O corpo fala através da dor e da doença - A Mente é Maravilhosa

O corpo fala através da dor e da doença

setembro 25, 2017 em Psicologia 1338 Compartilhados
O corpo fala por meio das dores e doenças

Estar em conexão com nós mesmos é entender os sinais que nosso organismo nos envia. O corpo fala conosco através da dor, da doença e, é claro, da saúde em geral. Como nos sentimos fisicamente é um sinal de como estamos psicologicamente na maioria das vezes.

No ritmo da nossa vida diária, essa conexão vai se enfraquecendo progressivamente e deixamos de entender por que as coisas acontecem conosco, sem saber como recuperar o equilíbrio. Pouco a pouco, perdemos a habilidade de nos interpretar. Por isso, quando a dor e a doença entram em cena, é importante saber o que estão nos dizendo para descobrir qual é o caminho de volta para a saúde e o bem-estar.

A doença, um caminho para a saúde

Entender a doença e a dor significa poder interpretá-las e atribuir-lhes um sentido para compreender a origem desse desequilíbrio e recuperar a conexão com nós mesmos.

Mulher olhando por janela sentindo dor

A doença é o meio pelo qual o corpo fala conosco e nos diz que algo não está bem, pedindo para mudarmos alguma coisa. De fato, ele nos obriga a mudar o ritmo da nossa vida e nos impede de continuar na mesma velocidade que estávamos até aquele momento, impondo uma mudança na direção da saúde.

Quando ficamos doentes, apenas nos resta começar a cuidar de nós mesmos. Mas não cuidando apenas dos aspectos físicos, cuidando também dos emocionais, dos psicológicos e dos espirituais.

“Manter o corpo com boa saúde é um dever, caso contrário não seremos capazes de manter nosso corpo e nossa mente fortes.”
-Buda-

A perda do equilíbrio

A vida, em essência, é equilíbrio, harmonia e saúde. A doença nos diz que esse equilíbrio se desfez e que precisamos recuperá-lo, buscando o caminho da mudança para tentar melhorar nossa situação e encontrar, na medida do possível, uma forma de nos equilibrar.

Se a forma de vida que tínhamos nos levou à doença, uma mudança nesse ritmo pode ser um dos caminhos para retomar o equilíbrio perdido. Embora infelizmente nem sempre seja possível.

“A beleza da natureza e a beleza do ambiente cultural criado pelo ser humano são, evidentemente, ambos necessários para manter a saúde da alma e do espírito do ser humano.”
-Konrad Lorenz-

Mulher com tatuagem de flor no corpo

Um dos problemas que aumenta essa indiferença em relação ao que acontece conosco é a forma de vida que levamos. Assim, a maior cobrança do estresse e a pressa em que vivemos causam uma desconexão com nosso interior. Quando isso acontece, deixamos de atender os pedidos do corpo e da mente, levando-os ao limite e esticando a corda ao máximo… até, às vezes, chegar ao rompimento.

“Seu corpo escuta tudo que sua mente diz.”
-Naomi Judd-

O corpo fala, mas muitas vezes não ouvimos

Muito antes do aparecimento da doença, nosso corpo envia sinais de alerta em forma de sintomas, dores, sensações de mal-estar ou fraquezas. No entanto, devido à desconexão com nosso interior e com nosso corpo, não soubemos dar voz nem significado a esses sinais, ignorando sua importância.

Entretanto, esses sinais são muito importantes para evitar a doença ou, pelo menos, para diminuir sua intensidade e saber tratar os sintomas na medida do possível para que não voltem a aparecer. Não escutar esses sinais pode significar um agravamento e os primeiros passos na direção do desequilíbrio da nossa saúde.

Quando a mente sofre, o corpo fala

Qualquer doença é um processo e, como tal, sabemos que vai se constituindo ao longo do tempo… Um tempo no qual podemos ganhar alguns minutos de vantagem se, pelo menos, prestarmos atenção. Dessa maneira, podemos mudar nossos hábitos ou procurar um especialista adequado.

O corpo fala. Cada sensação, incômodo, dor ou doença nos pede uma mudança ou, pelo menos, a tomada de consciência de tudo aquilo que prejudica nosso bem-estar e, portanto, nossa saúde.
Compartilhar

Cuidar do nosso corpo, cuidar da nossa vida

Como vemos, é importante saber escutar cada sintoma ou cada incômodo que possa aparecer, porque eles têm muito a dizer. Além disso, é importante saber interpretá-los para encontrar um significado, seja sozinho quando for algum sintoma leve ou com a ajuda de um profissional especializado. E, em último lugar, mudar o que afeta o bom funcionamento do nosso organismo na medida do possível.

Existem muitas doenças que têm origem em hábitos inadequados que vamos adquirindo ao longo da nossa vida, como uma alimentação ruim, hábitos desregulados de sono ou de momentos de descanso ou, ainda, posturas corporais inadequadas, ocasionadas às vezes pelo âmbito social em que estamos inseridos. Nosso corpo também percebe quando vivemos submetidos a muito estresse, vícios ou excessos, como podem ser, por exemplo, nossos horários de trabalho.

Se quisermos manter o equilíbrio, vamos cuidar do nosso corpo e, consequentemente, da nossa vida. Porque, embora existam situações que infelizmente fogem do nosso controle, há muitas outras nas quais podemos intervir para viver melhor. Vamos procurar ter hábitos saudáveis e nos manter conectados às nossas necessidades pessoais. Nossa saúde agradece.

Recomendados para você