Como seu corpo pode ajudá-lo a descobrir suas emoções

· julho 21, 2017

Como sociedade damos muita importância aos pensamentos e à nossa parte racional. Em contrapartida, as emoções e o corpo frequentemente são colocados em segundo plano. Felizmente, cada vez mais, conceitos como a inteligência emocional já não são tão raros . No entanto, prestar atenção ao corpo levando em consideração o nosso ritmo do dia a dia é uma prática que muitas pessoas ainda não adquiriram.

E se o corpo fosse um farol que iluminasse o caminho na direção das nossas emoções? Descobrir qual importância o corpo tem na construção das emoções é importante para poder aumentar nossa consciência corporal e reduzir as tensões que podem ter uma causa emocional.

Como as emoções influenciam o seu corpo?

O corpo e as emoções andam de mãos dadas. Quando um fala, o outro reage. Existem várias pesquisas científicas que avaliam a influência das emoções na dor e no corpo físico e como elas se relacionam constantemente. De fato, foi demonstrado que quando experimentamos uma dor física e uma dor emocional, são ativadas áreas similares do cérebro.

Por exemplo, se você não administrar adequadamente um aborrecimento, ou o estresse no seu trabalho, isso pode provocar um espasmo ou uma tensão na mandíbula. São emoções não expressadas, que ficam incrustadas no seu corpo, esperando que você as deixe sair. Como elas não podem ser manifestadas, vão tentar se expressar de alguma maneira e acabam aparecendo em forma de tensões ou mal-estar físico.

Mulher enfrentando emoções difíceis

De fato, o corpo é um mapa que nos ajuda a entender o que estamos sentindo. Certamente já aconteceu com você de alguma vez sentir um nó na garganta quando havia algo que não estava dizendo ao seu companheiro. Ou já notou uma dor de estômago quando sentiu medo de fazer uma prova, por exemplo. Esses são alguns sinais que o corpo emite para expressar as emoções.

Observe o seu corpo, ele tem uma mensagem emocional para você

As emoções gritam quando não as ouvimos e se transformam em dor e sofrimento físico. Qual mensagem nosso corpo tem para nos transmitir? Alguns sintomas como: dor de cabeça, dificuldade para respirar, sensação de sufocamento, nó no estômago… o que essas sensações parecem para você? Mesmo quando tentamos ignorar, as sensações físicas continuam ali. Quanto menos atenção damos à elas, piores ficam porque se expressam com mais intensidade.

Muitas vezes tentamos mascarar essas dores ou sensações com comprimidos, que momentaneamente aliviam a dor. No entanto, não a solucionam. Apenas colocamos um esparadrapo em uma ferida que não está curada porque as emoções continuam não podendo ser expressadas adequadamente. Não seria melhor ouvir a mensagem emocional que essas sensações corporais querem nos transmitir?

Imagine alguém que trabalha 15 horas por dia e sente tanto estresse que se levanta com espasmos no pescoço todos os dias. Mesmo assim, ele toma um relaxante muscular e continua trabalhando. Certamente, a mensagem que o corpo está transmitindo é de que precisa parar, diminuir o ritmo de trabalho e descansar um pouco. Preste atenção às suas dores físicas para ver quais necessidades o seu corpo tem. Se você aprender a administrar suas emoções, vai se sentir muito melhor também a nível físico.

“Cuide do seu corpo com disciplina e fidelidade, o corpo é os olhos da alma, e se os olhos não enxergam bem, tudo vai ficar nas trevas”.
-Johann Wolfgan Goethe-

Cada emoção está ligada a determinadas sensações físicas no corpo

Vou me aprofundar nas sensações físicas que quatro emoções básicas costumam produzir. Além disso, também vou explicar como administrar as emoções para que elas não acabem aparecendo em forma de dores físicas intensas.

