Como ganhar o respeito de uma criança - A Mente é Maravilhosa

Como ganhar o respeito de uma criança

outubro 12, 2016 em Psicologia 12 Compartilhados
Como podemos ganhar o respeito de uma criança

Muitos pais acreditam que é impossível ganhar o respeito de uma criança, mas isto não é verdade. Mesmo em situações extremas, se os pais agirem com sabedoria e se forem bem orientados, podem conseguir. A chave pode estar na frase de Milton Erickson, que diz que “nunca é tarde demais para ter uma infância feliz”.

É verdade, nunca é tarde demais para ter uma infância feliz e isto se aplica tanto aos pais quanto aos filhos. Sempre é tempo de estabelecer uma relação respeitosa entre as duas partes, uma vez que o respeito é o pilar fundamental para a convivência e para que cada um exerça o seu papel corretamente.

Compartilharemos aqui uma série de orientações que diferentes especialistas e psicólogos nos sugerem. Não se esqueça de que talvez esta não seja uma tarefa fácil, mas o esforço valerá a pena porque trará muitos benefícios.

Fale sempre com respeito

A melhor forma de ganhar o respeito de uma criança é falar e tratar todas as pessoas com respeito. Você é um exemplo para o seu filho desde a infância. Ele imita a sua atitude, o seu comportamento e a sua maneira de ser.

pai-e-filho-conversando

Você quer ganhar o respeito de uma criança? Fale sempre educadamente, principalmente com ela. Lembre-se de que a comunicação com os outros é apropriada quando os dois encontram um ponto de conexão e cada um reconhece as necessidades do outro.

Crie regras

Vivemos em um mundo que coloca barreiras ao caos através das regras. Aja da mesma forma com os seus filhos: criar regras e aplicá-las é uma excelente ideia. O Centro Pediátrico de Williamsville recomenda dar limites claros e objetivos para que as crianças não se confundam e tenham um ambiente social e familiar seguros.

No entanto, lembre-se de que não só as crianças devem cumprir as regras. Você precisa respeitá-la e se adequar às regras que estabeleceu, porque a criança vai observar, aprender e cumprir o que foi determinado.

Cumpra com honestidade

Infelizmente, ao longo da nossa vida, encontramos muitas pessoas desonestas. Isto promove um ambiente inseguro que demonstra a impunidade diante das irregularidades e uma educação reprovável.

No entanto, se o seu filho o vê como uma pessoa honesta, cumpridora dos seus deveres, incapaz de faltar com a sua palavra, íntegra e respeitável, você ganhará o seu respeito e admiração. As normas são negociáveis, mas a preguiça por parte dos adultos não é um bom argumento para mudar essa negociação quando já havia um acordo.

Ouça o seu filho

O psicólogo John Petersen aconselha ouvir sempre as crianças. Se valorizarmos as suas opiniões e ideias elas se tornarão mais independentes, responsáveis, respeitáveis e criativas e, respeitarão você e todas as pessoas, independentemente de quem sejam.

Não é proibido pedir desculpas

Muitos adultos acreditam que pedir desculpas para uma criança é um erro, mas isto não é verdade; a sua autoridade não será prejudicada, porque você não é uma pessoa perfeita e é muito bom que as crianças saibam disso.

Quando errar, peça desculpas e aproveite a situação para mostrar à criança o caminho a seguir. Mostre como resolver os problemas com humildade e respeito, sendo responsável e com uma atitude positiva.

Elogie a criança

Você gosta de ser elogiado quando faz algo certo? Todo mundo gosta de elogios. Se o seu filho está agindo corretamente, é bom que ele saiba disso. A compensação, o reforço positivo e o comportamento adequado diante dos seus sucessos são exercícios muito válidos para ser respeitoso e ser respeitado pela criança.

mae-e-filho-abracados

Não esqueça a autoridade

O psicólogo Jim Taylor lembra que nunca devemos esquecer o princípio da autoridade. A criança tem uma visão distorcida do mundo adulto, porque a sua mente ainda está em desenvolvimento.

Dessa forma, embora nos consideremos amigos ou confidentes, não podemos esquecer que somos adultos e precisamos manter alguma autoridade sobre as crianças. Nós somos os seus tutores, formadores, educadores e, além disso, temos que ser um exemplo a seguir.

Não podemos perder a perspectiva, o fato de ouvir ou negociar não muda o fato de sermos pais e filhos. A relação deve ser assimétrica, principalmente enquanto são menores de idade. É claro que isso vai mudando ao longo dos anos.

Você quer ganhar o respeito de uma criança? Para começar, transforme-se no seu exemplo. Com o exemplo de um adulto responsável, positivo, amável, respeitoso, amigável e que sabe dialogar, todo filho será uma criança mais plena, feliz e respeitável.

Recomendados para você