Headhunting: você sabe do que se trata e como funciona?

Headhunting: você sabe como funciona?

Janeiro 30, 2018 em Psicologia 0 Compartilhados
Headhunting: você sabe do que se trata?

Se traduzirmos literalmente a partir do inglês (caçador de cabeças), o termo headhunter não nos transmite uma mensagem nada amigável. Ele inclusive pode nos deixar apreensivos. No entanto, quando falamos de caça-talentos, as coisas mudam. Atualmente o headhunting é um dos métodos de seleção de pessoal mais utilizado pelas empresas.

Consiste em procurar o candidato ideal para uma vaga sem que este se encontre em uma busca ativa por trabalho. Assim, o headhunter é encarregado de encontrar perfis de acordo com o que a empresa pediu para encontrar o funcionário mais qualificado.

Para que é usado?

Sua origem é relativamente recente. Começou nas décadas de 50 e 60, em Nova York, como forma de encontrar pessoas treinadas para ocupar cargos de gerentes. Durante esses anos, uma série de pequenas empresas foram fundadas nos Estados Unidos, que foram posteriormente consolidadas como grandes multinacionais de headhunting.

Hoje este método é menos utilizado para encontrar pessoas com tal responsabilidade. É usado principalmente para descobrir os perfis difíceis de encontrar, seja devido à escassez de mercado, formação, competências ou habilidades.

Headhunter avaliando candidatos

Como trabalhar com headhunting

Não há dúvida de que a incorporação da Internet e as novas tecnologias deram um enorme impulso a este método e, de alguma forma, o transformaram. Antes, quando não estávamos “conectados”, a seleção do pessoal era muito mais árdua. Recrutadores eram obrigados a usar sua lista de contatos ou sua agenda para procurar candidatos potenciais.

Com as redes sociais, e-mail e celular a tarefa ficou muito mais fácil. Além disso, existem diferentes plataformas que servem para obter informações imediatas sobre o trabalho, o histórico acadêmico e formação de uma pessoa. Em uma olhada rápida você pode dizer se esse perfil é um dos que você pode estar procurando ou não.

É como um catálogo de candidatos a vários cliques de distância. Mas, apesar desta aparente economia de tempo, o headhunting é um processo longo que requer várias fases.

Fases do processo

Normalmente, as empresas especializadas em headhunting são contratadas por outras empresas. Delas recebem a tarefa de encontrar um determinado perfil para preencher uma vaga de emprego específica. Assim, ouvir as necessidades do cliente também é parte do processo.

  • Estudo do perfil do funcionário de que o cliente precisa: são realizadas várias reuniões bilaterais para estabelecer o que é desejado e o que não é. É a base em que o resto do trabalho é baseado.
  • Classificação das fontes de recrutamento: redes profissionais, contatos, portais de emprego, empresas concorrentes, bases de dados… O profissional investiga a rede, torna-se um Sherlock Holmes do mercado online.
  • Primeiro contato com o candidato: ele será informado a respeito de qual é a posição oferecida, o perfil que está sendo buscado, e fornecerá mais informações solicitadas pela empresa.
  • Realização de entrevistas: elas geralmente consistem em uma dinâmica de grupo e, posteriormente, outra individual.
  • Elaboração e apresentação de um relatório sobre os candidatos ao cliente: depois de uma peneira, um breve perfil é feito sobre aqueles que são considerados mais apropriados.
  • Apresentação dos candidatos finalistas ao cliente: a empresa que contratou o headhunter terá a última palavra.

Entrevista de emprego

Do perfume à combinação da roupa

Em recursos humanos, uma parte muito importante é o currículo do candidato ou a trajetória da carreira. Porém há outra igualmente essencial: a humana e não-verbal.  Tudo que podemos imaginar é levado em conta. O aperto de mão do candidato, suas roupas, sua aparência, a postura que ele mantém durante a entrevista, o perfume ou a maneira como ele se expressa.

Uma vez que o headhunter obtém esta informação através do contato e tratamento pessoal, já poderá saber se esse perfil é compatível com as necessidades de nosso cliente. Rakesh Khurana, doutor em Comportamento Organizacional, assegura que o trabalho de profissionais de headhunting é coordenar, mediar e legitimar. São eles que “determinam quem é considerado um indivíduo talentoso e quem deve ser admitido às redes que fornecem o acesso a vagas de elite.”

Vantagens do headhunting

As vantagens oferecidas pela subcontratação dos headhunters são muitas. Em comparação com a técnica tradicional, economiza custos e tempo. O que costumava durar semanas, agora pode ser feito em apenas algumas horas. O seu tratamento personalizado, a otimização dos recursos e a sua dedicação dão à empresa que os contrata tranquilidade e apoio.

Além disso, a terceirização deste processo de seleção garante um maior afinamento com o candidato ideal. Tenha em mente que essas empresas são dedicadas “apenas” a caçar talentos, por isso presume-se que a sua profissionalização é maior do que a de qualquer departamento de recursos humanos interno.

Mulher fazendo entrevista de emprego

Se a montanha não vem a Maomé, Maomé vai até a montanha

Se você está em uma situação de desemprego ou à procura de um emprego mais em consonância com suas preferências, por que não fazer “headhunting de headhunters”? Quero dizer, por que você não vai procurar esses caçadores de talentos?

Primeiro de tudo, é aconselhável que você tenha um perfil aberto em alguma rede social usada por esses profissionais. Uma vez lá, identifique as empresas para as quais você gostaria de trabalhar e filtre por vaga. Pesquise os responsáveis pela seleção, consultores, selecionadores, pesquisadores, recrutadores… e os adicione!

Talvez você fosse invisível antes, mas adotando estas pequenas medidas é muito mais provável que seja levado em consideração para a posição que deseja.

Recomendados para você