Você não vê sentido na sua existência? Conheça Sartre!

Você não vê sentido na sua existência? É hora de conhecer Sartre!

20, setembro 2015 em Curiosidades 371 Compartilhados

Jean-Paul Sartre (1908-1950) foi um célebre e aclamado filosofo francês, ávido leitor dos grandes clássicos e fortemente influenciado pela filosofia de Husserl e de Heidegger, de fortes convicções ateístas e interessado pelo Marxismo no último período da sua vida.

Mas se Sartre é especialmente conhecido por algo, é por um estudo profundo do sentido da existência do ser humano, que mesmo que sempre tenha partes angustiantes, não deixa de ser algo fascinante pois o homem se caracteriza pela sua perfeição.

Perfeição que reside na sua liberdade individual, no estabelecimento de metas pessoais transcendentes, na liberdade de ser e escolher. É a subjetividade do homem que rege o universo, mas não como algo frio e egoísta, e sim considerando que “O homem se escolhe a si mesmo durante a sua vida”.

“Quem é autêntico assume a responsabilidade por ser o que é, e se reconhece livre para ser o que é.”
Jean-Paul Sartre

Sua vida, única e intransferível é a que terá o seu peso diretamente sobre o universo e todo o divino (e não o contrário).

Sua obra é fascinante e levaríamos muito tempo para ver sequer uma mínima parte dela, mas através de algumas citações mais conhecidas talvez você possa se interessar por este escritor tão inspirador.

Vejamos algumas destas citações e sua possível relação com o cenário atual:

“Não perca nada do seu tempo. Talvez houve melhores, mas este é o seu”
Compartilhar

Quantas vezes você se lamentou por nascer nesta época? É verdade que não estamos em um dos melhores momentos em relação ao profissional, o social, ou à criatividade; não parece uma época muito inspiradora para os jovens, que veem como o seu futuro se projeta em âmbitos e lugares que nunca haviam imaginado (e/ou desejado).

Mas lendo tal afirmação fica a mesma sensação de perda, pessimismo e desencanto com o presente que acompanhou muitas pessoas em diversas épocas. Talvez seja o tempo que lhes dá um tom decisivo, mas sombrio; ou talvez dê uma aparência de transcendência, mas seja necessária para as próximas gerações. Toda época cumpre a sua função, e você está nesta agora. Cumpra a sua!

relogio

“Como todos os pensadores, confundi o desencanto com a verdade”
Compartilhar

Sim, é verdade. Muitos de nós temos uma áurea nostálgica e contamos com um processador pouco benéfico na mente, que nos desanima em relação aos os eventos que nos rodeiam. Mas não se esqueça de que toda ciência começa com a dúvida, e talvez o seu pessimismo possa lhe ajudar a se fazer as perguntas que outros não se fazem. É através destas perguntas que podem surgir respostas que nunca existiram.

Vivemos na época do “Keep calm” e “Be happy”, que são boas recomendações se entendermos que, para viver esses estados, é preciso experimentar outros tão humanos e necessários, como a angústia, a desilusão, a tristeza ou o cansaço.

Portanto, deixe de julgar o seu pessimismo e tire proveito criativo dele. Talvez daí possa vir o seu “Be happy”.

“O homem está condenado a ser livre, porque uma vez que está no mundo, é responsável por tudo que faz”
Compartilhar

Deixe de dar desculpas. De culpar o sistema, a dor do seu término de relacionamento, o fato de seus pais terem sido perversos… pare de acreditar que você não foi livre para ser o que você realmente queria ser.

A liberdade é uma consciência do ser humano, que não vem determinada por fatores externos, e sim pelo seu espírito. Ele, por regra é livre; encara e transforma a realidade segundo o que pensa de si mesmo. É a definição mais clara de liberdade e responsabilidade que podemos ter.

Isto tem muito a ver com outra afirmativa deste escritor genial: “O importante não é o que fizeram de nós, e sim o que fazemos com o que fizeram de nós”.

