se adaptariam, porque afinal se há algo que define o ser humano, é a adaptação.

Imagine como seria aquela possível realidade em que os telefones celulares finalmente serviriam para o que foram originalmente projetados: fazer ligações.

1. Você teria que sair mais para conhecer pessoas

Se há algo que as redes sociais nos permitem, é conhecer inúmeras pessoas sem ter que sair de casa. É confortável, rápido e também nos permite conectar-nos com pessoas com os mesmos hobbies e interesses. Caso não tivéssemos esse recurso, não teríamos outra opção senão sair muito mais de casa.

Além do mais, seria mais difícil ainda encontrar um parceiro. De acordo com um estudo da Universidade de Harvard, a mídia social impactou nossos relacionamentos românticos nas últimas décadas. Sem este recurso, talvez as coisas ficariam um pouco mais difíceis…

Em um mundo sem redes sociais, você teria que ser mais direto com as pessoas de quem gosta. Não serviria mais “curtir” cada uma de suas publicações para quebrar o gelo.

2. Levaria mais tempo para se informar sobre as coisas

Atualmente é possível saber o que acontece em qualquer parte do mundo dando uma olhada em nosso celular. O noticiário passa a cada segundo, não é preciso esperar o noticiário das 21h ou o jornal da manhã. As redes sociais são o espelho do imediatismo e o reflexo de um planeta hiperconectado.

Sem esse recurso, seríamos uma sociedade menos informada e menos sensível também às realidades além de nosso entorno próximo.

3. Cartas, cartões postais e revistas voltariam a estar na moda

Se nos perguntarmos como seria o mundo sem as redes sociais, devemos visualizar um dia a dia sem imagens gráficas. As fotos acabaram. Nosso olhar não esbarraria mais nas selfies de nossos amigos e familiares diariamente. Não veríamos mais aquelas capturas de nossos instagramers favoritos nos mostrando seus cafés da manhã, suas sessões na academia ou viagens dos sonhos.

Não teríamos outra opção senão voltar às revistas especializadas do quiosque para nos entretermos com aqueles temas que nos apaixonam. Voltaríamos também a usar cartas e cartões postais para ouvir de quem está longe..

4. Não há mais curtidas, teríamos que procurar outras fontes de reforço e estimulação

Os viciados em likes seriam forçados a lidar com os sintomas de abstinência. Porque naquele mundo das redes sociais não haveria mais os reforços sociais dos “likes”, nem os olhares que julgam ou os comentários que elogiam ou afundam.

5. Você não teria mais “seguidores”

A menos que sejamos uma seita, os milhares de seguidores acabaram. Pois também não teríamos mais centenas de amigos que nunca vimos, mas com os quais interagimos regularmente.

6. Você não poderá fofocar sobre a vida de outras pessoas

Quem já não fez isso alguma vez? Acabamos de conhecer alguém de quem gostamos e instantaneamente, consultamos todas as suas redes sociais. Em pouco mais de vinte minutos podemos descobrir quais são seus hobbies, quem são seus amigos, quem foram seus parceiros anteriores, sua ideologia, os nomes de seus animais de estimação…

Nesse universo sem redes sociais, não teríamos mais outra referência das pessoas que aquela obtida da interação direta. Acabariam as fofocas sobre a vida das outras pessoas ou a observação do que os outros postam para deduzir como eles são.

Em um mundo sem Instagram ou Facebook, nossos relacionamentos estariam envoltos no mistério mais hermético. Estaríamos sujeitos a descobrir pessoas aos poucos, sem a referência de seus perfis online.

7. Você procuraria outros canais de expressão para se tornar conhecido

Naquele mundo sem redes sociais, o Twitter não existiria para expressar nossas opiniões ou brigar com outras pessoas. Nem teríamos Instagram para divulgar nossos hobbies ou interesses. Não poderíamos iniciar campanhas altruístas, denunciar problemas sociais ou tornar visíveis realidades concretas…

Em uma realidade sem esses recursos, as vozes de milhões de pessoas seriam silenciadas e teriam que encontrar outros meios mais complexos para se expressar.

mulher em um mundo sem redes sociais

8. Você teria mais tempo para outras coisas

Você também pode ser um daqueles que não conseguem viver sem Wi-Fi e sem verificar as notificações a cada cinco segundos. Você também pode ser um daqueles que passa horas à noite com o Instagram ou TikTok. Em um mundo sem redes sociais, de repente nos encontraríamos com todo aquele tempo que perdemos com esses recursos.

Teríamos tempo de ler mais livros. Estaríamos mais conectados com a vida real e não com a vida online. Talvez até nossa saúde mental se beneficiaria disso.

Para concluir, a vida sem as redes sociais seria muito diferente para a grande maioria, mas igual para aqueles que não as utilizam. Seríamos obrigados a lembrar os aniversários de nossos amigos e familiares e, possivelmente, até mesmo os celulares deixariam de trazer câmeras frontais para tirar selfies

As mudanças seriam infinitas, mas sobreviveríamos. Na verdade, os humanos viveram sem eles por milhares de anos…

Pode interessar a você...
Como o metaverso afetará nossa saúde mental?
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Como o metaverso afetará nossa saúde mental?

Estudos de várias universidades investigam desde diferentes perspectivas como o Metaverso afetará nossa saúde mental. Não perca!



  • Bao, Te & Liang, Bin & Riyanto, Yohanes. (2019). Social Media and Life Satisfaction: Evidence from Chinese Time-Use Survey. SSRN Electronic Journal. 10.2139/ssrn.3534633.
  • Pulido, Cristina & Redondo-Sama, Gisela & Sordé Martí, Teresa & Flecha, Ramon. (2018). Social impact in social media: A new method to evaluate the social impact of research. PLOS ONE. 13. e0203117. 10.1371/journal.pone.0203117.
  • Ulanova, Elizabeth. (2020). The Influence of Social Media on Modern Romantic Relationships : A Literary Analysis of New Media Studies. 10.13140/RG.2.2.10704.74247.