As ideias irracionais de Albert Ellis - A Mente é Maravilhosa

As ideias irracionais de Albert Ellis

2, dezembro 2016 em Psicologia 267 Compartilhados
As ideias irracionais de Albert Ellis

Quantas vezes pensar de forma errônea nos levou a situações indesejáveis? O pensamento pode exercer um grande poder sobre nós. Tome a decisão de querer pensar. A decisão final está dentro de nós mesmos.

Albert Ellis foi um dos psicólogos fundadores do cognitivismo. Começou a desenvolver sua terapia em 1962, a qual chamou de “Terapia Racional Emotiva” (TRE). Ellis crê que boa parte dos problemas psicológicos se devem a padrões de pensamentos irracionais.

Ellis foca sua teoria no fato de que “As pessoas não se alteram pelos acontecimentos, mas sim pelo que pensam sobre tais acontecimentos” como dizia o filósofo estoico grefo Epicteto. Assim, podemos dizer que a “TRE” parte da seguinte hipótese:

– Não são os acontecimentos (A) que geram os estados emocionais (C), mas sim a forma de interpretá-los (B). Portanto, se formos capazes de mudar nossos esquemas mentais, ou seja, nossos padrões de pensamento, seremos capazes de gerar estados emocionais menos dolorosos, mais positivos e de acordo com a realidade.

As ideias irracionais

Assim, Ellis enumerou uma série de crenças irracionais e as agrupou em 11 ideias irracionais básicas que podemos resumir assim:

  1. “Preciso de amor e aprovação de todos os que me cercam” ou “tenho que ser amado e ter a aprovação de todas as pessoas importantes que me cercam”.
  2. “Para ser valioso devo conseguir tudo o que me proponho” ou “se eu sou uma pessoa valiosa, tenho que ser sempre competente, suficiente e capaz para conseguir o que me proponho”.
  3. “Os maus devem ser castigados por suas más ações”.
  4. “É horrível e catastrófico que as coisas não saiam, não sejam ou não aconteçam como eu desejo ou quero”.
  5. “As desgraças humanas são originadas por causas externas e eu não posso fazer nada ou quase nada para evitar ou controlar a pena e o sofrimento que me são produzidos”.
  6. “Devo pensar constantemente que o pior pode acontecer”.
  7. “É mais fácil evitar do que enfrentar as responsabilidades e os problemas da vida”.
  8. “É preciso ter alguém mais forte em quem confiar”.
  9. “Meu passado é determinante do meu presente e do meu futuro”.
  10. “Devo me preocupar constantemente com os problemas dos demais.”
  11. “Cada problema tem uma solução determinada, e é catastrófico não encontrá-la”.

Estas ideias irracionais fundamentais contêm três noções básicas nas quais os indivíduos fazem petições de caráter absoluto a si mesmo, aos outros e ao mundo.

  1. Tenho que agir bem e tenho que ganhar a aprovação pela minha forma de agir.
  2. Todas as pessoas devem agir de forma agradável, com consideração e justos comigo; se não fizerem isso, são desprezíveis e ruins, e devem ser castigadas.
  3. As condições de vida devem ser boas e fáceis para que eu possa conseguir praticamente tudo o que quero sem muito esforço e incômodo.

Mas nem tudo é irracional…

pensamento

No outro lado da moeda, no entanto, podemos encontrar as crenças racionais de cada uma das crenças anteriormente apresentadas. As crenças racionais costumam ser mais flexíveis, sem colocar obstáculos em nosso caminho e sem gerar um estresse tão intenso como o das crenças irracionais.

Desta vez, para finalizar de uma forma mais prática e dinâmica, proponho que você, leitor, encontre uma crença racional apresentada por Ellis; ou, inclusive, convido-lhe a, quando tiver um tempinho livre, refletir sobre sua própria vida e fazer uma lista de pensamentos irracionais que geram mal-estar e, em outra coluna dessa lista, formas alternativas de pensar. Assim os nós podem começar a se desfazer, abrindo novos caminhos de serenidade.

Nossa recompensa se encontra no esforço, não no resultado. Um esforço total é uma vitória completa.”
– Gandhi-

Créditos da imagem: Francisco Rodríguez