7 curiosidades sobre Leonardo da Vinci

Multidisciplinar, observador e ousado. Hoje queremos saber um pouco mais sobre Leonardo da Vinci, e faremos isso por meio de algumas das curiosidades mais interessantes de sua vida e de seu legado.
7 curiosidades sobre Leonardo da Vinci

Última atualização: 15 Setembro, 2021

Os personagens mais transcendentais da história costumam ser conhecidos por suas obras, descobertas e invenções. No entanto, eles também têm outras peculiaridades que são muito interessantes. Por este motivo, queremos abordar 7 curiosidades sobre Leonardo da Vinci que certamente irão surpreendê-lo.

Considerado um dos mais importantes mestres da arte de todos os tempos, ele se destacou em outras facetas como inventor e pesquisador. Um personagem muito curioso pelas habilidades e preocupações que possuía, apaixonado por tentar encontrar soluções para as diferentes circunstâncias da vida e uma referência nas suas criações pictóricas.

Curiosidades sobre Leonardo da Vinci

1. Não recebeu educação formal

Algo que pode surpreendê-lo é que Leonardo da Vinci não recebeu educação formal na escola. Teve formação básica e elementar em casa, preocupando-se com a formação em diferentes disciplinas.

Devemos relembrar que seu QI era muito alto, o que implica uma gestão adequada do seu processo educacional. Ele tinha um interesse constante em querer aprender e avançar. Já adulto, passou a promulgar teorias sobre astronomia e até ousou fazer profecias curiosas.

Na adolescência, foi na oficina de Andrea Verocchio que compreendeu técnicas artísticas, iniciou seus processos criativos e também mergulhou em áreas como matemática e ciências. Ao mesmo tempo, era uma pessoa atenciosa e autossuficiente, com paixão pela descoberta e pelo aprendizado.

“Quem pensa pouco erra muito.”
-Leonardo da Vinci-

Página do caderno de Leonardo da Vinci
Página dos cadernos de Leonardo da Vinci (1452-1519) mostrando um dispositivo auditivo desmontado.

2. Qualidades para a música

Leonardo tinha uma boa destreza para a música. Seu papel é mais reconhecido em outras disciplinas, mas ele também demonstrou uma grande habilidade neste campo. Adorava tocar lira de prata, além de cantar e recitar poemas. Ele até fazia suas próprias composições no estilo da polifonia renascentista da época.

De qualquer forma, se destacou pela invenção de um órgão aquático. Possuía canos de madeira que, junto com a água e um teclado, adquiriam a aparência de um órgão, mas com um som mais peculiar do que o que conhecemos.

3. Estudou a anatomia humana

Deve-se notar que Leonardo fez vários desenhos relacionados à anatomia humana. Ele investigou o corpo, a posição dos órgãos e suas funções, bem como os músculos e as articulações. Os seus desenhos foram muito úteis para os médicos da época, e ele se revelou um observador atento da realidade que nos rodeia.

Alguns dos desenhos mais curiosos são aqueles relacionados à formação da vida no útero: a posição do bebê, sua forma, atributos sexuais, etc. Tudo completado por indicações precisas que dão uma explicação norteadora sobre o desenvolvimento da vida humana, fenômeno pelo qual ele sentia um verdadeiro fascínio.

4. da Vinci não é seu sobrenome verdadeiro

Ao longo da história, ele foi conhecido como Leonardo da Vinci, que na verdade significa “de Vinci”, a cidade natal de onde era. Via de regra, os sobrenomes costumavam ser exclusivos de pessoas das classes altas, enquanto os mais inferiores eram chamados de acordo com a cidade de origem ou, ainda, com características físicas (loiro, pardo, ruivo…). De qualquer forma, devemos acrescentar outra informação: ele era um filho ilegítimo.

5. Produção artística reduzida

Leonardo ocupa um lugar privilegiado na história da arte sem ser um pintor com um grande número de obras. Na verdade, hoje conhecemos vários esboços que ele nunca fez ou terminou.

Ele estava intimamente ligado à engenharia, trabalhando como arquiteto e engenheiro militar, desenhando planos e esquemas de artefatos que serviriam em combate. Leonardo passou muito tempo fazendo, mas também pensando e incubando ideias.

“Não perdi jogando contra a dificuldade dos desafios, mas contra o tempo.”
-Leonardo da Vinci-

6. A verdade sobre o Homem Vitruviano

O Homem Vitruviano, famoso desenho encontrado em um de seus diários, demonstra as proporções ideais do corpo humano. Baseia-se nas explicações de Vitruvius, o arquiteto romano. Descreve como o corpo deve ser, da cabeça aos pés.

Tudo isso levou o próprio Leonardo da Vinci a redescobrir quais eram as proporções matemáticas e o esquema ilustrativo do que seria a simetria básica do corpo, algo que, sem dúvida, pode ser encontrado na natureza.

Essa concepção também surgiu na Grécia antiga; portanto, o Renascimento foi uma das épocas da história que resgatou valores conceituais típicos dessa época.

Homem Vitruviano
O homem vitruviano

7. Leonardo da Vinci praticava a ciência forense

Uma das curiosidades mais relevantes sobre Leonardo da Vinci foi a sua aplicação da ciência forense. Sabe-se que passou a dissecar inúmeros corpos para conhecer as suas partes internas, a disposição dos órgãos e a organização das veias, ossos e músculos. A partir desse trabalho, fez desenhos e comentários de valor incalculável na época.

Apesar de nunca ter exercido na área da medicina, fez inúmeras contribuições, acompanhadas de magníficas ilustrações que serviram de referência para a expansão do conhecimento. Desta forma, ficou evidenciada a versatilidade deste mestre renascentista.

Esperamos que você tenha gostado dessas curiosidades sobre Leonardo da Vinci, mas saiba que existem muitas outras. Sem dúvida, ele deixou uma marca indelével na história.

Pode interessar a você...
Biografia de Leonardo da Vinci: um visionário do Renascimento
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Biografia de Leonardo da Vinci: um visionário do Renascimento

Saiba mais sobre a biografia de Leonardo da Vinci, que foi pintor, inventor, cientista, arquiteto, e dominava inúmeras disciplinas.



  • AM, José. Anatomía y Leonardo da Vinci. Yale J Biol Med. 2001; 74 : 185–95.
  • Gálvez, C. (2017). Leonardo Da Vinci: cara a cara. Aguilar. Madrid.
  • García Sánchez, L. (2014). Leonardo Da Vinci. Susaeta. Madrid.
  • Valencia Giraldo, Asdrúbal (2004). El ingeniero Leonardo da Vinci. Revista Facultad de Ingeniería Universidad de Antioquia, (32), 114-134. [Fecha de Consulta 27 de Agosto de 2021]. ISSN: 0120-6230. Disponible en: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=43003211