Filhos emocionalmente saudáveis - A Mente é Maravilhosa

Filhos emocionalmente saudáveis

agosto 15, 2015 em Psicologia 9 Compartilhados
emocionalmente saudáveis

Educar é transmitir, encaminhar, mostrar e ensinar a nossos filhos o que consideramos importante para a vida.

Nessa educação se encontram os nossos valores, as nossas ideias e expectativas da vida, os nossos hábitos e as formas de viver e de ver a vida.

Os pais sempre têm a intenção de dar o melhor aos seus filhos, porém, além da intenção, também temos que saber como transmitir, já que podemos falhar e fracassar na educação que queremos dar a eles.

filhos emocionalmente saudáveis

Impor ou acompanhar?

Existem muitas formas de educar, tantas quanto existem pessoas, e uma delas é por meio da autoridade, da imposição, do castigo e da obediência.

Nessa forma de educar, “adestramos crianças” por meio do medo e da autoridade. Na maior parte dos casos, os menores obedecem, sem aprender e sem pensar, tão somente para evitar as consequências negativas do não fazê-lo.

Entretanto, existe, de forma geral, outro enfoque da educação, a partir do respeito e do acompanhamento do processo evolutivo da criança.

Sem dúvida, este enfoque ensina e transmite, e o menor aprende o porquê das coisas e dos pedidos dos seus pais.

Em muitas ocasiões o aprendizado é através da própria experiência, de chegar a um acordo, de negociações com seus pais e de potencializar a autonomia, para que os filhos sejam responsáveis pelas suas pequenas decisões e pelas suas consequências.

As normas e os limites são adequados?

Respeitar e acompanhar o crescimento e o amadurecimento dos nossos pequenos não quer dizer que eles vão gerenciar a sua própria educação.

É importante não esquecer que os pais são sempre o motor e o guia da educação dos seus filhos e, por isso, são eles que marcam o caminho de aprendizagem que querem mostrar aos seus filhos.

Para isso, é importante expressar claramente as normas e os limites que definem as margens do que queremos ensinar, já que é evidente que tudo não vale para a nossa forma de viver a vida e, assim, devemos deixar claro aos nossos pequenos.

Como educar pelo respeito?

É importante ter claro o que queremos ensinar e, para isso, é imprescindível conhecer nossos valores de vida, os quais vamos transmitir com segurança e constância.

Para isso, devemos educar com base na transmissão de valores, por meio das normas e dos hábitos do nosso dia a dia, deixando bem claro aquilo que não desejamos passar.

Ensinar valores é algo muito natural e espontâneo, que é transmitido de geração para geração por meio da observação, da imitação e, sobretudo, da linguagem não verbal.

Isso quer dizer que, além de explicar o que queremos e esperamos dos nossos filhos, e também o que não desejamos, temos que mostrar com as nossas atitudes, nossas emoções e nossos sentimentos, condutas de aprovação ou desaprovação e consequências diretas disso.

filhos emocionalmente saudáveis

Pais seguros de si, filhos emocionalmente saudáveis

As crianças crescem emocionalmente saudáveis quando aprenderam a viver a vida a partir da sua própria experiência e com o acompanhamento e proteção dos seus pais, entendendo, resolvendo os conflitos e enfrentando as dificuldades, tal como seus pais lhes ensinaram.

Quando a criança vira adolescente e, mais tarde, um adulto, ela decidirá o que fazer com tudo o que foi aprendido, mas não há sombra de dúvidas de que uma boa educação será a melhor bagagem para a sua viagem pela vida.

As crianças mais seguras de si mesmas são aquelas que cresceram a partir da comunicação e da confiança dos seus pais; por meio da qual foram capazes de entender por que seus pais lhes mostraram esses valores da vida e lhes acompanharam em seu amadurecimento e em sua autonomia, ensinando-lhes a gerenciar as suas emoções de frustração, raiva, irritação, inveja e ciúme

Reforçando seus avanços, suas conquistas, seus sucessos, suas capacidades, habilidades e potencialidades. Mostrando sempre o amor, o carinho, o afeto que sentimos por eles.

Recomendados para você