Como melhorar a vida sexual com o mindfulness

· setembro 24, 2017

Não há nenhum segredo no que iremos compartilhar. Melhorar a vida sexual com o mindfulness é tão simples quanto conseguir estar mais presente um com o outro. Isso é justamente o que procuramos quando nos dedicamos a esta prática: a atenção plena.

Cada vez mais gente pratica o mindfulness para aliviar o estresse e melhorar a sua capacidade para lidar com a ansiedade ou a depressão, mas também para definir outra perspectiva sobre o que as rodeia ou mesmo para dormir melhor. Estes e outros muitos benefícios do mindfulness, a atenção plena, nos ajudam a sermos conscientes do momento atual, a estar presentes. Em última análise, a aproveitar a única coisa que temos muito além do nosso fio de pensamento: o presente e as pessoas e as sensações que habitam nele.

Ser consciente significa basicamente estar presente consigo mesmo, na nossa dinâmica e na de nosso próprio entorno. E o melhor de tudo é que este estar presente e ser consciente vai mais além da meditação. Por isso muitos terapeutas o recomendam, não apenas para o crescimento pessoal, mas também como método para fortalecer os relacionamentos pessoais. Podemos inclusive melhorar a vida sexual com o mindfulness.

Mindfulness para melhorar os relacionamentos de casal

O dia a dia nos faz estar distraídos. Os pensamentos negativos, o estresse, a incerteza e outra série de problemas nos impedem de desfrutar de nossos momentos de descanso e dos momentos que passamos com os outros (passamos por eles a uma velocidade muito superior à que nos permite sentir alguma coisa). Então, muitos relacionamentos de casal vão ladeira abaixo justamente por estarem sem estar, em todos os aspectos, inclusive no sexual.

A sexualidade é importante para o casal, e muitas vezes a magia se quebra por participar deste ato íntimo sem que exista a atenção suficiente que a intimidade requer para ser desfrutada. Uma pessoa que não está onde precisa estar não poderá desfrutar do momento, enquanto o seu companheiro/a o acusará de falta de atenção e/ou compromisso que lhe fará perder o interesse (e não apenas o sexual).

Casal apaixonado abraçado

A prática do mindfulness ensina a ser consciente, a estar presente, mas também a aproveitar absolutamente tudo o que acontece ao seu redor, a analisar até o mais mínimo detalhe. Isto nos permite ampliar a experiência compartilhada, elevar a um plano espiritual uma coisa que antes talvez fosse somente corporal ou mesmo emocional.

Estar realmente presente durante o ato sexual transmitirá a seu companheiro que está sendo ouvido, que você está concentrado e focado, que nesse momento e para esse momento nada mais importa. Isto não apenas ajuda a ter um encontro muito mais satisfatório, mas também, a longo prazo, ajuda a construir e aumentar a confiança e a melhorar a intimidade.

Não só isso, o mindfulness também pode ajudar as pessoas que estiverem lutando com um problema na sua vida sexual. Falamos dos problemas relacionados especialmente com a ansiedade do desempenho, onde a mente, longe de estar livre, se encontra prisioneira dos seus próprios medos, sendo desta forma impossível se concentrar no sentir, no fazer agora e não depois.

Sexualidade consciente, amor consciente

Estamos muito acostumados ao sexo ser tudo, menos consciente. Com bastante frequência o sexo é associado ao álcool, a fuga e fantasias. A sexualidade é promovida com base na obtenção do prazer individual, dando por certo que cada um irá alcançar o seu, sendo a satisfação do outro o meio de conseguir a própria satisfação.

Com a sexualidade consciente o que se busca é brecar, explorar o momento em uma troca profunda, em comunhão emocional e sensorial. Então, prestando atenção profunda no coração e no corpo, ao do outro e ao próprio, descobrimos que a excitação é apenas o começo. A meditação sexual pode criar tanto uma presença transcendental quanto um prazer intenso.

“Enquanto você segura a mão da sua mulher ou do seu homem, por que não se sentar em silêncio? Por que não fechar os olhos e sentir? Sinta a presença do outro, entre na presença do outro, permita que a presença do outro entre em você: vibrar juntos, balançar juntos, se uma grande quantidade de energia toma conta, dançar juntos, e você chegará a cumes orgásmicos de gozo que não havia conhecido nunca antes. Estes cumes orgásmicos não têm nada a ver com o sexo, na verdade têm muito a ver com o silêncio.

E se você também conseguir se tornar meditativo na sua vida sexual, se você ficar em silêncio enquanto faz amor, em uma espécie de dança, você se surpreenderá. Você terá um processo integrado que o levará a uma outra margem mais longínqua”.

-Osho-

Melhorar a vida sexual com o mindfulness

Praticar o mindfulness de forma individual ajudará você a melhorar a sua vida sexual, especialmente se seu parceiro também pratica a atenção plena. Contudo, tanto se você pratica o mindfulness como se não, existem algumas ideias do mindfulness que você pode aplicar quando estiver com seu parceiro, como as seguintes:

Beije de forma consciente

Você se lembra do seu primeiro beijo? Você se lembra da primeira vez em que seu companheiro atual e você se beijaram? Quantas vezes você sonhou com que a magia daquela primeira vez voltasse? Essa magia pode voltar se você focar toda a sua energia em cada beijo. Concentre toda a sua energia e todo o seu ser nesse beijo.

Casal de pedra se beijando

Você e eu, aqui e agora

Não importa o que ficou para trás ou que ficou de fora, não importa o que vier. Foque sua atenção no momento presente, em você e seu parceiro. Não há mais nada, não houve e não haverá nada nem ninguém. Não há pressa. Explore ao máximo cada gesto, cada sensação.

Ser consciente um do outro

É importante se olhar nos olhos, se enxergar profundamente para se mover em união sexual espiritual.

Sinta a energia

Durante o clímax visualize uma bola de luz que puxa de você da sua zona baixa da coluna vertebral, uma bola de luz onde ambos se fundem através do vosso coração e da vossa mente. Deixe que seus pensamentos se dissolvam nesse feixe de luz, sentindo que esse prazer compartilhado os transforma em um nós.

“Lembre-se de que o melhor relacionamento é aquele onde o amor por cada um excede a necessidade pelo outro”.
-Dalai Lama-

Pratique a atenção plena para melhorar sua vida

Reduzir o estresse é a chave para melhorar a vida sexual, já que dessa forma você poderá estar mais presente. A prática do mindfulness irá ajudá-lo a ter uma certa perspectiva sobre a passagem do pensamento através da mente. Desta forma, se você está distraído, estará mais consciente da distração e, portanto, será mais capaz de combatê-la com atenção plena.

A meditação regular mostrou reduzir a quantidade de cortisol no cérebro, o hormônio responsável pelo estresse. Em termos de evolução, o cortisol surge como uma resposta de “luta ou fuga”, de modo que envia o sangue para funções essenciais como os músculos e a afasta de órgãos que não ajudam nessa fuga, como os genitais. De fato, o cortisol reduz a libido (não existe tempo para o sexo se você está fugindo de um leão faminto). Do mesmo jeito, se o cortisol diminui, é possível aumentar a libido.

Por isso, é possível melhorar a vida sexual com o mindfulness. Então, na medida em que melhora a experiência sexual, não cabe dúvida de que melhorará o relacionamento de casal.