Mulher e Lua: um vínculo que nos ajuda a compreender o ciclo feminino

Mulher e Lua: um vínculo que nos ajuda a compreender o ciclo feminino

junho 20, 2017 em Curiosidades 579 Compartilhados
Mulher e Lua: um vínculo que nos ajuda a compreender o ciclo feminino

O corpo da mulher e o ciclo feminino estão conectados com a Lua e a Terra. A mulher, através de seu ciclo menstrual, transita pelas diferentes energias lunares (crescente, cheia, minguante e nova). Estas, por sua vez, se conectam com as diferentes estações (primavera, verão, outono e inverno).

Antigamente, na cultura e nos costumes estava incluído este vínculo da mulher com a natureza. Eram realizados diversos rituais e havia histórias explicando esta relação. Assim, desde pequenas as meninas tinham outra compreensão de si mesmas, de seu corpo e de sua menstruação. Elas a entendiam como “sagrada”, e não como algo sujo e incômodo que era preciso esconder.

Atualmente, nos países ocidentais, as mulheres não costumam prestar atenção às mudanças emocionais e energéticas que experimentam durante seu ciclo. Muitas vezes tentam viver como se não fossem afetadas por suas fases, e isso leva a uma perda de bem-estar e um subaproveitamento de todas as suas potencialidades.

A Lua e sua influência

As fases da Lua coincidem com as fases do ciclo menstrual, e os estados de humor e hormonais estão sob a sua influência. Assim como a Lua demora cerca de 28 dias para dar uma volta completa na Terra, o ciclo menstrual da mulher é de 28 dias aproximadamente. Desta maneira, nossos ciclos se conectam assim como as quatro fases lunares: lua nova, quarto crescente, lua cheia e quarto minguante.

Fases da mulher e fases da Lua

Antigamente o ritmo natural de toda mulher era menstruar durante a lua nova e ovular durante a lua cheia. Sabemos disso graças a nossos antepassados, aqueles para os quais a única forma de marcar o tempo era por meio da observação das fases lunares.

Hoje em dia, com tanta luz artificial, o uso constante de computadores, luzes acesas por toda a noite nas ruas, é quase impossível viver sob a luz natural. A luz artificial afeta o ritmo natural feminino e faz com que a sensibilidade e o ritmo biológico se confundam, levando a ciclos irregulares e fazendo com que a menstruação venha em outra lua que não seja a nova.

“Lua e Mulher são iguais. Ambas são femininas, cíclicas e doadoras de vida”.
Compartilhar

As quatro fases do ciclo, as luas e as estações do ano

Menstruação. Lua Nova. Inverno.

É a fase reflexiva, a fase obscura por excelência, a fase do silêncio, da introspecção, da solidão, de “se voltar para o interior”. A mulher quer estar tranquila e a interação com o exterior pode chegar a ser incômoda. Seu corpo está muito mais sensível, por isso ela pode se conectar de forma especial com ele e com as mensagens que transmite. Nesta fase a mulher pode confiar mais em seu instinto e intuição.

É um momento propício para fazer silêncio e meditar. Isso implica dar-se o tempo para menstruar, dentro do possível. É aqui que naturalmente o corpo feminino recicla energia. Ou seja, busca o descanso para se repor e começar com muita vitalidade a próxima fase da lua crescente.

Pré-ovulação. Lua crescente. Primavera.

A semana depois da menstruação coincide com a primavera, com a renovação, com um aumento da energia física. É uma fase de transição entre a menstruação (obscuridade, inverno) e a ovulação (luz, verão). Por isso, são dias ideais para iniciar projetos que se materializarão durante a próxima fase (ovulação).

Há uma alta capacidade analítica, de concentração e de planejamento. Impera a força mental e os pensamentos são mais claros. As emoções estão mais estáveis e a energia vital está em seu ponto máximo. Durante a lua crescente a mulher precisa de menos descanso e está mais segura de si mesma. Há uma inclinação pela vida social, por sair para se divertir.

“A pré-ovulação é o melhor momento de nosso ciclo para começar projetos novos, para partir para a ação, trabalhar e conseguir resultados”.
-Miranda Gray-

A ovulação. Lua Cheia. Verão.

A ovulação é a fase expressiva, sociável, empática e radiante. Há uma maior capacidade de entrega a aquilo que se ama. É o momento em que a mulher é mais fértil, por isso é uma fase cheia de energia e vitalidade. É uma fase fértil em todos os aspectos: para dar vida a projetos profissionais, pessoais, familiares…

“Durante a ovulação nossa sensação de bem-estar pessoal está diretamente relacionada com a expressão de nossos sentimentos de amor, apreço, gratidão e carinho”.
-Miranda Gray-

Mulher com a lua entre as mãos

Pré-menstruação. Lua minguante. Outono.

Nesta fase começa a cair o nível de energia física. Surge a necessidade de limpar e soltar o que não beneficia. Como as árvores fazem no outono com suas folhas. Muitas mulheres nesta fase vivenciam a famosa tensão pré-menstrual.

São dias em que há uma orientação “para o interior”. Também se reduz a capacidade de concentração e a memória. É um momento ideal para repensar nossos desejos, necessidades, medos… Esta fase é ideal para curar e avançar no processo de crescimento pessoal. O desejo sexual também pode ser mais intenso nestes dias.

O que acontece na menopausa?

Embora não haja menstruação, os ciclos continuam existindo e exercendo sua influência. Muda a realidade, porque é outra etapa, mas do ponto de vista hormonal este processo cíclico feminino permanece.

A mulher na menopausa não está sujeita a seu ciclo reprodutivo, ela o transcendeu. Energeticamente é ainda mais poderosa quando não sangra mais. Toda esta energia, que mês a mês se renovava fluindo até o exterior, agora inicia um circuito interno que retroalimenta e continua sustentando o ritmo feminino natural.

Para que serve este conhecimento?

Este caminho de conhecimento e compreensão da natureza cíclica feminina está levando mulheres de todas a idades e promover seu autoconhecimento, feminilidade e felicidade. Assim, parte do processo de desenvolvimento pessoal de toda mulher deveria dirigir seus esforços a voltar a se conectar com seu ciclo menstrual, suas fases, energias e potencialidades. Neste sentido, a principal ferramenta é saber de que maneira o ciclo menstrual as afeta.

Quando a mulher se torna consciente e conhece seus ciclos, pode gerenciar sua atividade e sua vida em harmonia com seus próprios processos naturais.

Recomendados para você