O que é qualidade de vida?

Existem parâmetros gerais que definem o que é qualidade de vida, e neste artigo nós fizemos um resumo sobre eles. Porém, o ideal é que cada pessoa construa a sua própria ideia sobre o que lhe traz bem-estar e trabalhe para alcançá-lo.
O que é qualidade de vida?

Última atualização: 04 Dezembro, 2020

Embora muito se fale sobre qualidade de vida, nem sempre temos uma ideia clara do que isso significa. Na verdade, existem muitas definições de especialistas sobre o assunto, e pode-se dizer que, de uma forma ou de outra, cada pessoa pode construir o seu próprio conceito do que é uma vida com qualidade.

Além disso, é preciso ter em mente que a sociologia, a antropologia, as ciências da saúde, a política e quase todas as ciências humanas têm a sua própria ideia sobre o que é qualidade de vida. Em geral, elas têm muitos aspectos em comum, mas também apresentam diferenças.

Não há um acordo fechado quanto à importância dos fatores objetivos e subjetivos na qualidade de vida. Algumas visões atribuem uma maior relevância a fatores como nível de renda ou disponibilidade de serviços públicos. Outras abordagens colocam uma maior ênfase no grau de satisfação percebida ou apreciação da vida. Vejamos do que se trata.

“A qualidade de vida é mais importante do que a própria vida”.
– Alexis Carrel –

Mulher respirando ar puro

O que é qualidade de vida?

De uma forma muito geral, poderíamos dizer que qualidade de vida é o conjunto de circunstâncias que garantem o bem-estar de uma pessoa em um determinado contexto. Estes coincidem, em grande parte, com o tipo de vida que cada pessoa deseja ter.

De um determinado ponto de vista, a qualidade de vida é uma espécie de sinônimo do que as pessoas chamam de “felicidade”. No entanto, este último conceito é muito abstrato e relativo. Não há pontos de referência totalmente definidos a respeito do que é ser feliz.

Porém, um estudo realizado pela Harvard University durante 76 anos e liderado pelo psiquiatra George Vaillant concluiu que os fatores que tornam as pessoas felizes são os seguintes, nesta ordem:

  • A presença do amor na vida.
  • Ter relacionamentos significativos.
  • Não abusar de substâncias psicoativas.
  • Ter um trabalho que gere entusiasmo e forneça o necessário para viver.
  • Manter o otimismo.

Deve-se ter em mente que essas são conclusões de um estudo muito extenso, tanto em anos quanto em pessoas consultadas. No entanto, isso foi feito em países com alta renda, o que pode implicar um viés. Apesar disso, os itens parecem ter um bom grau de universalidade.

Tipos de bem-estar que influenciam a qualidade de vida

A palavra bem-estar também se refere a um conceito para o qual não existe uma definição unânime. Há qualidade de vida quando há bem-estar, mas este envolve várias dimensões e deve haver um equilíbrio entre elas. Os diferentes tipos de bem-estar são os seguintes:

Bem-estar emocional

Quem entende as suas emoções e sabe regulá-las tem bem-estar emocional, desenvolvendo a partir dele um processo de crescimento pessoal em que predomina a força interior e a capacidade de tomar decisões razoáveis ​​e autônomas. Nessas condições, é possível estabelecer relações de apoio mútuo e interdependência com os outros.

Bem-estar material

Entende-se que existe bem-estar material quando o nível de renda permite a satisfação das necessidades significativas. Este é um aspecto controverso, pois as necessidades variam muito de uma pessoa para outra. No entanto, o bem-estar existe se uma pessoa tem acesso a bens básicos, que incluem moradia, alimentação, saúde, serviços públicos e recreação. A partir daí, a questão passa por objetivos e valores pessoais.

Bem-estar social

Há bem-estar social quando se estabelecem vínculos de cooperação e solidariedade com os grupos com os quais interagimos. Isso envolve relacionamentos saudáveis de apoio e ajuda mútua, pacíficos, que criam sentimentos de segurança e equilíbrio. Além disso, todo mundo precisa de uma rede de apoio para ter uma boa qualidade de vida.

Bem-estar físico

Significa ter a possibilidade de acessar tudo aquilo que garanta saúde. Isso inclui os próprios serviços de saúde, uma boa alimentação, atividade física e hábitos saudáveis. Da mesma forma, implica ter conhecimento e consciência dos elementos e práticas que permitem ao corpo funcionar adequadamente.

Hábitos de vida saudáveis

Desenvolvimento pessoal

Cada pessoa precisa de oportunidades para crescer e desenvolver o seu potencial em vários campos. Entre essas oportunidades está o acesso à educação e formação, bem como um trabalho decente, no qual possam aplicar as suas habilidades e conhecimentos e exista a possibilidade de evoluir de várias maneiras.

Como podemos ver, a qualidade de vida é composta por fatores de vários tipos. Eles parecem muitos, mas não é bem assim. Na verdade, o correto é direcionar o mundo para um estado em que todas essas formas de bem-estar sejam acessíveis a qualquer ser humano, simplesmente porque realmente são.

Pode interessar a você...
Por que a qualidade de vida é melhor do que o nível de vida
A mente é maravilhosaLeia em A mente é maravilhosa
Por que a qualidade de vida é melhor do que o nível de vida

Você realmente acredita que ter um nível de vida mais alto vai fazê-lo mais feliz? Na verdade a nossa prioridade deveria ser a qualidade de vida.



  • Ardila, R. (2003). Calidad de vida: una definición integradora. Revista Latinoamericana de psicología, 35(2), 161-164.