Lei da atração: a magia de atrair o que precisamos

· setembro 15, 2016

Segundo a lei da atração, uma energia emitida de uma forma concreta irá atrair outra energia idêntica à projetada. Ou seja, as forças naturais da ordem são baseadas em um magnetismo que nós geramos e projetamos.

Segundo esta crença, nossos pensamentos negativos ou positivos tomam a mesma forma em sua projeção e, como consequência, influenciam o ambiente onde vivemos. Em suma e para simplificar isso, podemos dizer que a nossa mente e os nossos pensamentos têm um grande poder que nem sempre aproveitamos.

No entanto, é importante destacar que o funcionamento da mente humana em torno desta força do universo não tem fundamento científico, por isso, dependendo de como essa força é gerada, ela deve-se mais a uma ideia ou a uma lenda acolhida pela sociedade na qual você pode ou não acreditar.

Assim, embora não possamos elevar a Lei da Atração como um conceito científico pelo qual se rege a psique, podemos tratar de extrair aqui a importância de nos permitirmos o que merecemos para podermos atrair o que precisamos.

lei-da-atração-semeando-corações

Lei da atração: consciência para atrair o que precisamos

Cada situação que vivemos dia após dia, cada ato, cada pensamento e cada emoção, se projeta em algo maior que se torna uma influência ou aura que rodeia nossas vidas.

Se temos pensamentos negativos constantemente, criamos emoções nocivas e agimos em conformidade com isso, o que ajuda a perpetuar uma atmosfera de acontecimentos prejudiciais.

Daí a importância de pararmos para pensar no tipo de ar psicológico que geramos. Por isso é essencial lidarmos de forma responsável com o que desejamos, com o que nos permitimos e com o que procuramos conseguir.

flores-chuva-representando-lei-da-atração

O que sentimos tem sua origem no interior, não no exterior

Tomar consciência do que merecemos e conceder isso a nós mesmos nos ajuda a priorizar e a alcançar aquilo que precisamos. Isso não é magia, também não é o universo tecendo leis da atração. É algo mais forte: a vontade da nossa mente para reconduzir a nossa vida.

Assim, para nos livrarmos das cadeias de desejos que nos mantêm presos, vale a pena refletir sobre como podemos nos transformar na pessoa que desejamos ser. Decifrar a nossa voz interior irá nos libertar.

Permitir-nos descansar, lutar por nossos sonhos ou amar como desejamos é o que nos ajuda e predispõe para a realização de outras conquistas no futuro. Por isso, é essencial respeitar certos princípios tendo em conta o seguinte:

  • Nunca deixamos de falar com nós mesmos. Este diálogo interno é o que nos permite integrar e dar sentido aos eventos que acontecem ao nosso redor.
  • Embora possamos ter a sensação de que estes pensamentos vão embora com a mesma facilidade com que chegam, a verdade é que ocorre uma constante interação entre eles e a forma como agimos, como sentimos e como o ambiente em que vivemos reage.
  • As consequências emocionais e comportamentais são ativadas a partir dessas crenças ou pensamentos que surgem com o nosso diálogo interno.
  • As pessoas controlam, em grande parte, o seu próprio destino sentindo e agindo conforme os seus valores e crenças.

Portanto, após esta reflexão, pergunte a si mesmo se a sua vida não é como você queria que fosse, e se a resposta for não, é provável que precise mudar de perspectiva. Tudo isso vai fazer com que você perceba que a forma como assume o comando será como você vai dirigir a sua vida e, consequentemente, a sua relação com o ambiente. Então, partindo dessa base, você pode sim começar a melhorá-la.