“Tudo foi resolvido, exceto como viver”
Compartilhar

Sim, você tinha razão. Esta vida é uma bagunça, tremendamente complexa.

Não tente saber vivê-la, nem dar soluções a outras pessoas de como fazê-lo. A única forma de sair desta confusão é seguir o seu instinto, que muitas vezes está aniquilado pelas imposições dos outros e da sociedade.

Procure uma fórmula que o ajude a viver melhor uma situação concreta, mas cuidado: não será a mesma por toda a vida, nem a melhor para outras pessoas na mesma situação.

Como se dizia no filme Cassino: “Há três jeitos de fazer as coisas: o certo, o errado e o meu jeito”.

“A felicidade não é fazer o que se quer, e sim querer o que se faz”
Compartilhar

Aqui encontramos uma das frases mais difíceis de aceitar, principalmente na época em que vivemos.

Como posso ser feliz lavando pratos se tenho dois títulos universitários? Bom, a pergunta tem seu fundamento, mas segundo a filosofia de Sartre, não se trata de dar uma resposta de bate e pronto, e sim pensar em como essa atividade é relevante para o seu projeto de vida.

Talvez você seja um escritor em busca de histórias, um apaixonado pela aprendizagem de idiomas, um marxista que procura a teoria a partir da prática trabalhista diária, um filho comprometido com a melhoria da qualidade de vida da sua mãe doente.

Não olhe para a atividade em si, e sim para a relevância desta em seu projeto de vida e seus valores. Talvez ela tenha um peso importante; talvez já não faça sentido desempenhá-la. Em qualquer dos casos, procure alguma atividade que lhe permita amar o que você faz, segundo a vida que você quer para si e para os que lhe importam; talvez você já esteja nela ou a esteja projetando. Talvez o que você quer é precisamente o que você está deixando escapar, que é uma etapa necessária para a sua realização.

“O compromisso é um ato, não uma palavra”
Compartilhar

Deixe de ser como muitos políticos que só falam de promessas, como conquistadores da noite que prometem sem demonstrar, como revolucionários que não leram sequer um livro, nem estiveram nunca presentes em um conflito. Que os seus atos sejam tudo o que você tem a dizer, porque como já dizia Woody Allen: “As coisas não se dizem, se fazem, porque ao fazê-las, elas se dizem por si sós”.

“Sonhar, em teoria, é viver um pouco, mas viver sonhando é não existir”
Compartilhar

Há muitas situações nas quais você parece perdido em seus pensamentos? Sabemos que há determinadas conversas na universidade que não nos deixam escapatória, mas como pessoa adulta, você deve procurar relações, pessoas e situações que sejam agradáveis de viver, dessas que você se lembra em uma conferência ou congresso que não lhe interessa. Procure-as, faça-as, repita-as de mil formas; essa é a vida, o seu sonho realizável e seu paraíso terreno.

jean-paul sartre

“O existencialismo não é uma forma de ateísmo; ele diz que, mesmo que Deus existisse, nada mudaria”
Compartilhar

Muitas pessoas em situação difícil procuram um pouco de espiritualidade que as ajude a superar algo desagradável, que extrapolou todos os seus recursos físicos e emocionais. Mas procurar causas e soluções místicas para um problema que o preocupa pode fazer com que você se distraia demasiadamente do seu caminho e dos recursos que você realmente tem na vida e que nunca soube como usar bem (amigos, esporte, leitura, amor à natureza…).

Não sabemos o que há mais além, mas não se preocupe em excesso, pois a sua vida não será solucionada de imediato com este apelo. Assim transcorre a história toda; portanto, não perca muito tempo nisso na sua própria vida. Viva da melhor forma que conseguir.

Esperamos que estas citações tenham feito você repensar um pouco a sua vida se você estiver passando por um momento confuso. Não se esqueça de que o ser humano às vezes se perde e outras se encontra, e os filósofos como Sartre se dedicaram a deixar uma marca magistral, nos presenteando com seu legado para os momentos em que a escuridão parece mais densa.

Recomendados para você