Dicas para tomar melhores decisões - A Mente é Maravilhosa

Dicas para tomar melhores decisões

maio 22, 2016 em Curiosidades 741 Compartilhados
Mulher pensando em suas decisões

Não importa se você acredita estar tomando boas decisões, o mais provável é que tenha tomado algumas más decisões em sua vida. Os julgamentos que fazemos todos os dias são influenciados com frequência por erros de decisões passadas, preconceitos, emoções e atalhos mentais que nos tornam mais propensos a cometer erros.

Por isso, quando chega o momento de tomar uma decisão importante, muitas pessoas desejam contar com toda a ajuda possível para poder escolher corretamente. No entanto, o importante é estar preparado, contar com ferramentas próprias para decidir e, principalmente, sempre praticar quando temos que tomar uma decisão, por menor que seja.

As seguintes estratégias ajudarão você a se preparar e saber o que fazer para tomar uma boa decisão. Assim que colocá-las em prática você verá os resultados.

Tome o tempo que precisar

Na sabedoria popular existe uma expressão que coloca a importância que é meditar as decisões: “Consultar-se com o travesseiro”. Indo além da metáfora, dormir antes de tomar uma decisão nos permite descansar para não decidir rapidamente com a cabeça quente e sob a pressão do estresse acumulado ao longo do dia.

Muitas vezes não é meditar ou refletir que nos ajuda a decidir melhor, e sim o fato de estarmos descansados e termos a mente livre e fresca. 
Compartilhar

Infelizmente, nem sempre temos tanto tempo para tomar uma decisão. Então, tirar um breve descanso já pode alcançar bons resultados. Pesquisas recentes encontraram que mesmo um leve atraso, somente uma fração de segundo, antes de tomar uma decisão, pode conduzir a uma melhor precisão.

Na próxima vez que você tiver que enfrentar uma escolha, faça uma breve pausa e pense nas opções disponíveis antes de decidir. Não se deixe levar pelo impulso.

Faça uma lista de prós e contras

Fazer uma lista de vantagens e desvantagens ao tomar decisões é uma técnica milenar, pois ajuda a visualizar o que pode acontecer nas diferentes situações, tanto se seguir em frente quando se não seguir, ou escolher entre uma ou outra possibilidade.

Esta lista pode ser feita em um papel, utilizando uma ferramenta eletrônica, técnica de mapas mentais ou em sua cabeça. O fato de pensar nisso, além de ajudar a ganhar tempo, permite estar consciente da importância de refletir.

Mulher olhando o horizonte ao entardecer

Nem sempre temos tempo para isso. Quando temos que tomar decisões rápidas, isso não é possível. Contudo, é importante treinar a mente para esta tarefa, inclusive em situações simples, para pegar o hábito e estar mais ágil na hora de pensar.

Aprenda a controlar o estresse

Os pesquisadores descobriram que o estresse pode afetar a maneira como tomamos decisões, e que com frequência esta influência é negativa. Um estudo publicado no Current Directions in Psychological Science descobriu que em situações de estresse as pessoas estão mais propensas a prestar atenção a informações positivas, enquanto perdem o interesse nas informações negativas.

Os autores do estudo sugerem que quando tomamos uma decisão sob estresse somos mais propensos a nos centrar nos benefícios, ignorando as desvantagens potenciais. Por isso, para tomar melhores decisões é necessário manter os níveis de estresse sob controle.

Trabalhe sua inteligência emocional

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Toronto descobriu que as pessoas que possuem uma maior inteligência emocional tomavam melhores decisões. O estudo aponta que aqueles com níveis mais baixos de compreensão emocional tendiam a deixar que sua ansiedade sobre outros temas influenciasse as decisões atuais, enquanto os que tinham altos níveis de inteligência emocional não.

homem segurando coração

Além disso, os pesquisadores encontraram também que as pessoas conscientes de que sua ansiedade não está relacionada com o tema em questão podem ser capazes de tomar melhores decisões. Isso indica que as pessoas podem ser capazes de postergar decisões até que sejam capazes de focar-se somente no tema em questão, podendo conseguir melhores resultados.

Observe o problema de outro ponto de vista

Quando se trata de algo muito pessoal e estressante, de uma decisão que mudará coisas importantes, as emoções costumam nublar o julgamento. Por este lado, um estudo publicado pela revista Psychological Science descobriu que considerar o problema pela perspectiva de um estranho pode ajudar a tomar melhores decisões.

No estudo, os pesquisadores descobriram que, inclusive quando os problemas são íntimos e pessoais, pensar neles como um estranho e colocando distância entre você e a situação pode ajudar a tomar decisões mais inteligentes.

Recomendados para você