Neomachismo: 5 dicas para identificá-lo

· fevereiro 14, 2019

Apesar das contínuas mudanças que presenciamos em nossa sociedade, o machismo continua sendo uma atitude e um modo de pensar bastante consolidado em diversas culturas e sociedades. Ainda sobram preconceitos e crenças que levam à subestimação das mulheres. Na verdade, alguns deles aparecem disfarçados com uma certa sutileza, e costumam pertencer aos neomachistas. Afinal, no que consiste o neomachismo?

Nas sociedades ocidentais, o machismo explícito e mais tradicional foi desaparecendo, pouco a pouco, com o passar dos anos. No entanto, um resquício dele segue presente naquelas pessoas que continuam defendendo os valores que mantêm as mulheres em uma situação inferior aos homens e que, além disso, tentam camuflar isso.

Os seus argumentos são muito sutis, mas não deixam de se basear na ideia errônea de que ser mulher implica ter menos valor como pessoa. Vamos nos aprofundar nesse tema.

Quais são as características do neomachismo?

Como já mencionamos anteriormente, os neomachistas são aquelas pessoas que acreditam na inferioridade das mulheres. Desse modo, eles reproduzem, em maior ou menor grau, as ideias clássicas do machismo, porém reformulado e com menor intensidade. Inclusive, estas ideias podem ser expressadas também por algumas mulheres.

Ainda assim, o neomachismo não se baseia em um ódio cego contra as mulheres, como acontece na misoginia, e sim na crença de que ser mulher é ter menos valor, menos direitos, e menos possibilidades de desenvolvimento pessoal e profissional.

A seguir, vamos explicar algumas características das pessoas neomachistas.

Machismo no trabalho

1. Conduta compreensiva

O neomachismo pode ser expressado, de forma visível, através de um tratamento vantajoso sobre as mulheres. Este tratamento está baseado na crença de que as mulheres têm um entendimento e uma inteligência menor e, por esse motivo, devemos nos dirigir a elas de uma forma muito mais simples e superficial.

Além disso, os neomachistas também pensam que elas são pouco responsáveis com as suas decisões e a sua vida em geral.

2. Importância dos valores tradicionais

Os neomachistas não expressam, nem defendem de maneira explícita, a superioridade do homem sobre a mulher, mas mostram uma certa nostalgia dos valores mais tradicionais que se destacavam nas sociedades e culturas machistas.

Um exemplo disso seria a reivindicação da mulher que só vive para o seu marido, sem poder aproveitar nenhum tipo de liberdade ou individualidade.

3. Comentários sobre o físico das mulheres

Este tipo de perfil mostra uma tendência a fazer comentários de forma repetitiva sobre a aparência física das mulheres.

Esta conduta se deve ao fato de que, no neomachismo, a aparência das mulheres tem uma grande importância, já que é considerada um fator fundamental para elas, especialmente em tudo que se relaciona ao seu valor reprodutivo.

4. Referências constantes à função reprodutiva das mulheres

Outro comportamento comum dos neomachistas é o fato de fazerem referências regulares ao papel reprodutivo das mulheres, como se isso fosse um dos principais objetivos de suas vidas. A base deste pensamento está no fato de que, nas sociedades tradicionais, o papel da mulher se limitava ao âmbito doméstico e à criação dos filhos, enquanto o homem se encarregava dos aspectos autoritários e da vida em sociedade.

Dessa forma, os neomachistas defendem que a figura do homem não pode ser reduzida a somente um atributo, enquanto as mulheres podem ser valorizadas unicamente pelo seu corpo e pela sua relação direta com a reprodução. No entanto, tudo isso é expressado de uma maneira muito sutil.

5. Críticas à liderança feminina

Para os neomachistas, ter mulheres em altos cargos ou em uma função de poder é visto como algo negativo. Isso acontece porque os dons de liderança não se encaixam com o ideal feminino mais tradicional. Por isso, as pessoas que se inclinam para o neomachismo mostram uma grande censura com os erros cometidos pelas mulheres que estão acima deles, em qualquer tipo de hierarquia.

Desigualdade de gênero

Como podemos ver, apesar das iniciativas para fomentar a igualdade entre homens e mulheres, ainda sobram resquícios a tratar, mitos a eliminar e mentes rígidas a combater.

Apesar desta lista ser apenas uma breve introdução ao neomachismo e aqueles que o praticam, não podemos esquecer que existem muitas outras características que podem defini-los e que, além disso, é importante considerar o contexto no qual a pessoa está inserida.