Eustresse: 10 vantagens do estresse positivo

07 Fevereiro, 2021
O estresse tem uma má reputação. Não o queremos, por mais que ele nos acompanhe durante a maior parte do tempo. Entretanto, já pensou no que aconteceria se enfrentássemos nossos desafios com um nível mínimo de ativação? Hoje falaremos sobre o eustresse, o estresse positivo.

O estresse faz parte do cotidiano de várias pessoas no mundo. A variante negativa, conhecida como distresse, é caracterizada pelo impacto nocivo que possui sobre a saúde. No entanto, existe um outro tipo de estresse que é completamente diferente e benéfico! A seguir, falaremos sobre 10 vantagens do estresse positivo, ou eustresse.

Hans Seyle foi quem criou o conceito de eustresse, ou “estresse benéfico”. Ele é caracterizado por durar pouco tempo, e também por contribuir para um desenvolvimento positivo das pessoas. Isso é o que o diferencia do distresse, que é mais duradouro e funciona como uma fonte de sofrimento e enfermidade.

O eustresse aumenta a motivação e a capacidade de enfrentamento

A principal utilidade desse construto psicológico é que ele proporciona um aumento na nossa capacidade de enfrentamento. Graças a ele, as pessoas se sentem mais capacitadas para enfrentar todo tipo de desafio. Problemas do dia a dia, situações que momentaneamente excedem nossos recursos, ou os desafios ao nosso redor que devemos enfrentar todos os dias.

Essa potencialização da capacidade de enfrentar momentos de estresse é, por sua vez, um agente motivador excelente. Sentir-se apoiado ajuda em todas as facetas das nossas vidas.

Homem feliz no trabalho

Proatividade, produtividade e criatividade

Uma das áreas mais beneficiadas pelo eustresse é a área profissional. Isso ocorre porque o estresse positivo é claramente útil no trabalho, uma vez que nos permite abordar qualquer mudança com mais propósito.

Por isso, entre as vantagens do estresse benéfico, temos a de potencializar habilidades como a criatividade, além de proporcionar melhorias na proatividade e na produtividade. Essas características nos permitem ser mais orientados para a mudança e expandir pontos de vista que poderíamos ignorar anteriormente.

O eustresse, ao contrário do distresse, nos impulsiona, não nos oprime.

Controle da própria atividade

O eustresse pode ser ativado em situações de risco controlado. Essas últimas podem ser atividades como bungee jumping, rafting, corridas, trilhas, salto de paraquedas, entre muitas outras. Certamente você deve conhecer alguém que sente efeitos estimulantes quando realiza uma ou várias dessas atividades.

É provável que essas pessoas te digam que, antes de praticar tais atividades, geralmente sentem uma sensação sutil de ansiedade. Essa ansiedade é acompanhada por sinais característicos, como palpitações, tremores ou falta de ar. Isso vai se reduzindo à medida em que fazemos a atividade.

Por exemplo, podemos imaginar aquele momento que vem imediatamente antes de saltarmos de paraquedas. A ansiedade, nesse caso, geralmente é muito alta. No entanto, ela se começa a se dissipar a partir do momento em que saltamos e continua se dissipando à medida que caímos.

Segurança e estabilidade emocional motivadas pelo eustresse

Entre as vantagens do estresse benéfico está o fato de que ele nos permite melhorar o nosso lócus de controle interno, ou seja, a segurança que sentimos de que nossas ações possuem um efeito direto sobre as nossas vidas e de que nós somos aqueles capazes de controlá-las. Dessa forma, a sensação de vulnerabilidade e desamparo é minimizada.

Por sua vez, essa melhoria na percepção do controle da situação contribui para garantir a nossa estabilidade emocional. Visto que o eustresse não é duradouro, mas sim pontual, é menos provável que haja instabilidade afetiva. Portanto, nossa saúde emocional não corre perigo.

Energia e vitalidade

Outra vantagem do estresse positivo é que ele é ativado a partir do momento em que saímos das nossas zonas de conforto. Ou seja: aquele espaço em que nos sentimos seguros e protegidos. Entretanto, quando precisamos enfrentar um novo desafio, esse estresse benéfico nos impulsiona à ação. Isso faz com que sejamos capazes de nos manter alertas e pode aumentar a agilidade dos nossos reflexos.

Portanto, o estresse benéfico nos proporciona energia e vitalidade. Com isso, é provável que nossa vontade de realizar atividades físicas aumente, uma vez que elas nos permitem canalizar toda essa força vital. Igualmente, o eustresse está associado à produção de dopamina, que se relaciona, por sua vez, com a felicidade.

Mulher sorrindo com leveza

Níveis de ativação baixos não nos ajudam

É importante ressaltar que um nível de estresse nulo simplesmente não é recomendável. O estresse é um mecanismo de adaptação e, sem ele, certas situações podem nos estagnar. É provável que uma ausência de ativação (ou nível de alerta) diminua nossa criatividade e nos torne mais propensos ao tédio. E isso, em algum momento, acaba cobrando um preço.

Agora que já sabemos das várias vantagens do estresse positivo, talvez você queira colocar em prática algumas estratégias para ativá-lo. Você pode tentar praticar exercícios profundos de respiração consciente, fazer esportes, gerenciar os pensamentos negativos ou ajustar suas perspectivas para enfrentar os problemas.

Gibbons C, Dempster M, Moutray M. Stress and eustress in nursing students. Adv Nurs. 2008; 61 (3): 282–290.

Gutiérrez García (1997): La promoción del eustrés. Psicologia.COM [On Line], 1 (2), 38 párrafos. Disponible en: http://www.psiquiatria.com/psicologia/vol2num1/art_3.htm [1 Febrero 1998]