Envelhecer com saúde é uma escolha pessoal - A Mente é Maravilhosa

Envelhecer com saúde é uma escolha pessoal

Março 11, 2018 em Psicologia 653 Compartilhados
Envelhecer com saúde

Cedo ou tarde todos iremos envelhecer. Por mais que não queiramos celebrar aniversários ou que nos preocupemos porque as primeiras rugas surgiram, o tempo passa e todos chegamos à velhice. No entanto, mesmo que não possamos escolher entre envelhecer ou não, há uma escolha que está em nossas mãos: envelhecer com saúde.

Muitas vezes eu ouvi jovens dizerem: “Quando envelhecer, não vou me importar em me cuidar”. É como se a idade consistisse em pendurar as chuteiras e não gostar mais do que vemos ao olhar no espelho. Como se quando o nosso rosto estiver cheio de rugas e a pele mais fina e com manchas da idade, cuidar de si mesmo e tentar gostar de si fosse uma perda de tempo.

Eu também ouvi pessoas dizerem que agora eles comem bem e praticam esportes, mas quando forem mais velhos poderão se entregar a todos os caprichos, não se importarão em engordar. Esse é um grande equívoco, já que ao envelhecer é necessário ter mais cuidados e preocupações com a saúde. No entanto, como já mencionamos, a forma como envelhecemos está, em grande medida, em nossas mãos.

A velhice nem sempre é um sinônimo de doença

A velhice nem sempre é sinônimo de doença

A provável razão pela qual as pessoas têm esse tipo de pensamento que já mencionamos é porque associam a velhice a um estágio na vida em que doenças, problemas e toda uma série de dificuldades limitam nosso bem-estar. De repente, nos tornamos mais lentos e mais limitados, temos que tomar remédios para o coração, o cabelo começa a cair…

“Saber envelhecer é a grande sabedoria da vida, e uma das partes mais difíceis da grande arte de viver.”
-Henri Frédéric Amiel-

Pensar em tudo de ruim que irá nos afligir, inexoravelmente, limitará as possibilidades de aproveitar a vida, de viver intensamente essa etapa e de acreditar que teremos uma boa qualidade de vida. É normal sentir-se sozinho porque nossos filhos foram embora de casa. No entanto, podemos fazer muitas coisas além de reclamar de nossa condição.

Podemos envelhecer com saúde desde que não nos refugiemos na autopiedade e vitimização. Chegar à velhice não significa que a vida acabou, como muitos jovens podem pensar. Existem muitas possibilidades e opções. Por exemplo, temos a história de Miguel, um espanhol que virou notícia recentemente.

Miguel tem 80 anos e é estudante de geografia e história na Universidade de Valencia, na Espanha. Alguns o confundem com um professor, outros com o pai de algum estudante. No entanto, ele é apenas outro estudante, faz anotações, está muito interessado em história e decidiu juntar-se ao programa de intercâmbios Erasmus e viajar a Verona (Itália). Sua família o apoia e está muito feliz por ele.

Envelhecer com saúde está em nossas mãos

O envelhecimento saudável é uma alternativa que podemos escolher. Não deixe para amanhã, embora nos sintamos bem agora, embora não tenhamos doenças e problemas de saúde. Muitas vezes esquecemos que, em questões de saúde, tudo o que fazemos agora gerará consequências no futuro.

Mas o que podemos fazer em relação a isso? Para começar: cuide da sua alimentação e faça exercícios físicos, sem esquecer do aspecto mental. Desenvolver uma mentalidade positiva será essencial para enfrentar toda a pressão que sentimos à medida que o tempo passa. No entanto, se estamos entre aqueles que, até a velhice, negligenciam esses aspectos, também existe uma solução.

Por exemplo, podemos criar um lugar para essas atividades em nossas vida, exercitando-nos. Existem muitos programas de exercícios voltados para pessoas que atingiram uma determinada idade e que favorecem estados emocionais positivos, porque ajudam a aliviar o estresse. Nesse sentido, participar de atividades grupais também nos permitirá conhecer novas pessoas e, portanto, fazer novas amizades e aproveitar novas companhias, tomar uma bebida e, quem sabe, se formos solteiros, até começar um lindo relacionamento.

Em 2017, Jim Bowman e Joyce Kevorkian se reencontraram depois de muitos anos, em que cada um se casou e viveu sua vida. Eles se apaixonaram durante o ensino médio e, depois de viúvos, se reencontraram. Após o reencontro, perceberam que ainda se amavam e decidiram se casar e começar uma nova relação aos 81 anos de idade.
Compartilhar

Envelhecer com saúde está em nossas mãos

Atualmente, existem programas em universidades que permitem que pessoas como Miguel estudem o que gostam e continuem aprendendo. Além disso, existem espaços em que atividades são realizadas durante o dia e a socialização é incentivada. Como você terá percebido, temos muito menos limitações do que realmente pensamos e há realidades que podemos continuar vivendo de forma adaptada, não importa nossa idade.

Então, por isso, não deixemos para amanhã tudo o que podemos fazer hoje para envelhecer e viver esse estágio de nossas vidas de forma feliz, intensa e sem perder a vontade de viver. O envelhecimento pode enfraquecer nossos ossos mais frágeis, reduzir a agilidade, mas não tem que afetar nossa vontade de se levantar todas as manhãs e continuar descobrindo o mundo.

Recomendados para você