Escala para avaliar o seu relacionamento amoroso

22 Janeiro, 2020
Comunicação, gestos de afeto, capacidade de chegar a acordos... A escala de ajuste diádico de Graham B. Spanier nos permite avaliar esses e outros aspectos para conhecer o grau de coesão em um relacionamento amoroso.
 

A escala de ajuste diádico (DAS) é a ferramenta psicológica mais utilizada para avaliar a qualidade de um relacionamento amoroso, bem como o seu ajuste, satisfação, comprometimento, etc.

É um recurso disponível em qualquer cenário da terapia de casais e também no campo da pesquisa. Graças a ele, obtemos informações confiáveis ​​e válidas sobre o vínculo emocional de duas pessoas.

É possível que o termo “ajuste” gere algumas dúvidas. O que queremos dizer exatamente quando falamos sobre essa dimensão? Bem, na realidade, essa palavra já nos faz visualizar duas peças específicas que, devido à sua forma e características, têm maior ou menor probabilidade de se encaixar uma com a outra e, portanto, funcionar. No casal, como sabemos, acontece a mesma coisa.

O ajuste é, por exemplo, ter os mesmos valores, saber chegar a acordos, saber lidar em conjunto com situações difíceis, gostar um do outro, ter respeito mútuo, reciprocidade… Podemos dizer que esse assunto sempre foi de grande interesse tanto para o mundo da psicologia quanto para a sociologia.

Estudar o ajuste dos casais nos ajuda a entender, por exemplo, as taxas de términos ou divórcios em uma sociedade, o grau de satisfação, ou a forma como as novas gerações se comportam em comparação com as anteriores nesta área. Assim, como podemos intuir, a escala de ajuste diádico é um recurso indispensável em muitos cenários cotidianos.

É interessante saber que, desde que o sociólogo da Universidade da Pensilvânia, Graham Spanier, o desenvolveu em 1976, tornou-se um questionário usado em todo o mundo pela sua simplicidade e excelentes resultados psicométricos.

 

Portanto, vejamos em que consiste essa escala para avaliar o seu relacionamento.

“Nunca acima de você, nunca abaixo de você, sempre ao seu lado”.
-Walter Winchell-

Casal na água

Escala de ajuste diádico para avaliar o seu relacionamento: objetivo e características

A escala do ajuste diádico visa avaliar o grau de harmonia ou o ajuste geral dos membros em um relacionamento de casal. O próprio professor Spaniel, responsável por este questionário, disse que o seu objetivo com este teste era o seguinte:

  • Medir o ajuste diádico de um relacionamento com base em dimensões como as possíveis diferenças entre o casal, tensões, presença de ansiedade no relacionamento e sua intensidade, grau de satisfação, coesão e facilidade ou dificuldade de chegar a acordos.

Além disso, um aspecto que os profissionais apreciam sobre esse instrumento é a sua neutralidade. Ou seja, pode ser aplicado a qualquer perfil de casal (heterossexual, homossexual, casado ou não, etc.).

Não importa que já tenham se passado mais de 40 anos desde que Graham Spaniel apresentou a escala. Ela continua sendo útil, prática e interessante.

 

As quatro áreas da escala de ajuste diádico

A escala de ajuste diádico para avaliar o seu relacionamento consiste em 32 itens que são estabelecidos com base em quatro subescalas. São as seguintes:

  • Consenso: capacidade, recursos e habilidades para chegar a acordos. Com este questionário, podemos saber até que ponto o casal chega a consensos no seu dia a dia.
  • Satisfação: essa dimensão é fundamental em todo elo afetivo; nos informa sobre o nível de bem-estar, felicidade, compromisso.
  • Coesão: com este termo, nos referimos ao grau de envolvimento de um membro do casal com o outro. É o interesse, a valorização, a capacidade de gerar soluções para os problemas, de buscar momentos para compartilhar o tempo, etc.
  • Expressão de afeto: essa subescala é uma peça indispensável para avaliar o ajuste de um casal. Refere-se aos gestos cotidianos que demonstram amor e carinho. Por sua vez, está relacionado também à vida sexual e à sua satisfação.
Casal sorrindo tomando café

Quais questões a escala Spanier valoriza?

Como já dissemos, a escala de ajuste diádico de Spanier é composta por 32 itens. As respostas seguem o estilo likert, ou seja, quatro opções que variam de “sempre concordo” a “não concordo”.

 

Este questionário segue um formato de autocorreção, para que possamos obter os resultados rapidamente. Além disso, o interessante é poder comparar cada dado em ambas as partes do casal para entender onde estão os pontos fortes de cada pessoa, onde estão os problemas e em que áreas devemos trabalhar.

  1. Gestão das finanças familiares.
  2. Diversão.
  3. Questões religiosas.
  4. Demonstração de afeto.
  5. Amizade.
  6. Relações sexuais.
  7. Convencionalismos.
  8. Filosofia de vida.
  9. Relação com os sogros.
  10. Objetivos, finalidades, valores.
  11. Quantidade de tempo que passam juntos.
  12. Tomada de decisões importantes.
  13. Tarefas domésticas.
  14. Interesses e atividades realizadas no lazer.
  15. Decisões relativas ao trabalho.
  16. Quantas vezes você já pensou em divórcio ou separação?
  17. Com que frequência você sai de casa depois de uma briga?
  18. Com que frequência você acha que as coisas estão indo bem para você como casal?
  19. Você confia no seu parceiro?
  20. Você se arrepende de estar com seu parceiro?
  21. Com que frequência vocês discutem?
  22. Com que frequência você perde a paciência?
  23. Com que frequência vocês se beijam?
  24. Participam juntos de atividades fora do relacionamento?
  25. Vocês trocam ideias estimulantes?
  26. Vocês riem juntos?
  27. Costumam discutir com calma?
  28. Trabalham juntos em algum projeto?
  29. Quase sempre estou cansado demais para fazer sexo.
  30. Não há manifestações de afeto.
  31. Avalie o grau de satisfação do seu relacionamento.
  32. Como você vê o futuro com o seu parceiro?
Escala para avaliar o seu relacionamento amoroso
 

Qual é a confiabilidade da escala de ajuste diádico para avaliar o seu relacionamento?

Estudos como o realizado pelo Dr. Michael Carey, da Universidade de Boston, Estados Unidos, mostram que, de fato, a escala desenvolvida por Spanier em 1976 permanece válida e confiável. As suas quatro escalas continuam a ser consistentes internamente, por isso este ainda permanece como um recurso que pode nos fornecer informações muito importantes.

Com ela, não vemos apenas o grau de adaptação de um casal; também é possível avaliar aspectos da personalidade dos avaliados e até a probabilidade de que esse vínculo seja mantido ou não no futuro. Estamos diante de um questionário de grande interesse, tanto para intervenção psicológica quanto para o campo das pesquisas.

 
  • Carey, MP, Spector, IP, Lantinga, LJ y Krauss, DJ (1993). Fiabilidad de la escala de ajuste diádico. Evaluación psicológica , 5 (2), 238–240. https://doi.org/10.1037/1040-3590.5.2.238
  • Spanier,G.B.(1989). Manual for the Dyadic Adjustment Scale. North Tonowanda, NY: Multi-Health Systems.
  • Spanier, G. B. (1976). Measuring dyadic adjustment: New scales for assessing the quality of marriage and similar dyads. Journal of Marriage and the Family, 38, 15-28.
  • Spanier, G.B. & Thompson, L. (1982). A confirmatory analysis of the Dyadic Adjustment Scale. Journal of Marriage and the Family, 44, 731-738.