A conexão com a natureza nos tornará mais felizes

A conexão com a natureza nos faz mais felizes

7, outubro 2016 em Psicologia 1868 Compartilhados
A conexão com a natureza nos faz mais felizes

A natureza é sábia e nos dotou de certos mecanismos, instintos e impulsos destinados a nossa sobrevivência e a nossa felicidade. Este é o objetivo de todos os seres humanos e tudo, absolutamente tudo o que realizamos, tem como objetivo alcançar uma satisfação na vida e sobreviver.

Trabalhamos para sobreviver, mas também procuramos a felicidade através do trabalho de alguma forma. Formamos pares para que a espécie humana, e mais concretamente os nossos genes, se perpetuem e também para que a vida seja mais agradável na companhia de um pessoa especial, que pode nos oferecer muito… e vice-versa.

Definitivamente, tudo o que realizamos, todos os nossos projetos vitais, buscam encontrar a tão sonhada felicidade e também a forma mais simples de permanecer neste mundo.
Compartilhar

O mundo é um lugar artificial?

Sem dúvidas. Não é que ele seja artificial, é que nós criamos um mundo artificial, com vidas artificiais que foram se desenvolvendo devido às exigências que nós mesmos inventamos. A verdade é que tudo poderia ser muito mais simples do que é se nos deixássemos influenciar apenas pelo natural, se nos apegássemos mais ao mundo tal como ele é.

Quando dizemos que o mundo é um lugar artificial, nos referimos ao fato de passarmos a maior parte do nosso tempo agindo contra a natureza. Nós trabalhamos muitas horas, vamos de um lado para o outro com uma pressa e uma ansiedade tão grandes que parece que estamos diariamente enfrentando feras. Sofremos de ciúmes, de dependência emocional, e vivemos a morte como se achássemos que somos imortais.

Isso não é natural e nos faz sofrer muito. Sofremos porque pensamos e acreditamos que precisamos nos render, que nunca devemos falecer, que o mundo é um lugar perigoso, que temos muitas obrigações, etc.
Compartilhar

rotina diária longe da natureza

Se uma pessoa pensa assim, no fim das contas se verá agindo conforme pensa… com estresse e com as emoções negativas que isso trás. Se prestarmos atenção ao resto da natureza, mais concretamente aos animais, observaremos que eles não são como nós. Eles não sofrem de úlceras por conta do estresse nem andam correndo pela selva como se suas vidas estivessem por um fio. Se correm, é para se divertir ou caçar, mas não por crenças irracionais.

Conecte-se com a natureza

Conectar-se com a natureza significa deixar de lado a crença de que somos muito importantes, quase divinos, e nos darmos conta, de uma vez por todas, de que somos humanos, pertencentes, assim como os animais, a este mundo que pouco entendemos, mas que tem uma ordem natural estabelecida e que é assim, gostando ou não.

Temos que começar a abraçar nossa própria biologia, o que o nosso corpo pede, abandonar as obrigações auto-impostas e começar a apreciar mais aquilo que nos apaixona, a nossa natureza.

No fim das contas, esta é a única vida que vamos viver, e desperdiçá-la com exigências e obrigações não é o caminho certo para encontrar o bem-estar, muito pelo contrário.
Compartilhar

Se você parar para refletir um pouco, perceberá que quando as coisas não estão dando muito certo, é porque você está pensando de uma forma muito negativa, autocrítica e exigente. Estes pensamentos surgem das crenças irracionais que a sociedade e a cultura inventaram, e nós acreditamos nelas como se fossem o certo, a verdade e o que realmente deve acontecer. Pensamentos como “o trabalho dignifica”, “se me quisesse, não daria atenção a outras mulheres”, “tenho menos valor porque sou gordo”, etc.

meditacao em meio à natureza

Certamente, este tipo de pensamento não se ajusta à realidade tal como ela é, já que o trabalho não nos torna mais dignos nem mais valiosos do que qualquer outro ser humano. Também não podemos esperar que nosso parceiro deixe de prestar atenção à beleza dos demais, nem que o físico de alguém dite seu lugar em uma classificação imaginária.

“Os instintos naturais se perdem em estado doméstico”
-Charles Darwin-

Você acha que as sociedade mais naturais, como os índios do Amazonas, pensam assim? É claro que não. Para eles, tudo é mais fácil, eles se conformam em comer e beber diariamente, e para eles é suficiente trabalhar uma hora ou duas. Eles dedicam o restante do tempo a apreciar a vida, a arte e a família.

Comece a se conectar hoje mesmo

Para aprender a viver de uma forma mais natural e, portanto, ser uma pessoa mais calma, serena e feliz, você precisa começar a realizar ações que permitam que você se conecte com a natureza.

  • Visite com mais frequência o campo, a praia ou qualquer outro lugar afastado da cidade e da rotina diária. Observe o quão maravilhoso e complexo é o mundo em que vivemos, contagie-se com o seu ritmo. Podemos apreciar as árvores, os animais, as estrelas e a chuva, contemplá-los e nos fundirmos com eles. Nós tivemos a sorte de conhecer tudo isso. Não ouse desperdiçar toda essa beleza!

contato com a natureza

  • Pense de forma mais realista. Afaste-se dos preconceitos sociais, das ideias falsas estabelecidas pela sociedade contemporânea, e tente ajudar sua mente a entender o que, na realidade, é e sempre foi: A morte não é injusta, é benéfica, as emoções negativas são naturais e muitas vezes aliadas, o sexo não é pecado, não somos donos de nada além de nós mesmos…
  • Faça mudanças na sua forma de se comportar. Não vá correndo aos lugares, não seja tão intolerante com as coisas que acontecem, não exija e nem se castigue caso as coisas não saiam como o desejado. Comece a fluir com a vida para que ela flua com você.
Recomendados para você