Frotteurismo ou frotismo: sintomas e tratamento

12 Julho, 2020
 

Você já esteve em um lugar onde havia uma multidão de pessoas e notou que alguém roçava os seus órgãos genitais contra você? Você já viajou em transporte público e de repente percebeu que uma pessoa se aproximou demais do seu corpo para tocá-lo? Esse tipo de comportamento que, à primeira vista, parece tão incomum, infelizmente não é tão raro. É chamado de frotteurismo ou frotismo e geralmente causa uma sensação muito desagradável nas vítimas.

Buscar prazer esfregando as partes íntimas em outra pessoa de uma maneira patológica é um padrão comportamental típico dos frotistas ou frotteuristas. Obviamente, nem todas as pessoas que agem dessa forma podem ser consideradas como tal. A seguir, explicaremos quais são as principais características desse tipo de parafilia sexual e quais são os tratamentos possíveis.

“Os frotteuristas procuram lugares lotados onde possam passar despercebidos”.

O que é frotteurismo ou frotismo?

Quando falamos de frotteurismo, estamos nos referindo a um transtorno parafílico de acordo com o DSM-V. Esse tipo de distúrbio se caracteriza pela presença de fantasias, impulsos ou comportamentos sexuais usando um objeto ou situação incomum para obter prazer.

Especificamente no frotteurismo, o não convencional seria a ação, fantasia ou desejo irreprimível de roçar ou tocar outra pessoa sem o seu consentimento. Agora, para ser considerado patológico, deve cumprir um período de pelo menos 6 meses. Além disso, o indivíduo deve ter um destes aspectos:

 
  • Realizar o desejo irreprimível de roçar ou tocar outra pessoa sem a sua autorização.
  • As fantasias sexuais são as causas de um desconforto clinicamente significativo.
  • O desejo sexual causa uma deterioração laboral, social ou em outras áreas de funcionamento.

A ideia de manter esse contato físico sem o consentimento da outra pessoa, juntamente com a sua reação, é o que desperta a excitação do frotista. As áreas do corpo para as quais o atrito é direcionado geralmente estão ligadas à sexualidade, como os seios ou os órgãos genitais. Além disso, ele usará a lembrança dessa situação para se masturbar posteriormente.

Transporte público

Há quem pratique esse tipo de comportamento, mas sem que o mesmo seja algo irreprimível nem cause desconforto significativo. Eles o fazem de maneira pontual e por outros motivos. Além disso, a sua maior fonte de excitação sexual não ocorre nesse contexto.

É importante mencionar que um roçar ou contato físico com o parceiro, ou com alguma pessoa desconhecida de forma involuntária, não implica a presença desse transtorno parafílico. Para ser considerado patológico, deve ser buscado de forma voluntária e sem a autorização da outra pessoa, ou quando as fantasias causam um desconforto clinicamente significativo na vida diária da pessoa.

Como são os frotteuristas?

O perfil de um frotteurista é geralmente o de um homem que começa a mostrar esse tipo de comportamento durante a adolescência. Em alguns casos, podem apresentar características de timidez, frustração ou sentimentos de inferioridade. Outras características importantes são as seguintes:

 
  • Atuação sem o consentimento da outra pessoa.
  • Excitação sexual intensa e recorrente.
  • O seu comportamento não faz parte de um prelúdio erótico.
  • Alto desejo sexual pelo toque em seus órgãos genitais ou por tocar os órgãos de outra pessoa.
  • Ação em situações de aglomeração para passar despercebido.
  • Eles geralmente não consultam um especialista.
  • Esses desejos ou as fantasias causam um desconforto significativo.
  • Esses tipos de comportamento geralmente diminuem após os 25 anos.
Frotteurismo: sintomas e tratamento

Tratamento

Na maioria dos casos, a pessoa que sofre de frotteurismo ou qualquer outro tipo de transtorno parafílico não procura ajuda e, quando o faz, é porque sente muita culpa.

Existem diferentes formas de tratamento. Na terapia cognitiva, por exemplo, as crenças da pessoa são avaliadas para modificá-las através da reestruturação cognitiva. Por isso, é importante considerar o significado que a pessoa atribui a esse comportamento e às circunstâncias que o levam a agir dessa forma, além de analisar as suas fantasias. A psicanálise enfatiza a posição da pessoa perante a lei, a sua relação com o erotismo e a sua timidez, entre outros aspectos.

 

Agora, as causas e o tratamento ainda estão em discussão. Scott Johnson e seus colaboradores, em seu estudo publicado no American Online Journal of Psychiatry and Law, realizaram uma revisão sistemática da pesquisa sobre frotteurismo e descobriram que é algo raro e que é necessária uma exploração rigorosa sobre esse tema para encontrar novas informações e respostas.

Para concluir, a tomada de consciência desse distúrbio é essencial para o seu tratamento. Embora muitas vezes passe despercebido, isso não significa que não cause problemas. De fato, em alguns lugares, o frotteurismo é considerado um crime.

 

Belloch, A., Ramos, F., & Sandín, B. (2010). Manual de psicopatología. McGraw-Hill:Madrid.

Johnson, R.S., Ostermeyer, B., Sikes, K.A, Nelsen A.J, &Coverdale, J.H (2014). Prevalence and treatmente of frotteurism in the community: a systematic review. Journal of the American of Psychiatry and the Law Online, 42 (4), 478-483.