Uma nova vida sem o seu ex

· julho 13, 2015

Terminar uma relação amorosa pode partir o coração de qualquer um. Parece que nada mais vale a pena, que todos estão contra você e que nunca mais conseguirá se apaixonar…

A ruptura amorosa implica em uma série de estados emocionais que nem todos sabem superar. Muitos sentem que vão morrer; fica até difícil pensar em seguir a vida sem seu companheiro. No entanto, os que conseguem sair dessa dor que surge logo depois de um rompimento chegam a reconstruir a sua vida e a experimentar uma felicidade mais genuína.

Nunca vou esquecê-lo!

Isso costuma ser a primeira coisa que passa pela cabeça, principalmente se não encontrarmos o motivo do rompimento. Se tudo aconteceu muito rápido, podemos demorar mais para “digerir”.

A lembrança de alguém pode ser eterna, mas cada um deve criar a melhor lembrança e deixar o resto ir, sem atormentar-se. Aos poucos, ou de uma vez só, é preciso deixar partir para que se inicie uma nova relação. Claro, no momento propício. Se ficarmos somente remoendo o acontecido, podemos efetivamente sofrer uma vida inteira!

Segurança em si mesmo

Uma coisa que definitivamente ajuda é ter segurança em si mesmo. Talvez tenha sido você que tenha cometido o erro e pagou as consequências, mas mesmo assim você pode aprender com esse erro e se superar como pessoa. Você vai ver os benefícios ao iniciar uma nova relação que, com certeza, será mais duradoura.

Se ficar obstinado em se culpar ou culpar seu ex-companheiro pelo final da sua relação, isso significa que você não aprendeu e, muito provavelmente, demorará para estabelecer um novo vínculo saudável e estável. Pode ser também que tenha várias relações, mas todas de curta duração.

Aceite e siga em frente

Há várias formas de aceitar um rompimento. Você pode expressar a sua dor de distintas maneiras, seja chorando, gritando ou xingando; mas tente fazer com que este período não dure muito tempo, do contrário poderá se tornar uma pessoa amarga.

Expressar a sua dor vai ajudá-lo a viver sem essa pessoa na sua vida e ter projetos para o futuro com novas motivações. Se você acredita que o sofrimento que está sentindo dura mais do que o normal, e que isso interfere no desenvolvimento de outras áreas da sua vida, talvez tenha chegado o momento de buscar ajuda profissional. Considere a possibilidade de realizar uma consulta psicológica.

Tenha consciência do que aconteceu

Quando você está consciente do que aconteceu é mais fácil não repetir determinadas ações ou atitudes. Analisando a situação você poderia descobrir, por exemplo, que tem uma luz vermelha piscando e dizendo que alguma coisa vai mal com a sua autoestima.

É importante dar-se conta de que não é bom depender de mais alguém para ser feliz. E se você pensa que lhe deixaram por alguém melhor, é porque você não se valoriza como pessoa. Ou, talvez, dá um valor muito grande para o que as pessoas dizem e isso lhe impede de tomar as suas próprias decisões. À medida que tiver consciência das suas próprias atitudes ou pensamentos, será mais fácil superar o rompimento.

A felicidade está em seu interior

Não busque a felicidade exclusivamente em uma pessoa. Enquanto não estiver disposta a aceitar um rompimento, não poderá entender a felicidade de outra forma. Procure em seu interior, faça as pazes com o seu próprio ser. Não se culpe e nem se vanglorie pelo rompimento.

Você sempre terá a oportunidade de novas experiências. Só você decide quando dar o passo até uma nova vida…

Imagem cortesia de Twin Design