A depressão aumentou 18% em todo o mundo. Por que estamos cada vez mais tristes?

A depressão aumentou 18% em todo o mundo. Por que estamos cada vez mais tristes?

17, maio 2017 em Psicologia 2146 Compartilhados
A depressão aumentou 18% em todo o mundo. Por que estamos cada vez mais tristes?

De acordo com dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), a depressão aumentou em todo o mundo. É uma estatística preocupante. A verdade é que todo mundo já se sentiu triste por algum motivo. A morte de um ente querido, o término de um relacionamento, o desemprego, etc. No entanto, quando a tristeza é prolongada e não há nada que nos ajude a remediá-la, podemos cair em um estado depressivo.

A depressão tem aumentado significativamente nas últimas décadas. Ela afeta mais mulheres do que homens e tornou-se um problema de saúde pública. Cerca de 350 milhões de pessoas sofrem de depressão no mundo.

Apesar dos desafios que a doença representa e das estratégias para levar informação sobre as suas consequências, ainda há falta de conhecimento sobre o assunto. Por outro lado, muitas pessoas que têm depressão se recusam a aceitar este fato. Daí as dificuldades para lidar com ela.

Seu impacto é tão grande que é considerada a segunda doença geradora de deficiência em todo o mundo. Isto diz respeito tanto à paralisação de habilidades, como às horas que uma pessoa deixa de trabalhar por causa da depressão. Além disso, é a causa de 800.000 suicídios por ano.

Causas para o aumento da depressão

É comum que muitas pessoas com depressão não saibam que têm essa doença. Existem tratamentos adequados, mas não chegam à maioria das pessoas que precisam. Às vezes, também não há profissionais de saúde qualificados para diagnosticá-la a tempo. Portanto, um dos fatores para o aumento da depressão pode ser a falta de eficiência nas instituições de saúde.

mulher-lidando-com-depressao

Por outro lado, a incerteza tomou conta das culturas modernas. Tudo acontece em um ritmo avassalador. Por isso, o que ontem era uma verdade, pode ser que hoje já não esteja em vigor. Essa incerteza nos torna mais inseguros. Leva a relativizar os planos a médio e longo prazo, e também a experimentar medo ao fazer parte de uma realidade imprevisível.

Ao mesmo tempo, os ideais de sucesso tornaram-se cada vez mais exigentes. Antes bastava que você fosse um cidadão decente e que, pouco a pouco, fosse fazendo progresso em seus objetivos. Agora você tem que atender a milhares de requisitos para conseguir o sucesso social. Aparentemente, hoje em dia somos mais livre e autônomos, mas no fundo, os parâmetros do “ideal do ser” tornaram-se muito mais severos.

Como saber se você sofre de depressão?

A melancolia, tristeza, medo, frustração, entre outros, são estados de humor pelos quais qualquer pessoa pode passar. Eles são necessários, acima de tudo para crescer, aprender e amadurecer. As duras experiências que são enfrentadas no dia a dia podem nos fortalecer. No entanto, se tais estados se tornam permanentes, é muito provável cair em depressão.

homem-deprimido

A partir daí, é possível que haja um descuido diante de aspectos pessoais, especialmente a saúde. As relações com os demais são afetadas. Nada importa mais e há uma tendência ao confinamento, ao isolamento, a não compartilhar com ninguém, incluindo a própria família. Tudo isso vem seguido de dificuldades cada vez maiores para dormir.

As emoções negativas (solidão, ansiedade, medo, por exemplo) ocorrem com mais frequência, e é quase impossível se livrar delas. O mesmo é válido para a sensação de vazio, desesperança e ansiedade. A pessoa deprimida se afasta de atividades que geram prazer. A existência torna-se um martírio.

Os pensamentos relacionados com a morte são outro sintoma da depressão. A idéia de suicídio é muito recorrente. Surgem comportamentos autodestrutivos. Entre eles, beber mais álcool, descuidar da higiene, deixar de planejar novos objetivos, etc.

A depressão se alimenta da solidão

Se você se sente mal por algum motivo, peça ajuda. Conversar com alguém de sua total confiança pode ser de grande auxílio. Assim você se desabafa dessa angústia que carrega dentro. Lembre-se de que também existem profissionais que podem ajudar. Consultar um psicólogo ou um psiquiatra não significa que você está muito mal. Eles simplesmente irão orientá-lo para encontrar as razões para sua tristeza e evitar que caia em depressão.

mulher-capturando-lua-na-praia

Acima de tudo, lembre-se de que a depressão se alimenta da solidão. Tenha certeza de que sempre haverá alguém disposto a entender o que acontece com você. A ouvir atentamente, de forma interessada. É uma questão de abrir o seu coração e entender que estar sozinho nesses momentos não é uma boa decisão, por mais que seja aquilo que seu corpo pede.

É essencial que você retome suas atividades. Se você gostava de fazer caminhadas, faça novamente. Se for apaixonado por jogar futebol, procure os amigos que jogavam bola com você antes. O ideal é sair do seu confinamento físico e emocional. Dessa maneira, os maus momentos não darão lugar à depressão; pelo contrário, vão se transformar em aprendizado para o seu crescimento.

Recomendados para você