Coração partido: como podemos curá-lo?

Curar um coração partido

11, setembro 2016 em Psicologia 9 Compartilhados
Curar um coração partido

Todo mundo, em maior ou menor medida, já passou alguma vez pela sensação de ter o coração partido. Essa experiência de perder alguma coisa importante pode acontecer em muitas situações, e não apenas nas amorosas.

Alguns podem ter se apaixonado por alguém que não lhes correspondeu, outros experimentaram como o seu relacionamento amoroso importante chegou ao fim, ou podem ter chegado a sentir o coração partido com a perda de uma amizade muito querida.

As pessoas descrevem o coração partido como um sentimento de tristeza, amargura, desilusão, vazio, dor.

curar-coração-partido

Conheci um garoto que me contou que não tinha conseguido esquecer a sua antiga noiva, e que mesmo sabendo que não existia chance de voltar com ela, não estaria novamente com mais ninguém. Isto era sintoma de que se negava a curar o seu coração partido.

Por mais que passemos por estas situações ruins, sempre é possível começar do zero. Mas para isso é preciso estar disposto a fazê-lo e tomar as medidas necessárias.

Se você se fechar na sua tristeza e fechar o seu coração, terá deixado que uma experiência ruim estrague toda a sua vida amorosa futura.

Comecei a indagar os seus pensamentos, pedi para me contar porque pensava que não voltaria a encontrar outra garota com quem compartilhar a sua vida. Se os pensamentos errôneos não forem eliminados, não será possível avançar.

Nunca encontrarei alguém igual

Este tipo de pensamento é universal e totalmente errôneo. Se você conheceu pessoas apaixonadas que perderam o que tinham, ou você viveu isto em carne e osso, verá que muitos dizem esta frase: “nunca encontrarei alguém igual”.

curar-coração-partido

Logicamente, onde existe um amor está a certeza de que essa pessoa é única no mundo todo, e de que você jamais irá gostar de outra pessoa. Mas isto é uma coisa muito equivocada. Enquanto o tempo vai eliminando sentimentos e você vai conhecendo pessoas novas, vai percebendo que existem muitos tipos de pessoas e é possível que você encontre alguém parecido com o que você desejava.

O rapaz do qual falei antes me disse: “Não existe ninguém como ela”. É claro que todos somos únicos, mas o perfil de alguém que o apaixonou continua existindo em mais pessoas. Eu lhe perguntei: “Desde que o seu relacionamento acabou, você já conheceu outras garotas?”, e ele me disse: “Não, não tenho vontade de conhecer mais ninguém, porque não existe nenhuma como ela”…

Nitidamente vemos que o problema de pensar que não haverá ninguém está em nós mesmos. Se não fizermos nada para continuar conhecendo gente nova, não poderemos encontrar outras pessoas das quais possamos gostar. Claro que existem pessoas das quais poderíamos gostar, mas é preciso se abrir e tentar conhecê-las.

Se nada fizermos, irá se cumprir a frase equivocada de que nunca conheceremos ninguém igual, mas será porque nos fechamos completamente.

O que podemos fazer para mitigar a dor de um coração partido?

1. Deixar as lembranças para trás: É importante tomar a decisão de deixar para trás as lembranças. Não olhe fotos suas, nem deixe à mostra objetos que lembrem a outra pessoa, nem entre em contato com ela por qualquer meio, nem por internet, nem SMS, nem telefone, etc…

A frase: “com as mãos cheias você não poderá receber nada novo” é a mais pura verdade. Se você continua em contato com a pessoa de quem gosta, não poderá ter olhos para mais ninguém, por isso tome a decisão de “fechar a porta” e dar passagem ao novo que está por vir.

2. Mantenha-se ocupado: Não há melhor remédio do que manter a mente ocupada, especialmente fazendo as coisas de que você gosta. É proibido ficar sem fazer nada, porque a falta de ação traz frustração. Por isso, mesmo que você não tenha coisas para fazer, saia para praticar um esporte, ocupe as suas horas com algum curso, atividade, saída, etc…

3. Conheça gente nova: Os relacionamentos sociais trazem muita gratificação. Se você conhecer gente nova e topar com as pessoas certas com as quais exista uma conexão, vai perceber que a vida sempre pode começar do zero e a melhor forma é começando pelos seus relacionamentos sociais.

4. Cuide de si mesmo: É uma parte muito importante para se recuperar da dor emocional. Quando o coração sofre, a gente passa por um estresse maior, por isso é preciso se cuidar mais do que nunca, adotando uma vida saudável com uma dieta equilibrada, bom descanso com horários estáveis e exercício físico regular.

5. Paciência e aceitação: Tudo nesta vida é passageiro, e com a dor emocional não seria diferente. Continue em frente no seu caminho mesmo que você esteja com o coração partido, carregando toda essa dor mas sem parar de caminhar, com paciência, sabendo que é algo passageiro que irá se curar com o passar dos dias. Abrace a aceitação sabendo que a vida é assim: às vezes é maravilhosa, mas em outras vezes é preciso sofrer.

Cuidado para não mascarar a dor

Muitas pessoas se sentem incapazes de enfrentar cara a cara a dor que vem de um coração partido. Assim, caem no álcool, drogas, passam a ter ritmos de vida desequilibrados, comendo mal, etc…

Todas estas atitudes ruins nada mais são do que evasões da realidade. Desta forma, a dor não vai se curar, mas será mascarada e destruirá você pouco a pouco. Você não apenas continuará com a dor emocional, mas terá adicionado mais problemas que prejudicarão a sua saúde.

A forma mais inteligente de sair de uma dor emocional é enfrentando-a de forma sadia: cuidando-se, aceitando, abrindo novas portas e deixando que a dor vá se enfraquecendo com o passar dos dias.

É mais corajoso quem decide enfrentar o desamor do que quem recorre a uma vida pouco saudável para mascarar a dor.

Além disso, quem consegue superar um coração partido de uma forma saudável, cuidando da sua saúde e aceitando essa situação negativa, terá adquirido ferramentas e um aprendizado que contribui para o seu desenvolvimento pessoal e o seu estímulo emocional.

Imagens cortesia de Seyed Mostafa Zamani e D. Sharon Pruitt.

Recomendados para você