6 maneiras de aproveitar melhor o tempo

O que queremos dizer com aproveitar melhor o tempo? Por que essa sensação é tão importante? Quais são os desafios que enfrentamos para vivenciá-la? Vamos responder a essas e outras perguntas no artigo a seguir.
6 maneiras de aproveitar melhor o tempo

Última atualização: 28 abril, 2022

Geralmente, o ambiente ao nosso redor é muito exigente. Aliás, são tantas as exigências que, apesar de infinitas tarefas serem executadas todos os dias, parece que aproveitar melhor o tempo é um luxo possível apenas para as pessoas mais organizadas.

No entanto, isso não precisa necessariamente ser assim. Em muitas ocasiões, tentamos realizar um número ilimitado de tarefas que exigem tempo demais, sem mencionar aquelas que podem ocupar grande parte do dia. Neste artigo, vamos te convidar a analisar a forma como você organiza o seu tempo e a perceber o número de tarefas que você pode conseguir realizar ao longo do dia.

Aproveitar melhor o tempo: uma missão complicada

Até mesmo o mais organizado dos mortais tem dificuldade para aproveitar melhor o tempo. Se das 24 horas do dia subtrairmos uma média de 6 a 8 horas de sono, ficaremos com 16 a 18 horas. Se disso subtrairmos as horas de trabalho ou de aula, de descanso pessoal, de refeições, etc., provavelmente ficaremos com cerca de 6 a 8 horas “livres”.

Estas 6-8 horas com que contamos não ocorrem necessariamente em seguida. Ou seja, os horários de trabalho, das refeições, os deslocamentos e o transporte também marcam o nosso uso do tempo. É indiscutível que, dentre essas 6 a 8 horas, existem “horas mortas”. Horas mortas porque não é possível aproveitá-las.

Um detalhe que não podemos deixar escapar: se você é uma pessoa que precisa trabalhar em grupo ou que precisa realizar uma tarefa com outras pessoas, essas 6 a 8 horas provavelmente serão antecedidas por “menos de”. Acordos e desentendimentos entre as diversas pessoas quando se trata de estabelecer um projeto comum às vezes podem nos deixar sem a conhecida frase-chave “sem tempo” .

Homem olhando para o relógio

Aproveitar melhor o tempo: as datas de entrega não têm piedade…

Dentro do contexto laboral e acadêmico, as datas de entrega não compreendem os limites que podemos ter como seres que agem de acordo com as demandas do nosso entorno, algumas mais importantes do que outras. A realização de projetos acadêmicos, de trabalho, etc., tomam tempo e, muitas vezes, por mais tempo que dediquemos a isso, é necessário ainda mais tempo do que temos.

Às vezes, isso gera frustração e desesperança. Em muitas ocasiões, tendemos a nos culpar por não conseguirmos aproveitar melhor o tempo, mas, em diversas ocasiões, isso também não faz parte da nossa responsabilidade. Ninguém disse que “aproveitar melhor o tempo” era uma obrigação no sentido produtivo se não há nenhum objetivo por trás disso que seja importante.

A procrastinação e os imprevistos do dia

Em primeiro lugar, vamos mencionar o conceito de “procrastinação. Esse fenômeno se caracteriza pelo adiamento de atividades importantes para favorecer outras de menor importância. Algumas atividades importantes podem ser relegadas no tempo como uma forma de retardar os inconvenientes que podem causar, sem falar no medo associado a colocar todos os nossos recursos para trabalhar a fim de resolver tarefas complexas.

A isso podem se juntar as tarefas que surgem ao longo do dia, aparecendo inesperadamente. Esse tipo de tarefa, quando se trata de aproveitar melhor o tempo, pode levar a atrasos no planejamento do tempo disponível para realizar outras atividades que consideramos importantes. No entanto, é importante manter um certo grau de flexibilidade e estar ciente de que nem todas as tarefas precisam ser concluídas no mesmo dia, assim como nem todas as tarefas planejadas podem ser realizadas em um dia só.

6 maneiras de perceber que estamos aproveitando melhor o tempo

Conscientes de que estamos atrasando atividades importantes e de que imprevistos podem ocorrer ao longo do dia, daremos algumas dicas para sentirmos que estamos aproveitando o tempo da melhor forma possível:

Planejamento

  • Horários de descanso: bem como as horas de sono e os horários em que costumamos acordar durante o dia. Planejar horários de sono e horários de refeições pode levar a um ganho de tempo para realizar atividades que consideramos importantes.
  • Agenda: aproveitar melhor o tempo também significa planejar e dividir atividades complexas ao longo dos dias. Em alguns casos, queremos realizar determinadas atividades em um único dia e, se não conseguimos, acabamos nos sentindo mal. Permita-se um espaço para fazer algumas das atividades mais complexas pouco a pouco, dividindo-as em pequenas etapas.

Organização

  • Segmentar. Muitas das tarefas complexas precisam ser segmentadas, ou melhor, divididas em pequenas etapas. Em alguns casos, quando nos deparamos com tarefas complexas, aproveitar melhor o tempo se torna muito difícil se não soubermos por onde começar. Assim, a divisão em pequenas etapas em direção ao objetivo final se torna especialmente importante.
  • Anotar. Por exemplo, enquanto você toma o café da manhã, você pode fazer um esquema das tarefas que deseja concluir durante o dia, estabelecendo horários para elas. O objetivo final é encontrar um equilíbrio entre o que você quer fazer e o que você gostaria de fazer. No final do dia, você pode revisar esse esquema e analisar as sensações. Aqui, seria válido até mesmo anotar como administramos as tarefas que apareceram inesperadamente.
Mulher anotando coisas em um caderno

Estimar as realizações e o tempo

  • Não se deixe arrastar. Há momentos em que ficamos presos em alguma tarefa entendiante para a qual não encontramos um ponto final ou que é muito árdua e, assim, gastamos todo o nosso tempo e energia com isso. Estabeleça um limite de tempo para cada tarefa. Por exemplo, se quisermos ler um livro de 400 páginas, será muito difícil lê-lo em um único dia. Por isso, podemos estimar uma média de 10 ou 15 páginas por dia.
  • “Pequenas Grandes Conquistas”. Você pode começar com as tarefas menos complexas para estar ciente de que executou um número X de tarefas no final do dia. Além disso, se você usar a segmentação de tarefas, será mais fácil lidar com as mais complexas pouco a pouco.

Em suma, existem muitas opções através das quais podemos ter a sensação de aproveitar melhor o tempo. No entanto, em muitas ocasiões, é o próprio calendário que vai definir as datas. De qualquer forma, estas maneiras de aproveitar melhor o tempo não se limitam apenas ao nível acadêmico e laboral, mas também à vida cotidiana e às rotinas do dia a dia, para não cairmos no tédio e no desânimo ao pensar que “perdemos tempo”.

This might interest you...
Os 5 tipos de procrastinação
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Os 5 tipos de procrastinação

Quem nunca ouviu “não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje”. Assim, não vamos deixar para amanhã para conhecer os 5 tipos de procrastinação...