Por que nos apaixonamos pelo impossível

Por que nos apaixonamos pelo impossível

31, agosto 2016 em Psicologia 674 Compartilhados
Por que nos apaixonamos pelo impossível

Talvez seja porque lemos ou vemos muitas histórias de amor ou só porque realmente gostamos de sofrer. No entanto, não existem muitas explicações lógicas para compreender por que nos apaixonamos pelo impossível.

Aquilo que não se pode ter, quer seja o namorado de uma amiga, uma estrela de cinema ou alguém que não corresponde o nosso sentimento, costuma ser o que mais nos chama a atenção e nos atrai. Por isso, muitas vezes o coração tem razões que a razão não entende, como diz o famoso ditado. Mas se os impossíveis são algo corrente na sua vida, talvez esse artigo possa lhe ajudar.

Procurando respostas à nossa busca pelo impossível

Já aconteceu mais de uma vez de você “fechar os olhos” a alguém que não podia ter por diferentes motivos? Você costuma sempre se interessar mais por uma pessoa casada ou comprometida? Gosta de situações proibidas?

Claro que todo mundo tem o direito de fazer o que quer com a sua própria vida, mas o problema reside no quanto sofremos pelas nossas decisões, hábitos ou escolhas. No caso de nos apaixonarmos por algo impossível, as razões poderiam ser:

Dar valor ao que não se pode ter

Isso acontece em vários âmbitos. Sempre queremos o que está faltando, o que é impossível de conseguir ou aquilo que é exclusivo. Isto se aplica quando fazemos compras, quando procuramos um trabalho… ou quando gostamos de alguém! Por exemplo, no caso de se apaixonar por um homem casado, talvez você pense que se ele está “ocupado”, é porque realmente vale a pena. Assim, se você se fixou nele e tem a certeza de que há mais pessoas que o avaliam de forma positiva, a sua atração irá aumentar.

Mulher pensando em seu sonho impossível

A atração pelos desafios

Já que normalmente temos uma vida muito monótona e rotineira, procuramos uma forma de mudar o dia a dia. Por isso, escolhemos sair de férias em um destino exótico, comer em um restaurante que oferece pratos internacionais ou buscar uma pessoa difícil de conquistar.

Ninguém gosta de rotina, e uma forma de tentar rompê-la é quebrar as regras por algum lado. A pessoa resolve parar de ser o que sempre faz as coisas certas para dar razões a alguém para censurá-la de verdade, e não pelos erros cometidos de forma não intencional.

A falta de confiança ou autoestima

Pode ser o amor, mas também vale para outros objetivos. Há muitas pessoas que só sabem definir metas quase impossíveis para si mesmas. Fazendo isso, elas se asseguram de que terão uma explicação caso falhem.

Claro, esta é uma explicação que não tem nada a ver. O fato de não ter alcançado o objetivo definido é apenas o resultado da dificuldade do próprio objetivo. No entanto, essas pessoas nunca dizem que elas mesmas escolheram o objetivo, apostando de antemão que seria um fracasso.

O medo do compromisso

Esta é outra “desculpa” para não ter uma relação séria: conformar-se em estar um tempo com alguém que logo vai voltar para casa e olhar para o colega de trabalho ansiando pelo seu sorriso. Como inconscientemente você não quer se comprometer, então escolhe alguém que sabe que não irá corresponder ao seu sentimento.

O romantismo incorrigível

Muitas mulheres gostam de pensar que são as princesas ou protagonistas das histórias contadas em romances e filmes. Claro, porque os finais dessas histórias são sempre felizes… “e vivemos felizes para sempre”. Imaginar que o outro é o príncipe do nosso romance vai fazer com que o idealize a tal ponto que existe um medo horrível de que o amor possa tocar a realidade.

Bolha de sabão em forma de coração representando amor impossível

Podemos aprender a não apaixonar pelo impossível?

É claro que sim! Você tem que tentar o seu melhor e confiar que vai conseguir fazer isso. Antes de tudo, pense em quais são as razões ou desculpas que o levam a escolher as pessoas erradas. Em seguida, siga estes conselhos:

Preste mais atenção naqueles que se preocupam com você

Isso não quer dizer que você tem a obrigação de se apaixonar pelo seu melhor amigo ou amiga, ou por alguém que te ajuda no trabalho. Mas muitas vezes você está tão concentrado em um amor não correspondido que não se dá a oportunidade de abrir os olhos e olhar ao seu redor.

Lembre-se de que a vida não é um filme

Se você está esperando que um cavaleiro chegue em um cavalo branco para te resgatar da bruxa malvada, e que para isso ele deve lutar com um dragão que protege o castelo, é melhor você acordar. Não só porque dragões não existem e porque você não vive na Idade Média, mas porque a forma de idealizar um relacionamento pode estar impedindo que você conheça o amor da sua vida.

Deixe os pensamentos negativos de lado

Pensar que sair com alguém casado é “a melhor coisa que eu posso desejar” está te rebaixando muito, e você não merece isso. Acreditar que se apaixonar pelo impossível é a melhor forma de evitar o compromisso talvez tenha a ver com um relacionamento anterior que te fez sofrer muito. Certificar-se de que você está infeliz no amor não está te ajudando a conhecer a sua “metade da laranja”.

Confie nas suas habilidades e na sua personalidade

Talvez o amor não seja correspondido porque a outra pessoa ainda não conhece tudo o que você tem de bom para oferecer. Não esconda a sua forma de ser! Lembre-se de que primeiro você deve amar a si mesmo para poder receber o amor por parte dos outros.

Mulher se abraçando refletindo sobre o impossível

Seja de uma forma ou de outra, algumas pessoas estão determinadas a transformar o amor em um elemento de tortura ou uma utopia, como a perfeição. Ao projetar seus sentimentos sobre uma pessoa que não podem alcançar, sabotam a si mesmas desde o princípio e aprisionam a possibilidade de sentir um amor que podem tocar, beijar ou com quem possam se divertir.

*Nota de edição: este artigo está dirigido às mulheres, mas é bom lembrar que este não é um fenômeno exclusivamente feminino. O mesmo número de homens, ou até mais, também estão determinados a terminar o seu amor antes mesmo de começar e, portanto, achamos que eles também podem aplicar estas recomendações.

Recomendados para você