Evite educar filhos caprichosos sem criar traumas

Evite educar filhos caprichosos sem criar traumas

10, junho 2016 em Psicologia 0 Compartilhados
Evite educar filhos caprichosos sem criar traumas

Como dizia o famoso dramaturgo e novelista britânico Oscar Wilde, “a melhor maneira de tornar as crianças boas é torná-las felizes”. Isso significa que devemos atender a todos os seus pedidos? Temos que evitar um trauma a todo custo? Não, porque isso educa filhos caprichosos e rebeldes, muito distantes da felicidade.

Em seguida, lhe daremos algumas dicas que podem ser úteis e o ajudarão a evitar que seus filhos se transformem em crianças rebeldes e tiranas. Não se esqueça de que não existe um trauma pior do que uma infância repleta de presentes e regalias que transformam uma criança ou um adolescente em um adulto frustrado e frustrante.

É importante acrescentar que os filhos caprichosos não serão mais felizes se os seus pais aceitarem todas as suas exigências. Com esse comportamento dos pais, os filhos se transformam em crianças incapazes de se controlar e aprendem que vale a pena insistir um pouco mais para conseguir o que querem.

No entanto, uma educação adequada, focada em uma atitude mais reflexiva e com limites claros, não promoverá somente um crescimento saudável, mas evitará que os relacionamentos com pessoas fora do círculo familiar sejam prejudicados pelo comportamento e necessidades egoístas dos pequenos. Isto dará mais autoconfiança e a consciência de suas reais necessidades.

Como identificar filhos caprichosos

Você já pensou que seus filhos podem ser caprichosos, mas não sabe com identificar com segurança? Há uma série de atitudes e habilidades que identificam pequenos tiranos em formação.

  • As crianças caprichosas são incapazes de satisfazer os seus desejos. Elas são egocêntricas, acreditam que o mundo gira ao seu redor e não sabem valorizar o que recebem. Querem tudo imediatamente, embora não encontrem prazer nisso; assim que recebem o que querem já pedem outra coisa.
  • Elas costumam fazer “birra” e não hesitam em contestar quando os pais resistem aos seus caprichos. Elas descobrem o seu ponto fraco e utilizam essa tática para conseguir tudo o que querem.

menina-chorando

Uma criança caprichosa não cuida dos seus brinquedos, não valoriza as pessoas, é bagunceira e descuidada. Ela é incapaz de se concentrar, se cansa facilmente das brincadeiras e está sempre mudando de atividade. Geralmente são muito indisciplinadas.

Se você percebeu alguns ou todos esses sintomas nos seus filhos, é melhor começar a trabalhar imediatamente, pois seu filho já atingiu a linha vermelha e se o problema persistir, pode tornar-se crônico.

Como evitar traumas nas crianças

O trauma é algo inerente à vida; não podemos esperar que os nossos filhos não sofram. Isso é impossível; no entanto, cabe a nós oferecer uma boa educação para que possam superar os problemas com segurança.

Concepción Arenal dizia que “salvo raras exceções, o criminoso foi uma criança infeliz, a quem faltaram bons exemplos e carinhos.” Você está errado se acredita que satisfazendo todos os desejos do seu filho está fazendo algo de bom.

No entanto, não devemos ser excessivamente severos ou rigorosos. Use o bom senso e seja honesto para perceber até onde pode chegar em todas as fases da criança.

  • Em algum momento da vida, as crianças caprichosas vão perceber que o mundo é feito de regras e limites a serem cumpridos. Nenhum pai pode evitar isso, então é muito importante que as crianças percebam o quanto antes que as regras fazem parte da sua vida. Não é nada traumático, simplesmente implemente rotinas em que a criança se sinta segura.
  • Com as crianças muito pequenas a distração pode ser uma boa ferramenta. Com certeza, você conhece bem o seu filho e percebe quando aquele comportamento é só um capricho. Se conseguir distrair a sua atenção no momento certo, evitará muitos problemas. Isso requer atenção e observação constantes.

A criança precisa aprender a excepcionalidade. É normal que algum membro da família seja mais permissivo com a criança. No entanto, os pais devem fazê-la entender que isso é algo incomum. São situações ocasionais que fazem parte do seu mundo, mas não da sua rotina.

pai-com-seu-filho

Não podemos esquecer que muitas vezes os filhos caprichosos só precisam de mais atenção. Se o problema for este, pode se tornar grave. Então, se você quer dar uma boa educação para o seu filho, observe se está dedicando o tempo e o carinho de que o seu filho precisa. Para eles, não existe nada melhor do que passar um tempo brincando com os pais.

Evitar criar filhos caprichosos é uma tarefa complicada que requer muita paciência. As crianças são espertas e negociadoras constantes; estão sempre nos testando. No entanto, os pais devem estar cientes de que as crianças precisam interiorizar as regras de uma forma gradual, uma vez que são imprescindíveis para a sua futura convivência em sociedade.

Recomendados para você