Qual é a função do hipotálamo? 

· outubro 11, 2018

Você sabe qual é a função do hipotálamo? Trata-se de uma área do centro do cérebro que, mesmo pequena, tem uma grande importância. Um destaque é que ele desempenha um papel relevante na produção de hormônios. Além disso, ajuda a estimular muitos processos importantes no corpo.

E mais, quando o hipotálamo não funciona corretamente, pode causar problemas orgânicos que provocam muitos transtornos. Por outro lado, mesmo que as doenças do hipotálamo sejam pouco comuns, é importante mantê-lo sempre saudável para reduzir o risco.

A palavra hipotálamo provém de duas palavras gregas que se traduzem como “sob o tálamo”. É onde se encontra o hipotálamo, debaixo do tálamo e em cima da glândula pituitária. Estamos falando de uma pequena área do cérebro, o que não é motivo para deixar de cumprir um papel importante no corpo ao influenciar tanto o sistema endócrino quanto o nervoso.

Função do hipotálamo

O estado de equilíbrio orgânico é conhecido como homeostase. O corpo está sempre tentando alcançar/melhorar este equilíbrio. Assim, o trabalho principal do hipotálamo é regular diferentes condições para consegui-lo.

Regiões do cérebro

Para fazer isso, o hipotálamo age como o conector entre os sistemas endócrino e nervoso. De fato, desempenha um papel importante em muitas funções essenciais do corpo, como a regulação da temperatura corporal, a sede e o apetite. 

Também interfere na regulação das emoções, nos ciclos de sono, no parto, na pressão arterial e na frequência cardíaca, assim como na produção de líquidos digestivos e no equilíbrio dos fluidos corporais. Além disso, considera-se que são formadas no hipotálamo as substâncias químicas que geram a raiva, a tristeza, a sensação de paixão, a satisfação sexual, entre outros. 

À medida que são enviados sinais ao cérebro desde diferentes áreas do corpo, o hipotálamo responde liberando os hormônios corretos na corrente sanguínea para equilibrar o corpo.

Hormônios do hipotálamo

Para manter este equilíbrio, o hipotálamo é um dos principais responsáveis pelo funcionamento do sistema endócrino. Além disso, também está estritamente relacionado com a glândula pituitária, que produz e envia hormônios importantes.

Assim, o hipotálamo e a glândula pituitária trabalham de forma conjunta para controlar todo o sistema endócrino. Por isso, são as glândulas que produzem muitos hormônios no corpo. Isso inclui as glândulas suprarrenais, os rins e a glândula tireóide.

Os hormônios secretados pelo hipotálamo incluem:

  • O hormônio antidiurético, que aumenta a quantidade de água que os rins absorvem no sangue;
  • Hormônios liberadores de corticotrofina, que ajudam a regular o metabolismo e a resposta imunológica ao trabalhar com a glândula pituitária e a glândula suprarrenal para liberar certos esteroides;
  • Os hormônios liberadores de gonadotropina, que dão o comando para que a glândula pituitária libere hormônios que mantêm os órgãos sexuais em funcionamento;
  • A oxitocina, que participa em muitos processos, incluindo a liberação de leite materno, a temperatura corporal e os ciclos de sono da mãe;
  • Os hormônios que controlam a prolactina, que dão o comando para que a glândula pituitária comece ou suspenda a produção de leite materno nas mulheres lactantes;
  • O hormônio liberador de tirotropina, que ativa a tireoide, liberando os hormônios que regulam o metabolismo, os níveis de energia e o crescimento do desenvolvimento;
  • Os hormônios de crescimento, que fazem com que a glândula pituitária aumente ou diminua sua quantidade no corpo.

Transtornos do hipotálamo

Qualquer transtorno que impeça que o hipotálamo funcione adequadamente é conhecido como disfunção hipotalâmica. As disfunções hipotalâmicas são muito difíceis de contabilizar pois seu número é muito grande.

O hipotálamo também desempenha a função de levar a glândula pituitária a liberar hormônios para o resto do sistema endócrino.

Como é muito difícil diagnosticar qual glândula em específico não está com um bom funcionamento, estes transtornos são frequentemente chamados de hipotálamo-hipofisários. Nestes casos, existem exames que avaliam o funcionamento do sistema endócrino e que dão dicas para identificar a raiz do transtorno. 

As causas mais comuns das disfunções hipotalâmicas são as lesões na cabeça que afetam o hipotálamo. As cirurgias podem afetar o hipotálamo, assim como a radiação e os tumores. Em alguns casos, também pode haver um vínculo genético com a doença hipotalâmica. 

As causas adicionais das disfunções hipotalâmicas podem incluir:

  • Transtornos de alimentação, como a bulimia ou a anorexia;
  • Dietas altas em gorduras saturadas;
  • Transtornos genéticos que causam um acúmulo excessivo de ferro no corpo;
  • Desnutrição; 
  • Inflamação;
  • Infecções;
  • Sangramento excessivo;
Qual é a função do hipotálamo?

Como favorecer a saúde do hipotálamo

Já que o hipotálamo desempenha um papel tão vital no corpo, é fundamental cuidar dele e manter sua boa saúde. Mesmo que os fatores genéticos não possam ser evitados, existem alguns passos dietéticos que ajudam a promover um melhor funcionamento. 

O hipotálamo controla o apetite e, de fato, é afetado pelos alimentos consumidos. Pesquisas demonstraram que as dietas altas em gorduras saturadas podem alterar a função do hipotálamo, que regula a fome e o gasto de energia.

Também foi descoberto que as dietas ricas em gorduras saturadas têm um efeito inflamatório no corpo. Isso pode afetar o sistema imunológico, aumentando as possibilidades de que ele se volte contra as células saudáveis do corpo, aumentando a inflamação no intestino e alterando o funcionamento natural do corpo.

As dietas ricas em gorduras poliinsaturadas, como os ácidos graxos ômega-3, podem ajudar a reverter/atenuar esta inflamação. Essas gorduras podem ser uma alternativa segura a outros tipos de óleos e gorduras. Entre os alimentos com um alto conteúdo de ômega-3, encontramos os peixes, as nozes, as sementes de linhaça e os vegetais de folhas verdes.

Neste sentido, para favorecer a saúde do hipotálamo e melhorar a função cerebral é importante consumir frutas e verduras ricas em vitaminas, especialmente vitamina C e vitaminas do complexo B.

Cabe destacar que o hipotálamo é uma das partes mais importantes do corpo. No entanto, quase não percebemos a sua presença, até que ele comece a funcionar mal. Cuidar da alimentação pode ajudar a mantê-lo em bom funcionamento. Assim, podemos prevenir uma grande quantidade de doenças.