O exercício de Grounding para reduzir a ansiedade

15 Setembro, 2020
A maior virtude do exercício de Grounding é ser uma técnica extremamente simples que pode ser praticada a qualquer hora e em qualquer lugar. É uma ferramenta útil para sair rapidamente de um estado de ansiedade.
 

O exercício de Grounding é uma técnica de relaxamento muito simples, especialmente indicada para quem estiver passando por um momento de grande estresse ou ansiedade. A palavra Grounding significa ‘conectar-se ao solo’, e o exercício tem a ver precisamente com isso, tanto literal quanto figurativamente.

Este método serve para reduzir estados de nervosismo extremo, mas também é adequado para aqueles momentos em que experimentamos confusão, medo ou tristeza sem uma causa – ameaça/perda – que justifique essas emoções.

Um estudo conduzido na Universidade da Califórnia confirma os benefícios do exercício de Grounding. Do ponto de vista físico, ele reduziria os estados de inflamação do corpo, fortaleceria a resposta imunológica e geraria uma sensação de maior vitalidade. Sem mais delongas, vamos ver do que se trata.

A maior parte do nosso estresse e ansiedade vem da desconexão com os nossos corpos. Quanto mais sólido você estiver em seu corpo, menos estresse e ansiedade experimentará.”
-Scott Jeffrey-

Mulher angustiada chorando

A versão clássica do exercício de Grounding

É preciso dizer que existem várias versões do exercício de Grounding e que a mais clássica envolve um encontro direto com a natureza. Se você se sente mais calmo quando caminha na praia ou por uma floresta, você está simplesmente fazendo um Grounding espontâneo. É exatamente disso que se trata: mergulhar em um ambiente natural.

 

Para realizar este exercício simples de Grounding, comece removendo os sapatos e as meias. Em seguida, caminhe sobre uma superfície de grama, areia ou pedras. Obviamente, certifique-se de que o chão esteja livre de objetos que possam machucá-lo.

Você só precisa caminhar sem parar por dez minutos. Foque na sensação sentida sob as solas dos seus pés. Tente respirar devagar. Idealmente, você deve fazer este exercício ao ar livre, pois é muito mais benéfico.

Como isso te beneficia? O contato direto da pele com a terra é comprovadamente relaxante. Da mesma forma, quando você se move por uma superfície que não é uniforme, o que você obtém é uma espécie de massagem natural, mesmo sem perceber. Acredita-se que este exercício ajude a retornar ao centro de nós mesmos.

A segunda versão

Existe uma segunda versão do exercício de Grounding que corresponde a uma espécie de “versão mindfulness”. Nesse caso, você deve se sentar em uma cadeira que permita apoiar bem os pés no chão. Comece respirando normalmente e, aos poucos, tente inspirar e expirar cada vez mais profundamente.

Desta vez, você também deve estar descalço. Depois de alguns minutos nessa posição, quando sentir que a sua respiração está profunda e estável, concentre toda a sua atenção nas solas dos pés. Procure perceber com muito cuidado as sensações que você está experimentando, como a textura do chão, a temperatura da sua pele…

Você só precisa fazer este exercício por três minutos. Concentrar-se nas solas dos pés e no chão vai levá-lo de volta ao agora. É como se você abrisse um parêntese na sua ansiedade e desse a si mesmo a oportunidade de se livrar dela por um momento. Então, você se sentirá muito mais calmo.

 
Pés apoiados no chão

A terceira versão

Há uma terceira versão do exercício de Grounding que também está relacionada ao mindfulness. É popularmente conhecida como o exercício dos “três três”. Esta é uma ação mínima, particularmente adequada para um momento específico em que você se sente exaltado ou fora de controle.

Comece fechando os olhos, ouvindo o que está ao seu redor; em seguida, nomeie os três sons que você ouve com mais clareza. Abra imediatamente os olhos e diga em voz alta quais são as três cores que você mais captura no ambiente. Finalmente, mencione as três sensações que você está sentindo na pele neste exato momento. Só isso.

Este mini exercício é ótimo para ancorá-lo ao presente e permanecer no aqui e agora. A ansiedade tem a ver com a tendência da mente de se projetar em um futuro que é percebido como ameaçador. Essa prática de retornar ao momento presente irá ajudá-lo a dissipar o mal-estar ou a excitação.

Como você pode ver, as três versões do exercício de Grounding são muito simples, com a vantagem de que podem ser praticadas a qualquer momento. Nenhuma delas leva muito tempo, mas podem fazer diferença no seu humor. Confira por si mesmo.

 

Figueras, T. (2013). Grounding: concepto y usos en danza movimiento terapia (DMT)