Medo

É uma emoção que nos avisa de possíveis perigos e nos ajuda a nos antecipar e nos proteger de uma possível ameaça. A nível físico, o medo se expressa como: dor de estômago, tensão corporal, coração acelerado, suor, pressão no peito, diarreia, mudança de apetite, insônia, entre outros. Todos esses sintomas não são exclusivos do medo, mas podem, sim, estar presentes nessa emoção que às vezes acaba sendo tão limitante.

Os sintomas físicos e as emoções

Se você sente alguma dessas sensações corporais, pode verificar se se trata de medo ou de outra emoção que você está sentindo. Para conseguir administrar o medo, o melhor é, em vez de evitá-lo, tentar enfrentá-lo da forma como ele se apresenta. Por exemplo, se você precisa fazer uma apresentação em público, pode tentar praticar técnicas de respiração e relaxamento que vão ajudar a controlar seu medo.

Aborrecimento

O aborrecimento é a emoção que nos ajuda a passar à ação e a defender nossos direitos quando sentimos que uma injustiça foi cometida. Entre os sintomas físicos mais comuns estão: tensão corporal, respiração acelerada, tensão da mandíbula, aumento da temperatura corporal, dores de cabeça, etc.

Essas sensações físicas podem nos indicar que estamos frustrados e é preciso aprender a administrar essa emoção de forma assertiva, já que muitas vezes ela pode ficar reprimida. Por exemplo, se você ficou chateada ou chateado pois seu companheiro ou sua companheira disse que você deixa a roupa no varal, sem recolher. Em vez de gritar, ficar calado e não dizer nada, você poderia, quando estiver mais calmo, explicar como se sente.

Alegria

Essa emoção ajuda a estabelecer vínculos para poder socializar e compartilhar a nossa felicidade com as outras pessoas. A alegria apresenta sintomas físicos facilmente reconhecíveis: sorriso no rosto, expansão do peito, risada, abertura corporal, etc. Existem pessoas que têm dificuldade de sentir essa emoção agradável e não sabem identificá-la.

Dar-nos permissão para desfrutar dos prazeres da vida também é saudável para nosso corpo e nosso bem-estar psicológico. Por exemplo, você pode curtir um lindo dia na praia, mesmo que não esteja passando por uma boa fase na sua vida, ou, até mesmo, ficar feliz com seu filme favorito.

Tristeza

É uma emoção que nos ajuda a enfrentar as perdas e os lutos. Nos transporta ao nosso interior e nos faz refletir sobre o passado e sobre como as coisas aconteceram. A nível físico se expressa com: lágrimas, soluços, sensação de pressão no peito, respiração irregular, pouco apetite, etc. Sensações que todos nós em algum momento podemos ter experimentado.

Mulher chorando expressando suas emoções

Se a tristeza não for expressada, pode se transformar em um peso insuportável de carregar no nosso corpo. Por exemplo, se não tivermos chorado a morte de alguém querido nem compartilhado nossa dor com ninguém, a tristeza pode aparecer em forma de dores nas costas ou em alguma outra parte do corpo.

Seu corpo é inteligente e sabe do que você precisa

Se administrarmos nossas emoções de forma saudável, poderemos escutar e entender a mensagem que nosso corpo nos envia. Identificaremos as emoções associadas aos sintomas físicos e aprenderemos a administrar nossas emoções para que não se transformem em dores físicas insuportáveis. Pense que o seu corpo ajuda você a se conhecer melhor quando você aprende a interpretar suas mensagens emocionalmente ocultas e proporciona o que ele precisa (descanso, atenção, exercício, etc.)

É preciso apenas voltar seu olhar para sua parte física para que ela se torne uma parte importante da sua vida. Seu corpo é inteligente e sabe do que você precisa. Quando você cuida do seu corpo, também cuida das suas emoções. Lembre-se de que você vai conviver com seu corpo a vida toda, portanto, vale a pena prestar mais atenção e ter mais cuidado. Assim, além da sua inteligência emocional, você também vai melhorar sua consciência corporal.