Grupos de pais no WhatsApp: 7 recomendações

· junho 3, 2018

Os avanços tecnológicos atuais permitem que nos envolvamos cada vez mais na educação dos nossos filhos. Desde as plataformas para ver as notas online até as notificações sobre as últimas notícias relacionadas com os seus estudos, a Internet chegou para revolucionar o sistema educativo atual.

Entretanto, um dos novos meios tecnológicos mais comuns que podemos utilizar para nos envolvermos nos estudos de nossos filhos são os grupos de pais no WhatsApp. Criar esses grupos nos permite, como responsáveis por crianças, estar em contato com outros pais, trocar opiniões e conhecimentos sobre o cuidado dos filhos, e nos sentirmos mais acompanhados nesse processo.

Por outro lado, além de todas as vantagens que podemos obter com os grupos de pais no WhatsApp, eles podem, também, criar muitas complicações se não forem utilizados da forma correta. Por isso, nesse artigo, iremos falar dos principais segredos que devem ser seguidos nesse tipo de grupo para extrair deles o seu máximo potencial.

Homem olhando para o celular

Grupos de pais no WhatsApp: como usá-los corretamente?

O uso da tecnologia da informação requer uma preparação prévia para podermos utilizá-la da forma mais eficaz possível. No caso dos grupos de pais no WhatsApp, as recomendações mais importantes são as seguintes:

  • Manter a tolerância em todos os momentos.
  • Expressar nossas ideias de forma assertiva.
  • Colaborar com o resto dos pais.
  • Usá-los como ferramentas de consulta.
  • Usá-los como complementos às reuniões de pais.
  • Respeitar, em todos os momentos, os professores e especialistas.
  • Não utilizá-los como substitutos para a presença no colégio.

Vejamos cada una delas.

1- Manter a tolerância em todos os momentos

Assim como as classes de nossos filhos, os grupos de pais no WhatsApp são formados por pessoas de diferentes crenças, nacionalidades, ideias e costumes. Nessas ocasiões, é  muito fácil que surja um conflito e que isso gere um clima desagradável com o resto dos pais presentes no chat.

Por isso, para conseguirmos extrair o máximo desta ferramenta, é fundamental aprendermos a ser tolerantes com pessoas que tenham ideias diferentes das nossas. Por outro lado, se detectarmos algum conflito entre pais, pode ser uma boa ideia sermos mediadores; dessa forma, o bom clima de tolerância com o resto dos integrantes poderá ser recuperado.

2- Expressar nossas ideias de forma adequada

A comunicação nem sempre é fácil quando estamos em um grupo grande; se for realizada por escrito, ela se converte em algo ainda mais complicado. Por isso, se você quiser extrair o máximo dos grupos de pais no WhatsApp, é importante que você se comunique da forma mais efetiva possível.

Para isso, dominar habilidades como a assertividade ou a escuta ativa podem ser segredos para conseguirmos criar um clima agradável nesse tipo de grupo. Apesar de ser mais complicado conseguirmos transmitir nossas ideias por um meio no qual não podemos ver a outra pessoa, com um pouco de prática isso é perfeitamente possível.

Mulher usando seu celular

3- Colaborar com o resto dos pais

Os grupos de pais no WhatsApp podem ser ferramentas muito úteis, mas somente se os participantes chegam a um acordo sobre o que querem conseguir e trabalham juntos para isso. Assim, se você quer que o experimento funcione, terá que estabelecer um objetivo comum e apoiar o resto dos pais que fazem parte do grupo com você.

Segundo o enfoque sistêmico, para conseguirmos uma melhor colaboração é bom pensar no grupo como se tivesse a sua própria identidade. No momento em que surgir algum conflito, pergunte-se: do que a nossa equipe precisa para funcionar? As respostas que vierem à sua mente te ajudarão a criar um clima de colaboração de maneira mais simples.

4- Usá-los como ferramenta de consulta

Às vezes nossos filhos se esquecem do que têm que fazer para a próxima aula ou não nos informam sobre suas notas, datas de provas e outros dados importantes. Nesse sentido, os grupos de pais do colégio podem ser uma ferramenta fundamental para nos mantermos atualizados.

Por isso, não tenha medo de perguntar ao resto dos pais toda vez que você tiver uma dúvida sobre as tarefas de seu filho, ou quando acreditar que aconteceu algo importante que deseja discutir com os demais.

5- Utilizá-los como complemento das reuniões de pais

Comunicar-se por WhatsApp é muito mais cômodo que se deslocar até o colégio de nossos filhos, especialmente no mundo atual onde estamos muito ocupados. Entretanto, os grupos de chat nunca devem ser substitutos para as reuniões presenciais de pais.

Nestas reuniões, todos os responsáveis pelos colegas do seu filho terão voz, inclusive os que não têm WhatsApp; e, além disso, você poderá estar em contato direto com os responsáveis pelo colégio e ter muito mais influência na educação de seu filho.

6- Respeitar, em todos os momentos, os professores e especialistas

Às vezes os professores se equivocam e podemos não estar de acordo com a sua maneira de ensinar ou transmitir as aulas, especialmente em uma época na qual fracasso escolar é tão alto. Entretanto, os grupos de pais no WhatsApp nunca devem ser um meio para nos queixarmos dos professores. Se você o faz, é muito fácil que a queixa chegue aos ouvidos dos professores e isso gere consequências desagradáveis:

  • Seu filho pode ficar sabendo da sua opinião sobre os professores dele, fazendo com que perca o respeito por eles, sendo mais difícil que lhe ensinem corretamente.
  • Os próprios professores poderiam ficar sabendo sobre o que você disse, o que dificultaria a sua comunicação com eles. Essa comunicação é fundamental para o ensino adequado de seus filhos.

Se você tem alguma queixa sobre os professores de seu filho, o melhor é que discuta isso em particular com aqueles pais que são mais próximos a você; ou melhor ainda, que você comunique diretamente o professor ou seus superiores. Dessa maneira, você poderá solucionar as coisas em vez de encorajar o conflito.

Reunião de pais na escola

7- Não empregá-los como substitutos da nossa presença no colégio

Quando falamos diariamente com os outros pais, é muito fácil ter a sensação de que estamos muito envolvidos na educação dos filhos. Entretanto, poucas coisas são tão benéficas para esse processo quanto as reuniões de pais e alunos. Por mais que a tecnologia avance, os grupos online nunca poderão substituí-las.

Por isso, sempre que você puder, peça uma reunião com os professores do seu filho. Dessa maneira, você poderá conhecê-los, falar sobre as dificuldades que ele enfrenta, e saber mais sobre o que você pode fazer para ajudar na educação dele.