Não deixe ninguém dizer que você não pode

· abril 24, 2017

Uma das palavras que mais ouvimos da boca dos outros é “não” quando lhes apresentamos um projeto. “Você não pode fazer isto”, “Você não deve ir ali”, “Você não vai conseguir fazer isso direito”, “Você não deveria tentar”… Diante desta situação mais comum do que gostaríamos, a doutora e empresária Pilar Jericó recomenda “aterrissar os medos e se colocar no pior, e a partir dali defender os seus sonhos“.

Por isso, hoje Pilar Jericó será a protagonista deste artigo. Além de doutora em organização de empresas, é graduada em economia e formada em liderança e comportamento pela Universidade de Harvard.

Justamente esta mulher, capaz de colocar para funcionar empresas quando tudo parecia ser contrário, é um reflexo vivo da luta contra o famoso “você não vai conseguir”. Esta influenciadora, escritora e palestrante nos ensinou o caminho para seguir em frente diante da adversidade com seus conselhos, vicissitudes e chaves para agir quando a tempestade social aperta.

Não deixe ninguém dizer que você não pode

Para Jericó, o medo é o principal rival que temos. Diante de um ‘você não pode’, muitas pessoas ficam aterrorizadas e paralisadas. Finalmente, esta dolorosa emoção entra em nosso ser com força e nos convencemos de que realmente não podemos.

mulher-nuvens-na-cabeca

Contudo, o medo é uma ferramenta de autodefesa necessária. Diante de situações alteradas. nos permite estarmos alerta para nos protegermos. Mas, levado ao extremo, provoca paralisia e até terror, o que acaba em uma alteração grave da nossa conduta.

Por isso, diante do famoso ‘você não vai conseguir’ que tantos dirão, você precisa entender o seu medo, superá-lo, e agir de forma que ninguém o detenha. Contudo, isso requer certos conhecimentos que lhe oferecemos a seguir para que você possa ficar por cima dos seus piores presságios.

Duas técnicas para superar o medo

Neste sentido, Pilar Jericó propõe duas técnicas muito úteis para superar os medos. Então, se você observar que todo mundo ao seu redor o atormenta e diz que você não vai conseguir, talvez você possa colocá-las em prática e decidir se elas têm razão ou não.

“Você só precisa confiar em si mesmo e nas suas possibilidades de se recuperar até de situações difíceis.”
-Pilar Jericó-

Caia na realidade

A primeira técnica que Jericó propõe é chamada de aterrisagem à realidade. Este caso consiste em ouvir o que os outros dizem e tornar seus esses comentários. Isso, os próprios temores que você possui, vamos aterrissá-los para poder analisar com calma e tranquilidade.

Para entender, é melhor darmos um exemplo. No caso de Jericó, que decidiu ir aos Estados Unidos para colocar em prática um projeto estando grávida, todo mundo lhe dizia que seria impossível e insinuavam que não daria certo.

Por isso, a própria empresaria expõe seus próprios casos. Por exemplo, lhe diziam que se fosse aos Estados Unidos por muitos meses, perderia clientes. Então aterrissou o seu temor, pensou bem, falou com eles, e conseguiu que todos entendessem perfeitamente bem. Ela estava lutando por um sonho.

mulher-caminhando-parque

Coloque-se na pior situação e analise o risco

A segunda técnica proposta de Pilar Jericó consiste em se colocar na pior das situações e analisar o risco implícito. Para isso, precisamos pensar no que pode dar errado e saber se realmente vale a pena o sacrifício e o trabalho.

Jericó, novamente exemplificando consigo mesma, fez a mesma coisa. O que poderia ser a pior coisa a acontecer na sua aventura americana? Talvez que o seu investimento não tivesse sucesso? Ou talvez que a solidão de estar longe dos seus amigos a trouxesse à realidade?

O caso é que precisamos analisar com moderação e calma cada um dos riscos que correremos. Uma vez feito, precisamos saber se realmente estamos dispostos a enfrentá-los. Então, se decidirmos que estamos preparados para assumi-los, é preciso ir adiante mesmo com todas as consequências.

“Se você tem um sonho, lute por ele, seja qual for. Não permita que ninguém o traia, por mais que goste de você ou deseje o seu melhor.”
-Pilar Jericó-

Por isso Pilar Jericó conclui com reflexões muito interessantes. A vida passa muito rápido, mas as experiências que acumulamos nos enriquecem. Então, se você realmente acredita em alguma coisa, a analisa e a considera factível, por que não fazê-la? Talvez seja melhor não dar tanta atenção aos “você não pode” e transformá-los em “eu posso e ninguém irá me deter”.