O contato visual para se conectar com os outros – A mente é maravilhosa

O contato visual para se conectar com os outros

17, março 2015 em Psicologia 3 Compartilhados

Certamente alguma vez você já conversou com pessoas que durante a conversa não olharam nos seus olhos, ou olharam por alguns momentos e, em seguida, esconderam o olhar. A capacidade de fazer um bom contato visual é uma das maiores habilidades sociais que toda pessoa deveria ter, e se não a tem, deveria trabalhá-la, uma vez que foi demonstrado que produz grandes benefícios.

O contato visual

As pessoas que utilizam um maior nível de contato visual com os outros são percebidas como pessoas próximas, acolhedoras, simpáticas, agradáveis, poderosas, competentes, honestas, sinceras, seguras e emocionalmente estáveis e parecem mais atraente em todos os aspectos, de modo que as pessoas que entram em contato visualmente com elas sentem emoções muito positivas sobre a sua conexão.

Ter maior contato visual com os outros pode aumentar a qualidade das relações cara a cara, e manter o olhar pode ajudar a ter uma melhor conexão com outras pessoas, seja na hora de conseguir um emprego, expor uma ideia em público ou encontrar um parceiro.

Como fazer um contato visual adequado

Conheça as diretrizes para que o contato visual seja eficaz:

Contato gera contato, de modo que quando uma pessoa do casal que está conversando inicia um contato com os olhos, a outra pessoa faz o mesmo e aumenta seu próprio nível de contato visual; por isso, não tenha medo de dar o primeiro passo na hora de estabelecer um contato visual.

Não pratique um olhar assediador; para que o contato visual seja eficaz, deve ser bem-vindo e apropriado, pois se o contato visual for indesejado, faz com que a outra pessoa se sinta desconfortável. Para que o contato visual ocorra, as duas pessoas devem querer; se a outra pessoa não responde ao contato, não insista.

Incline-se para trás à medida que aumenta o contato visual, isso permitirá que o seu ouvinte não se sinta pressionado e vá aumentando gradualmente o nível de confiança; em troca, se a pessoa com quem você está falando for familiar, pedirá constantemente o seu contato visual e sua proximidade para saber que você lhe presta total atenção.

Concentre seu olhar em um olho de cada vez e alterne entre eles sem muita frequência, pois, caso contrário o seu olhar se tornará para o outro uma experiência desagradável.

Não exagere nos seus olhares; ainda que o contato visual seja bom, você não deve bloquear o inverso. Durante uma conversa, se você se sente perdido, olhe em um olho, depois no outro e, em seguida, para a boca, para voltar a repetir o ciclo.

Se o olhar entre vocês for quebrado, nunca olhe para baixo, olhe para um lado, horizontalmente, pois olhar para baixo exprime vergonha ou timidez, quando na verdade não é o que você quer demonstrar.

Imagem cedida por Nhoj Leunamme

Recomendados para você