O que é o método observacional?

A observação é um dos principais elementos do método científico que permite adquirir informações valiosas sobre o objeto de estudo. Analisamos um método que se baseia nele: o método observacional.
O que é o método observacional?

Última atualização: 12 fevereiro, 2022

O método observacional está associado à observação, que nada mais é do que a aquisição ativa de informações sobre um fenômeno. Observar é perceber cuidadosamente um objeto, uma ação na qual o pesquisador sabe o que quer analisar e por quê (Díaz, 2011).

A observação constitui-se como um processo cuja função principal é coletar informações. Essa coleta implica uma atividade de codificação: a informação bruta selecionada é traduzida por meio de um código a ser transmitido (Fabbri, 1998). A observação não é simplesmente um processo perceptivo que torna as sensações conscientes, é também um processo organizador.

Como método científico, a observação é caracterizada por:

  • Servir a um objetivo de pesquisa.
  • Ser sistematicamente planejada.
  • Ser controlada e estar relacionadoa com proposições mais gerais.
  • Estar sujeita a verificações de validade e confiabilidade.

O que é o método observacional?

O método observacional é um procedimento científico em que se revela a ocorrência de comportamentos perceptíveis. Esses comportamentos são organizados e analisados (qualitativos e quantitativos), por meio da utilização de instrumentos e parâmetros que permitem detectar as relações entre eles (Anguera, 2003).

Este método permite contrastar as hipóteses, replicar os resultados obtidos e contribuir para o desenvolvimento teórico do campo disciplinar ao qual está circunscrito. Também ajuda ao pesquisador a acompanhar as variáveis ao longo de um processo de pesquisa (Anguera e Hernández, 2014).

Neste método não há manipulação de comportamentos como nos projetos de pesquisa experimental ou quase experimental. No entanto, há controle sobre possíveis variáveis estranhas que podem afetar ou distorcer os dados. Com este controle pretende-se que as variáveis independentes sejam as únicas responsáveis pelos efeitos nas variáveis dependentes.

Mulher olhando para dados de pesquisa no computador

Fases do método observacional

A seguir, revisaremos as oito fases do método observacional proposto por Anguera (2003).

1) Fase exploratória

Nesta fase, o objetivo é especificar o objeto de estudo, reduzir ou eliminar a reatividade do sujeito observado, aumentar o nível de treinamento do observador e coletar informações. Durante esta fase , o conhecimento detalhado e a familiarização com a situação de observação devem ser adquiridos.

2) Disposição prévia

Nesta fase do método observacional, devem ser considerados os seguintes aspectos, que visam facilitar o procedimento e evitar erros:

  • Manutenção da constância intersessões: garantir a máxima igualdade entre as diferentes sessões de observação.
  • Manutenção da constância intrasessão: deve-se garantir que durante toda a sessão não seja interrompido por um evento inesperado que cause uma interrupção na atividade.
  • Tratamento de interrupções temporárias: garantir a solução das situações que interrompem o processo de observação.
  • Cronograma: elaboração de um plano ou agenda relacionada à sucessão de atividades a serem realizadas ao longo do processo de observação.
  • Identificação da sessão de observação: incluirá informações relacionadas ao ambiente físico, à atividade a ser realizada (encenação de uma narrativa, episódios pró-sociais, aprendizagem de novos comportamentos etc.), o nível social dos sujeitos observados e informações de um natureza institucional ou organizacional (início e duração das atividades em seu contexto habitual).

3) Plano de amostragem observacional

Nesta fase, é necessário planejar quando serão feitas as observações para obter o registro correspondente. A situação ótima seria a de um registro contínuo, equivalente à totalidade da realidade que se pretende estudar.

Alguns elementos a ter em conta são o período de observação, a frequência das sessões, o número mínimo de sessões, os critérios para iniciar e terminar a sessão.

4) Preparação do instrumento

Esta fase consiste na criação de um instrumento para registro das informações coletadas. Alguns deles são o sistema de categorias e o formato do campo. O sistema de categorias é de classificação mais alta, enquanto os formatos de campo são mais flexíveis e adequados em situações empíricas complexas.

5) Registro e codificação

Esta parte do método observacional envolve coletar dados da realidade e traduzi-los em um meio específico. A transcrição dos dados deve ser realizada por meio de um registro descritivo, que será desdobrado em unidades de comportamento para dar origem a um registro semi-sistematizado. Posteriormente, esse registro será progressivamente sistematizado.

6) Obtenção de parâmetros

Os seguintes parâmetros são registrados nesta fase:

  • Frequência: é o número de ações ou ocorrências do comportamento observado.
  • Ordem: sequência dos diferentes comportamentos.
  • Duração: tempo de aparecimento do comportamento.
  • Latência: O tempo decorrido entre a apresentação de um estímulo e o aparecimento do comportamento.

7) Controle de qualidade de dados

Uma vez que os dados foram coletados, a qualidade dos dados deve ser garantida. O mais básico dos requisitos de controle é a confiabilidade do registro observacional. A validade também deve ser assegurada, ou seja, que o que se pretendia medir foi medido.

8) Análise de dados

A última fase do método observacional é a análise dos dados, a partir da qual serão obtidos os resultados. Esses achados devem estar logicamente relacionados aos objetivos estabelecidos no início da investigação e à literatura sobre questões semelhantes.

homem fazendo estatísticas

Vantagens e limitações deste método

Por fim, revisaremos algumas vantagens e limitações do método observacional.

Vantagens

  • Ele torna possível obter as informações à medida que elas acontecem.
  • Permite conhecer e estudar muitas formas de comportamento.
  • Ele ajuda a estudar assuntos que não podem fornecer relatórios verbais (bebês, animais, etc.).
  • Podem ser realizados nos casos em que haja resistência à investigação por parte dos sujeitos.

Limitações

  • Possibilidade de interferência de fatores externos e ocultos.
  • A possibilidade prática de aplicação das técnicas de observação é limitada pela duração dos eventos.
  • Nem todos os dados observados podem ser quantificados, embora geralmente sim possam ser quantificados.

Para concluir, o método observacional não se baseia em uma observação comum e simples, mas em uma observação complexa e científica que busca fornecer conhecimento objetivo, válido e confiável. Por meio de aplicação rigorosa e sistemática, um pesquisador pode captar a realidade que deseja estudar e coletar informações relevantes para atingir os objetivos de sua pesquisa.

Pode interessar a você...
Biografia de Jane Goodall, de pesquisadora a referência mundial
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Biografia de Jane Goodall, de pesquisadora a referência mundial

Conheça a biografia de Jane Goodall, a maior especialista mundial em chimpanzés, que luta incansavelmente pela sua conservação e respeito.