Meu parceiro se fecha durante as discussões: o que posso fazer?

Todos nós preferimos beijos e abraços ao invés de discussões. Porém, quando chega a hora de discordar e confrontar, há aqueles que se bloqueiam e dizem “não vou discutir”. Vamos mostrar algumas estratégias que podem te ajudar.
Meu parceiro se fecha durante as discussões: o que posso fazer?

Última atualização: 27 abril, 2022

Seu parceiro se fecha durante as discussões? Ele é daqueles que se recusa a dizer qualquer coisa e te deixa com as palavras e a frustração à flor da pele? Esse tipo de comportamento não é algo isolado; na verdade, trata-se de uma reação comum que demonstra mais uma vez o quanto ainda precisamos progredir e evoluir em matéria de comunicação e inteligência emocional.

Cícero dizia que discutir aguça a perspicácia, mas, na verdade, há muitos que apresentam uma terrível alergia ao confronto, à argumentação e à troca de ideias para defender uma posição e, se possível, chegar a um acordo ou a uma conclusão.

São muitos os que veem as discussões como uma situação de ameaça. São aqueles que se bloqueiam, acumulam raiva ou simplesmente não possuem habilidades adequadas em assertividade.

É evidente que todos nós gostaríamos que um relacionamento amoroso fosse como uma dança. Movimentos compassados e em perfeita harmonia. No entanto, até mesmo em qualquer dança, é preciso saber dominar todos os movimentos: os fáceis e os difíceis. É assim que poderemos nos mover com maior equilíbrio e temperança, enfrentando todos os imprevistos e complicações.

Mulher representando quando o parceiro se fecha durante as discussões

O que você pode fazer se o seu parceiro se fecha durante as discussões

E você? Sabe argumentar, é do tipo que perde a calma ou talvez do tipo que se fecha? Em média, geralmente encontramos esses três tipos de dinâmicas.

Enquanto no centro está alguém hábil e eficaz na arte das discussões, de cada lado estão os extremos que são tão problemáticos. Quem perde a cabeça e acaba gritando ou quem aplica a lei do silêncio: fica calado e se afasta.

Não é nada fácil ser a parte do casal que, de repente, vê como o outro opta por este último tipo. Por bloquear a conversa, não responder e definir essa áspera distância em que tudo fica no ar, sem solução e com infinitas farpas emocionais. Da mesma forma, há algo que devemos entender claramente: saber se comunicar é o que garante a sobrevivência e a qualidade de um relacionamento afetivo.

É o que nos revelam estudos como os realizados na Universidade da Geórgia: a qualidade dos processos de comunicação é o que prediz a satisfação de qualquer vínculo afetivo. Portanto, se o seu parceiro se fecha durante as discussões, isso é algo que você deve trabalhar e gestionar.

Afinal, não é bom que os problemas permaneçam no limbo, que as divergências permaneçam com pontas soltas que se enroscam em tudo e que pequenas diferenças se tornem grandes rachaduras através das quais tudo desmorona pouco a pouco.

Entenda o motivo do bloqueio

Cada pessoa é o resultado de uma história complexa e particular. Há aqueles que cresceram em um ambiente familiar em que o diálogo não era frequente e onde as emoções também não eram levadas em consideração. São muitos os que passaram boa parte de suas vidas engolindo as suas necessidades, desejos, medos e frustrações como quem engole uma pedra. Assim, não é fácil colocar em palavras o que se passou a vida inteira silenciando.

Dessa forma, se o seu parceiro se fecha durante as discussões, é bom saber o porquê. No entanto, não cometa o erro de supor; ouse perguntar para entender.

  • Talvez ele não saiba conduzir um diálogo para defender posições e discutir questões emocionais.
  • É possível que ele se sinta sufocado pelas emoções e não tenha as habilidades para administrá-las.
  • Ele acha que essa discussão não vai levar a lugar nenhum.
cena simbolizando quando o parceiro se fecha durante as discussões

Tempo limite: esperar algumas horas para retomar a discussão em outro momento

Pode acontecer. Às vezes, as emoções nos sobrecarregam e não conseguimos nos expressar como desejamos. Então, quando o seu parceiro se fecha durante as discussões, é bom dar um tempo a ele. “Eu entendo como você se sente. Podemos deixar assim agora, mas falaremos mais tarde porque é importante abordarmos essa questão com calma.”

Dar tempo serve para relaxar emoções, esclarecer as ideias e ter perspectiva. Conversar com o seu parceiro com carinho enquanto você se propõe a adiar essa conversa, sem repreendê-lo de forma depreciativa por causa da sua reação, pode ser útil. Porém, mesmo assim, é importante que esse diálogo ocorra. Não vale a pena deixar passar e ficar o dia todo de mãos dadas, mas com a cara amarrada.

As discussões que são bloqueadas e que um dos dois escolhe deixar no ar acabam sendo um poço onde se acumulam frustrações, ressentimentos e palavras não ditas. Essas emoções, assim como água parada, acabam se degradando.

Quando o seu parceiro se fechar durante as discussões, procure outras opções

Há outros canais para estimular o diálogo. Se o seu parceiro se fecha durante as discussões, você pode sugerir que ele escreva o que sente. Que use papel e lápis. Além disso, você também pode usar outros recursos:

  • Perguntar com proximidade e carinho o que ele sente e o que pensa.
  • Sugerir uma atividade para quebrar essa tensão: sair para jantar ou caminhar, por exemplo. Às vezes, introduzir outra atividade e contexto acalma os nervos e estimula o diálogo.

Para concluir, é verdade que essas situações não são fáceis. Há pessoas que formam uma carapaça, que são como armaduras que se fecham sobre si mesmas e que são muito difíceis de alcançar para se comunicar com elas. Saber discutir é primordial para o bem-estar emocional e esta arte é algo em que todos deveríamos nos habilitar para podermos conviver.

Pode interessar a você...
A agressividade passiva e o ciúme: desgaste silencioso
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
A agressividade passiva e o ciúme: desgaste silencioso

A pessoa ciumenta acaba demonstrando uma agressividade passiva, na qual a hipervigilância, a desconfiança e até a chantagem geram um desgaste profu...