Uma forma muito fácil de melhorar seu estado de ânimo

Uma forma muito fácil de melhorar seu estado de ânimo

17, junho 2015 em Emoções 8 Compartilhados
Estado de ânimo

Não apenas um, mas centenas de estudos confirmam a notável influência do exercício físico sobre nosso estado de ânimo. Estabeleceu-se que praticar atividades físicas regularmente tem um efeito preventivo frente a problemas de ansiedade e depressão.

Com frequência esquecemos que corpo e mente são uma unidade indissociável. O que acontece em seu corpo afeta sua mente e vice-versa. De fato, há importantes razões para estabelecer que a mente, de maneira preponderante, determina o bom funcionamento do corpo. Por isso, quando você se sente triste, aumentam as probabilidades de que você contraia algum vírus, sofra de enxaqueca ou de problemas estomacais.

A razão é simples: o que chamamos de “mente” habita um lugar físico, que é o cérebro. Este órgão determina o funcionamento de todo o corpo e tem incidência em cada um dos outros órgãos.

Um estado anímico, como a depressão, se expressa organicamente de diferentes maneiras. Uma delas é a aparição de algumas mudanças químicas no funcionamento do cérebro, como a diminuição da produção de endorfina e outros componentes. Isso faz com que suas emoções modifiquem a forma como você vê e percebe o mundo.

A resposta da ciência diante destes fenômenos tem sido a de receitar medicamentos para a retomada do equilíbrio perdido. O problema é que sua ação não é permanente, mas fugaz. Pode surgir, portanto, uma dinâmica exatamente igual a de um viciado: você precisa consumir os medicamentos com relativa frequência para se sentir melhor.

Os medicamentos psiquiátricos, além disso, têm importantes efeitos colaterais que afetam tanto a saúde física quanto a mental. Algumas pessoas experimentam tremores, dificuldades para dormir ou náuseas quando consomem este tipo de medicamento. Muitas reportaram o aumento da depressão ou da ansiedade após ter tomado remédio com regularidade por alguns anos.

Para muitos especialistas, esses tratamentos não solucionam o problema, simplesmente o mascaram. O ideal seria tratar a depressão através da conversa e da palavra em um terapia. No entanto, nem todos sentem-se atraídos por essa possibilidade ou encontram alívio para sua dor a curto prazo mesmo consultando um profissional.

Atividade física para melhorar o estado de ânimo

Praticar atividade física altera nosso Estado de ânimo

É nesse ponto que surge o exercício físico como uma alternativa barata, divertida e muito eficaz para tratar este tipo de sintoma. Isso também tem uma explicação química.

Em uma pesquisa feita na Universidade Duke, comparou-se um grupo de adultos com depressão que seguiram um plano de exercício regular, com outro em que tratou-se o problema através da “Sertralina”, um remédio para a depressão. O resultado foi que, em ambos caso, houve uma melhora na mesma proporção. 

Este e muitos outros estudos sugerem que é válida a hipótese de que o exercício físico produz mudanças químicas no cérebro, comparáveis às produzidas por um medicamento. Inclusive, alguns pesquisadores da Universidade da Georgia afirmam que ele é capaz de alterar certos genes, os quais teriam efeitos sobre nosso estado de ânimo.

Também afirma-se que o exercício incrementa as ondas alfa no cérebro, tendo um efeito similar ao de um tranquilizante. E parece existir uma relação estreita entre o exercício e a autoestima. A valorização própria tende a aumentar se seguimos um programa regular de atividade física.

O sedentarismo, por sua vez, tem o efeito oposto. Quanto mais passiva permanece uma pessoa do ponto de vista físico, maior será sua tendência a desenvolver episódios de ansiedade e depressão.

O efeito da atividade física é experimentado quase de forma imediata, mas a mudança significativa aparece quando ela é praticada de maneira regular. Dedicar quinze ou vinte minutos do dia para se exercitar pode aumentar sua sensação de bem-estar muito mais do que possa imaginar. Você se anima?

Foto cortesia de Elena Schweitzer