Como fazer um diário emocional

· março 10, 2018

Durante muito tempo pensei em como criar um diário emocional, e por mais que buscasse, não encontrava nada a respeito. Havia muita teoria e não sabia por onde começar. Em nenhum lugar havia exemplos. Então, ousei abrir um caderno e, de maneira esquemática, começar a gestionar minhas próprias emoções do meu jeito. A experiência deu tão certo que hoje eu gostaria de dividi-la com vocês.

Um diário emocional pode ser feito ao escrever as emoções da forma como as sentimos. Entretanto, podemos fazer uma bagunça um pouco caótica, que não será de muita ajuda. Pessoalmente, gosto de coisas visuais, com o mínimo de texto possível para obrigar-nos a ser objetivos e não perder o foco.

Podemos escrever todos os dias, caso seja necessário, ou quando precisarmos. O importante é que tenhamos consciência de que criar um diário emocional não serve somente para registrar as emoções negativas que possamos ter (ira, raiva, ansiedade) mas também as positivas (alegria, euforia, felicidade). Isso fará com que possamos nos conhecer mais profundamente e começar um bonito processo em direção à inteligência emocional.

Ao registrar suas emoções, você irá liberá-las no papel e deixar que se ampliem em forma de tinta. Assim, vai adquirir uma nova perspectiva sobre o que sente e como deve agir.

Os primeiros passos para criar um diário emocional

Para criar um diário emocional é importante ter um caderno exclusivo para isso. Desse modo não perderemos nossas anotações em folhas soltas ou outros cadernos, e poderemos rever nossas emoções quando for necessário para analisá-las de uma perspectiva diferente.

Primeiros passos para criar um diário das emoções

Quando encontrarmos um caderno que nos inspire, é o momento de começar. Para isso é importante que saibamos que quando estamos escrevendo é necessário estar tranquilos, sem pressa e com privacidade. Assim será mais fácil perceber nossas emoções e escutar o que elas querem nos dizer.

Uma das maneiras possíveis de criar um diário emocional é a seguinte: desenhar quatro colunas que terão como título as palavras situação, emoção, resposta e sugestões. Vejamos como funciona.

Situação Emoção Resposta Sugestões
Falar em público Medo

Ansiedade

Fuga Treinar muito

Fortalecer a autoconfiança

Esse é um exemplo de como, diante de uma situação como falar em público, uma pessoa irá explicar passo a passo como se sente, qual é a emoção que está experimentando, qual é a sua reação e quais as sugestões para resolver a situação. Como é possível perceber, é uma forma esquemática, clara e objetiva de gerenciar as emoções.

A gestão emocional nos proporciona um maior bem-estar

Escrever em nosso diário emocional de maneira regrada nos ajudará a perceber em que áreas de nossas vidas geralmente temos mais dificuldades e qual é a emoção que mais se repete. É medo ou insegurança? Ter consciência disso nos permitirá rever nossas sugestões e colocá-las em prática e evitar que fiquem só no papel.

Criar um diário emocional nos permite estar cientes das emoções que mais nos afetam, aquelas que não sabemos como gerenciar e com as quais nos sentimos sempre perdidos.

Escrever um diário das emoções

Se você é uma pessoa que tem muitos pensamentos obsessivos ou repetitivos, criar um diário emocional irá ajudar a colocar um freio neles. Graças a esta poderosa ferramenta de gestão emocional, você perceberá que, uma vez que tenha analisado e refletido sobre o que aconteceu, será inundado por um agradável sentimento de bem-estar.

Além disso, também podemos gerenciar as emoções positivas que sentimos. Desta forma, iremos concentrar nossa atenção em todo sentimento positivo que vivemos. Vejamos outro exemplo.

Situação Emoção Resposta Sugestões
Conseguir uma

promoção no trabalho

Alegria Relaxamento Compartilhar

com outras pessoas

Agora você tem todas as ferramentas e até mesmo exemplos visuais para criar um diário das emoções que ajude e permita que você gerencie seu mundo emocional. No entanto, é importante ter em mente que não existe uma maneira melhor ou pior de fazê-lo. Você pode adicionar outras colunas caso julgue necessário ou remover uma que não sirva para suas emoções. É o seu diário emocional e ele deve ser adaptado a você. Os caminhos de criação são múltiplos.

Escrever sobre as emoções e como nos sentimos