Festeje suas emoções

Festeje suas emoções

22, novembro 2015 em Emoções 3 Compartilhados

Alegria

É um sentimento positivo que aparece quando alcançamos uma meta ou um objetivo, quando vivemos uma experiência agradável ou conseguimos diminuir o nosso mal-estar.

– Sob a influência da alegria, podemos trazer à mente lembranças felizes. Ela funciona como um motor que mexe com as nossas vidas e traz de volta momentos felizes do passado

– Produz mudanças hormonais, reduz o estresse, melhora a imunidade e os problemas cardiovasculares.

– Facilita a interação social, tornando-nos mais comunicativos, mais propensos a ajudar os outros e atenua os efeitos das emoções negativas.

– A alegria é contagiante. Quando estamos felizes, queremos compartilhar com o mundo e com todas as pessoas ao nosso redor.

Sem a tristeza não seríamos capazes de sentir alegria.

Tristeza

É um sentimento negativo que se caracteriza por um estado de ânimo depressivo, o que faz com que nossa atividade mental e ações fiquem reduzidas.

– A tristeza é muito subjetiva e pessoal; pode aparecer quando perdemos algo, perdemos alguém ou nossa autoestima está muito baixa. Ela pode variar de leve a intensa, mas não deve ser confundida com a depressão.

Pode influir sobre nossos processos mentais e diminuir a nossa criatividade. Focamos a atenção nos fatos negativos e não exploramos novas opções para resolver um problema ou sair de uma situação negativa.

– A tristeza nos afasta do convívio social e acabamos nos isolando.

– Quando nos sentimos tristes, experimentamos um sentimento de desamparo que nos faz pensar que nada vale a pena, e então optamos por não tentar.

A tristeza também tem seu lado positivo: nos faz refletir sobre o que realmente importa.

Raiva

– É um sentimento negativo que ocorre quando estamos sujeitos a situações que consideramos frustrantes ou perigosas para a nossa integridade física ou das pessoas que amamos.

– É um sentimento que pode nos cegar. Agimos sem pensar e podemos até agredir ou descarregar nossa frustração sobre uma pessoa ou uma situação.

– A raiva pode aparecer em diversas situações: se não recebemos nenhuma recompensa pelo nosso trabalho, se o chefe não reconhece nossos esforços, diante de uma injustiça, quando nos sentimos impotentes diante de uma situação…

Não se entregue a raiva; a raiva prolongada gera o ódio.

Medo

Um perigo iminente que pode nos prejudicar ou causar danos às pessoas ao nosso redor pode causar medo.

– Essa emoção é complexa, mas fundamental para a nossa sobrevivência. Desde a pré-história, o medo acompanha o ser humano e nos ajuda a tomar decisões sobre situações que devemos evitar.

– O problema é quando o medo é irracional. Não existe um perigo real, mas sentimos medo baseados na nossa interpretação dos fatos. Imaginamos consequências horríveis para fatos que nem aconteceram ainda. Isso é o que chamamos de ansiedade.

– As experiências que vivemos e os medos que a sociedade e a educação nos trazem afetam nossa maneira de ver o mundo.

Não é preciso conhecer o perigo para sentir medo, os perigos desconhecidos são os que mais nos causam temor.

Nojo

É a resposta emocional que damos a algo que nos causa repugnância ou quando sentimos uma impressão desagradável.

– As reações de nojo são muito intensas e difíceis de esconder.

– A função de sobrevivência nos protege de uma possível intoxicação ou envenenamento, mas muitas vezes sentimos nojo de alguns alimentos que não são tóxicos porque associamos seus sabores a experiências e pensamentos desagradáveis.

– Não sentimos nojo somente de sabores ou odores, mas também de ideias, comportamentos e pessoas que representam essa emoção.

Recomendados para você