O medo da solidão pode causar ansiedade

· novembro 2, 2017

O medo da solidão e a ansiedade são temas recorrentes. E o são porque correspondem a dois dos grandes males de nossa época. Cada vez mais pessoas se sentem solitárias e não estão satisfeitas com isso, mas também não sabem como evitar; para elas este é um problema, mas não encontram uma maneira de solucionar ou de viver com isso sem serem sobrecarregadas. Também aumenta o número de pessoas que experimentam ansiedade em seu dia a dia. Frequentemente, ambas as realidades aparecem juntas.

Em muitas ocasiões tudo começa como um medo da solidão. Não é estar sozinho em si, mas um sentimento semelhante ao abandono, uma ansiedade imprecisa. Se o medo cresce e se torna muito intenso, se origina a chamada “angústia existencial”. Essa é uma sensação constante de estar ameaçado ou habitado pelo vazio.

“O homem grande é aquele que, em meio às multidões, mantém, com perfeita doçura, a independência da solidão”.
-Emerson-

Geralmente, esses estados levam à insônia e a noites sem conseguir dormir: um lugar propício para alimentar centenas de pensamentos dispersos e inquietantes que voam onde a inércia os conduz pela nossa cabeça. Também leva a uma certa inibição frente aos outros. Você se relaciona com os outros de uma maneira tensa. E se o vínculo se fortalece, você facilmente se torna exigente e dependente. Voltando à ansiedade…

O que há por trás do medo da solidão

Às vezes o medo da solidão não é tão evidente. Por exemplo, quando as pessoas enchem sua agenda até explodir, tudo com o objetivo de não deixar um só minuto livre. O que elas realmente não querem é dar espaço para momentos em que estejam sozinhas, sem uma boa desculpa. Estão fugindo de si mesmas. O que esconde esse medo de não ter alguém do lado?

Gota de orvalho em folha verde

Em muitos casos, o que existe é um conflito não resolvido, que vem da infância. Nesses primeiros anos somos muito vulneráveis, ​​e qualquer experiência de rejeição ou abandono deixa grandes marcas: feridas abertas que não cicatrizam por falta de cuidados. Talvez alguma figura amada não esteve lá. E nesse vazio se instalou um medo reprimido. Ao estarmos sozinhos, é possível que nos reencontremos com essas sensações dolorosas e angustiantes, que a percepção que adquirimos do mundo permaneça muito presente hoje.

Também pode acontecer que o medo não esteja direcionado à solidão como tal, mas a alguma faceta de nós mesmos. Talvez exista algo que não queremos ver ou reconhecer. É por isso que evitamos esses encontros com o mais íntimo de nós, o que só pode ocorrer na solidão.

Também podemos ter formado uma opinião muito negativa sobre estar sozinhos. Talvez não tenhamos realmente experimentado e evitamos isso, porque não conhecemos as vantagens desse estado. Da mesma forma, a solidão se torna perturbadora quando nos percebemos como pessoas incapazes de enfrentar a vida. Precisamos de outra pessoa para nos apoiarmos.

Homem que sente medo da solidão

Como sair da cerca imposta pela solidão?

A ansiedade causada pelo medo de estar sozinhos pode ser tratada e diluída. Às vezes basta verificar a situação e fazer alguns ajustes no estilo de vida. Outras vezes exige uma consulta profissional. Em qualquer caso, existem algumas medidas que é saudável tomar:

  • Revisar os hábitos. Costumes como depender muito do celular ou do computador contribuem para o isolamento e, com ele, para a ansiedade. Não há nada de errado, e sim muitas coisas positivas, em se desconectar por algumas horas.
  • Não idealize a companhia dos outros. Talvez sem perceber você tenha assumido que a companhia dos outros muda completamente seu estado de ânimo. Observe se este realmente é o caso.
  • Reflita sobre os aspectos positivos da solidão. Reserve um momento para pensar sobre os aspectos gratificantes que a solidão poderia ter. O que você poderia fazer sozinho que você ache interessante, divertido ou agradável?
  • Fortaleça seu círculo de amizades. Você verá que se aprofundar em alguns vínculos faz com que você sinta menos medo de estar sozinho. Os relacionamentos próximos protegem emocionalmente.
  • Estar sozinho não é estar preso. Tente ir ao cinema, ou fazer algum outro programa, sem companhia. Não se condene a deixar de sair apenas porque está sozinho.

Um dos aspectos mais negativos desta solidão ansiosa é que ela leva a estabelecer vínculos pouco genuínos com os demais. Busca-se companhia para reduzir o desconforto, mas não para cultivar relacionamentos autênticos. Para começar a se relacionar com os outros saudavelmente ​​primeiro você precisa aprender a estar sozinho. Pense que, pelo menos em parte, o medo da solidão é também um medo da vida, porque a única pessoa que nos segue por todos os lugares somos nós mesmos.