Meryl Streep, 17 reflexões de uma mulher inspiradora

Meryl Streep, 17 reflexões de uma grande mulher

Abril 28, 2018 em Filmes 0 Compartilhados
Meryl Streep, 17 reflexões de uma mulher inspiradora

Meryl Streep é uma grande atriz, mas acima de tudo demonstrou ser uma mulher admirável, colhendo sucesso e atraindo admiradores por onde passa. Falamos de uma mulher enigmática, com temperança e caráter, que se tornou um pilar insubstituível no coração de Hollywood e de seus fãs.

Ela é feita de si mesma, não à imagem e semelhança do que se espera de uma mulher na indústria do cinema. Sua autenticidade, seu bom senso, sua sensibilidade e sua incomparável precisão na interpretação são os aspectos que mais se destacam em Meryl Streep.

Os prêmios e reconhecimentos por seu desempenho e sua carreira são muitos. Streep recebeu vinte e uma indicações ao Oscar, o recorde feminino; ganhou o prêmio por seu papel no elenco de Kramer vs. Kramer, em A escolha de Sofia e em A Dama de Ferro.

Nos Globos de Ouro, ela recebeu trinta indicações, das quais ganhou oito. Além disso, em 2017, recebeu o Prêmio Cecil B. DeMille em homenagem a toda a sua carreira. Outros reconhecimentos importantes que recebeu são: três prêmios Emmy, dois prêmios do The Actors Guild, dois BAFTAs e um prêmio no Festival de Cinema de Cannes. Como podemos ver, seu histórico profissional é impressionante.

Meryl Streep

Pouco sabemos de sua vida pessoal desde que ela se casou com seu atual marido. Um fato relevante, levando em conta que ela vive em um ambiente onde a imprensa sensacionalista tem um poder muito grande, capaz de levantar ou arrastar as pessoas sem vacilar em busca de polêmicas.

Sabemos que Meryl Streep amou profundamente John Cazale, já falecido por causa de um câncer em 1978. Sabemos que ela o acompanhou em todos os momentos e que essa união foi admirável e inspiradora.

Depois de viver um doloroso e longo luto, Don Gummer chegou à sua vida para se tornar seu segundo e definitivo grande amor. Meryl Streep sempre disse que ainda não superou a perda de Cazale, mas que Gummer lhe ensinou que a vida continua e que esse caminho por explorar também pode ser maravilhoso à sua maneira, de outra forma.

17 reflexões de Meryl Streep

Sua crítica a Donald Trump e sua defesa dos direitos das mulheres nos mostram uma pessoa comprometida com o que acontece no planeta. Nestas e em outras afirmações, encontramos sensibilidade, mas também bom senso. Seu olhar vital é transcendental e coerente, de modo que suas reflexões deixam um resíduo de riqueza para aqueles que prestam atenção. Vamos rever algumas delas:

  • Que ninguém tire as rugas da minha testa, obtidas pelo assombro diante da beleza da vida; Ou as de minha boca, que mostram o quanto ri e o quanto beijei; e nem as bolsas sob meus olhos: nelas está a lembrança de quanto eu chorei. São minhas e são belas”.
  • “Já não tenho mais paciência para algumas coisas, não porque me tornei arrogante, mas simplesmente porque cheguei a um ponto na minha vida em que não sinto vontade de perder mais tempo com aquilo que me desagrada ou machuca. Não tenho paciência para cinismo, inveja, críticas excessivas e exigências de qualquer tipo. Perdi a vontade de agradar a quem não me agrada, de amar quem não me ama e de sorrir para quem não quer sorrir para mim. Eu não gasto mais um minuto do meu tempo com quem mente ou quer manipular a mim ou a outras pessoas”.

Desenho do rosto de Meryl Streep

  • Decidi não conviver mais com a pretensão, a hipocrisia, a superficialidade, a desonestidade e os elogios baratos. Eu não consigo tolerar a erudição seletiva e arrogância acadêmica. Eu não suporto conflitos e comparações. Acredito em um mundo de opostos e por isso evito pessoas de caráter rígido e inflexível “.
  • Na amizade eu não gosto da falta de lealdade e da traição. Não me dou bem com quem não sabe elogiar ou encorajar as pessoas. Os exageros me aborreceram e tenho dificuldade em aceitar quem não gosta de animais. E, acima de tudo, já não tenho paciência nenhuma para quem não merece minha paciência”.
  • “Minhas ações são o que me representa como ser humano, não minhas palavras.”
  • “A gratificação instantânea não chega rápido o suficiente.”
  • “Minha família vem em primeiro lugar, sempre foi assim e sempre será.”
  • Não confunda ter um diploma universitário com ter educação. O título é um papel, a educação é responder quando lhe dão bom dia “.
  • “A grande dádiva dos seres humanos é que temos o poder da empatia”.

Meryl Streep quando jovem

  • “Sempre leve suas crenças em todas as áreas de sua vida, leve seu coração para o trabalho e espere o melhor de todos.”
  • “No final, o que importa é o que você sente. Não o que sua mãe lhe disse. Não o que outra atriz lhe disse. Não é o que todo mundo lhe disse, mas sim aquela pequena, mas pulsante, voz dentro você.”
  • “Prefiro ser rebelde do que escrava. Incentivo as mulheres à rebelião.”
  • “Algumas pessoas estão cheias de compaixão e do desejo de fazer o bem, e outras simplesmente acreditam que nada fará diferença.”
  • ” Se você tem um cérebro, é obrigado a usá-lo.”
  • Você deve aceitar que vai envelhecer. A vida é valiosa e quando você perde muita gente, percebe que todo dia é um presente.”
  • “Mulheres: não se preocupem com a sua aparência. O que te faz diferente ou bonita é a sua força.”
  • “A maternidade tem um efeito muito humanizador. Tudo se resume ao essencial. “
  • “Você tem que continuar fazendo o que faz. É a lição mais importante que aprendi com meu marido, ele sempre diz: Vá em frente, comece pelo começo.

Estas são algumas das reflexões de vida que Meryl Streep transmitiu à sociedade. Compartilhar os próprios pensamentos é um grande ato de generosidade. Sem dúvidas, é difícil que algumas dessas palavras não nos seduzam, porque são cheias de lucidez, certeza e simplicidade.

Recomendados para você