Você sabia que a espiritualidade ajuda a controlar o estresse?

· janeiro 9, 2019
Existem diferentes maneiras por meio das quais a espiritualidade ajuda a controlar o estresse. Orar, meditar e se dedicar à arte são algumas delas. Descubra por que ela tem este poder a seguir.

Confira nesse artigo por que, nos últimos anos, diferentes pesquisas mostraram que podemos usar a espiritualidade para controlar o estresse.

Embora para muitas pessoas falar de espiritualidade seja falar de religião, na realidade pode-se viver a espiritualidade independentemente das crenças religiosas ou de forma independente da própria religião sem que isso implique qualquer tipo de contradição.

Nesse sentido, uma religião é considerada um conjunto codificado de crenças e práticas compartilhadas por um grupo de indivíduos no que diz respeito a sua relação com um poder superior.

Por outro lado, a espiritualidade se refere à relação de um indivíduo com um espírito, que pode ser um poder superior (como um deus) ou simplesmente uma representação da conexão do ser humano com uma realidade metafísica maior do que a própria pessoa.

É por isso que as pessoas podem ser religiosas sem serem espirituais e há pessoas que são espirituais sem serem religiosas. Podemos até conhecer pessoas que vivem sua espiritualidade, independentemente da religião que professam.

Cabe destacar que a ciência descobriu que a espiritualidade ajuda a proteger contra a depressão, uma vez que engrossa o córtex cerebral.

Um estudo realizado em 2014 na Universidade de Columbia encontrou um espessamento de partes do córtex cerebral associadas à meditação regular ou a outras práticas espirituais ou religiosas.

Essa pode ser a razão pela qual essas atividades protegem contra a depressão, especialmente em pessoas predispostas à doença.

Espiritualidade ajuda a controlar o estresse

Expressão da espiritualidade para controlar o estresse

As pessoas espirituais têm várias maneiras de expressar a espiritualidade, como orar, frequentar serviços religiosos, interagir com pessoas que compartilham as mesmas crenças, meditar, através da arte ou música (criando ou assistindo/ouvindo), contemplar a natureza, etc.

Por exemplo, as pessoas religiosas geralmente encontram na oração uma maneira de estar mais conectadas ao seu deus. Orar as ajuda a se sentirem mais calmas, mais seguras e mais ancoradas, o que pode ajudar a reduzir o estresse.

A meditação teria benefícios semelhantes aos da oração, e também ajuda a reduzir a pressão arterial e aumenta a imunidade, entre outros fatores favoráveis ​​ao controle do estresse.

Oração e meditação podem trazer paz interior e uma sensação de calma.

Ser gratos e expressar gratidão também são formas de expressar espiritualidade que ajudam a gerenciar o estresse. A gratidão pode reduzir a experiência do estresse.

A contemplação da arte ou da natureza ou a própria expressão artística também pode ajudar a controlar o estresse, se surgirem do ponto de vista da experiência espiritual, da gratidão.

A espiritualidade ajuda a gerenciar o estresse

A  espiritualidade pode ajudar a reduzir e gerenciar o estresse de várias maneiras. Gera uma sensação de quietude e paz interior que nos ajuda a controlar o estresse e a recuperar a comunicação com nós mesmos, com nosso estado mental e físico.

Passamos muito tempo trabalhando, pulando de uma atividade para outra, às vezes até fazendo várias coisas ao mesmo tempo. Além disso, passamos muito tempo ouvindo os outros, tentando nos distrair, enquanto uma grande quantidade de pensamentos passam pela nossa mente sem controle.

Praticar a espiritualidade pode nos ajudar a encontrar momentos de descanso em meio à vida cotidiana. O tempo que passamos meditando, orando ou simplesmente apreciando o que acontece ao nosso redor e dentro de nós como meros espectadores nos posiciona de maneira inteligente diante da realidade.

É como se estivéssemos contratando um assistente, com a vantagem de que esse assistente tem informações muito valiosas sobre nós mesmos.

Pessoa rezando

Outros benefícios da espiritualidade

A espiritualidade também nos ajuda a gerenciar a incerteza. Tentar controlar tudo é uma fonte muito importante de frustração, simplesmente porque este é um objetivo impossível. Assim, libertar-nos desse objetivo, que podemos ver como uma necessidade, diminuirá nosso nível inicial de ansiedade.

Por outro lado, a espiritualidade permite aumentar o significado dos eventos que vivemos, tanto positivos quanto negativos, de maneira significativa, tentando aprender com as situações em vez de vitimizar-nos, culpar-nos ou vivenciá-las superficialmente.

Não há dúvida de que, além disso, a espiritualidade melhora o senso de conexão. Sentir-se parte de algo maior do que nós mesmos pode nos fazer sentir menos isolados e sozinhos. A maioria dos fatores de estresse parecem menores e mais fáceis de lidar se sabemos que pertencemos a algo.

A espiritualidade também nos ajuda a manter um senso de propósito. O senso melhorado de conexão e o senso de significado derivado das práticas espirituais nos permitem olhar além de nós mesmos.

Isso aumenta o nosso senso de responsabilidade para com a nossa comunidade, e até mesmo para com o universo em geral.

Em essência, a espiritualidade nos ajuda a controlar o estresse graças à mudança de perspectiva que ela nos propõe.

A prática espiritual pode nos ajudar a transformar obstáculos que parecem intransponíveis em desafios aceitáveis. A espiritualidade também nos ajuda a esclarecer nossos valores e focar no que é importante.