Relacionamentos de gêmeos no cinema

· outubro 23, 2018

A convivência entre irmãos gêmeos pode se tornar muito particular e curiosa, razão pela qual este é um excelente material para criar filmes dramáticos e de comédia. A presença de gêmeos no cinema é tão reconhecida que tem seu próprio subgênero na indústria cinematográfica.

Alguns desses filmes estrelados por gêmeos podem mostrar relações particulares entre esses tipos de irmãos. Eles podem ilustrar a separação forçada entre dois irmãos, as constantes comparações físicas e até mesmo a dependência que pode ser criada a partir de diferentes situações.

A seguir, apresentaremos três filmes icônicos que têm gêmeos como protagonistas. O objetivo será, com base neles, ilustrar algumas das peculiaridades das relações entre gêmeos.

Histórias de gêmeos no cinema

Operação Cupido: gêmeas separadas no nascimento

Este remake de 1998 é extremamente popular. Uma geração inteira cresceu assistindo este filme estrelado por Lindsay Lohan. A atriz tinha apenas 11 anos quando interpretou as gêmeas Hallie e Annie, que foram separadas pelo divórcio de seus pais pouco antes de nascerem.

As duas irmãs vivem em países diferentes, uma na Inglaterra e outra nos Estados Unidos, separadas pelo Oceano Atlântico. Por coincidência da vida, elas se encontram em um acampamento de verão em Maine, EUA.

Lá, as gêmeas fazem um plano para unir sua família, que envolve trocar suas vidas. A americana iria para Londres e a inglesa para a Califórnia.

Filme 'Operação Cupido'

Este filme faz referência a um aspecto inadmissível e injusto: a separação das duas irmãs no nascimento pelo divórcio de seus pais. O pior é que nenhuma das duas sabia da existência da outra.

Embora possa ser difícil de acreditar, há muitas histórias verdadeiras de separações forçadas de gêmeos, como é evidenciado pelo grande número de irmãos gêmeos que se reencontram por acasos da vida.

Uma história surpreendente e real de trigêmeos separados foi exposta no documentário Three Identical Strangers (três estranhos idênticos). Vale a pena conhecê-la.

Irmãos Gêmeos, as diferenças entre gêmeos idênticos e gêmeos fraternos

Este filme de gêmeos é uma comédia icônica dos anos 80. É estrelado por Danny DeVito e Arnold Schwarzenegger como irmãos gêmeos, enfatizando as grandes diferenças físicas entre os dois.

No filme, ambos os personagens descobrem que são gêmeos, embora não se pareçam em nada. Eles são o resultado de um experimento que teve desfechos inesperados.

No entanto, as diferenças entre esses dois irmãos não são apenas físicas, mas também de personalidade. Julius (Schwarzenegger) é uma pessoa honesta com educação formal e extremamente ingênuo. Vincent (DeVito) é um mentiroso patológico e um vigarista profissional.

Filme 'Irmãos Gêmeos'

A explicação da grande diferença física entre os dois é o fato de que os irmãos não são gêmeos idênticos. Pelo contrário, eles são gêmeos bivitelinos, isto é, gêmeos fraternos.

Estes tipos de gêmeos são o produto da fertilização de dois óvulos por dois espermatozoides diferentes. Desta forma, o resultado pode ser dois irmãos muito diferentes fisicamente, nascidos no mesmo dia.

A explicação também pode ser outra: a fecundação múltipla. Os dois irmãos gêmeos podem ter, cada um, um pai diferente. Isso é extremamente raro, mas possível. Acontece quando a mãe libera mais de um óvulo e eles são fertilizados por mais de um homem em um curto período de tempo.

Gêmeos, Mórbida Semelhança, identidade conjunta entre gêmeos

Os gêmeos no cinema geralmente respondem a determinadas estruturas semelhantes. O estereótipo mais comum é classificar um dos gêmeos como o vilão e o outro como o mocinho. É o que este filme faz.

Os gêmeos Elliot e Beverly são dois ginecologistas, especialistas no tratamento da infertilidade feminina. Elliot se aproveita das mulheres que trata, enquanto Beverly as reconforta. Tudo isso sem que as mulheres saibam que eles são gêmeos idênticos.

Tudo muda quando os irmãos conhecem Claire, uma mulher incapaz de conceber devido à morfologia de seu útero. Os dois irmãos entram em conflito porque Beverly se apaixona por Claire, enquanto Elliot fica obcecado por ela apenas pela morfologia especial de seu útero.

Quando Claire descobre que Beverly tem um irmão gêmeo, ela se sente traída e termina o relacionamento. Graças a isso, Beverly entra em uma depressão para a qual só encontra alívio nas drogas. Assim, a relação entre os gêmeos entra em uma crise existencial.

Claramente, a relação entre Elliot e Beverly é de identidade conjunta. Isso ocorre quando os gêmeos se refugiam um no outro, ou seja, são dependentes um do outro, se considerando uma única entidade.

Isso faz com que cada um tenha uma formação parcial do “eu”, o que torna difícil ter relacionamentos com terceiros. Seus namoros são curtos e as amizades não progridem. Este tipo de irmão gêmeo não pode viver um sem o outro.