O segredo da felicidade – A mente é maravilhosa

O segredo da felicidade

11, fevereiro 2015 em Emoções 19 Compartilhados

A felicidade está mais perto do que você imagina. Ela não é um tipo de prazer instantâneo e fugaz, como alcançar metas que foram estabelecidas. Ainda que este conceito pareça utópico demais, a verdadeira felicidade realmente está nas pequenas coisas.

Geralmente, quando damos por terminado aquilo que alcançamos, já começamos a procurar outros motivos para ficarmos felizes. Sem nem perceber, fomos aprendendo que a felicidade está nas posses. Isso está presente nas propagandas, nas novelas e nos filmes, que vendem para a população que só é feliz quem possui objetos materiais, quem tem um bom carro, uma boa casa, ou a roupa da última moda.

Mas na realidade a felicidade está muito longe disso. Mesmo que possamos aproveitar coisas materiais e sentir a ilusão e a sensação de euforia ao usar algo que gostamos, esse é o tipo de felicidade que não dura muito tempo. Por exemplo, se hoje você tem o celular mais famoso do mercado, será muito bom nos primeiros meses, mas será passageiro e logo depois precisará comprar um novo aparelho para se sentir satisfeito novamente.

O prazer obtido através de objetos materiais é muito rápido, pois você nunca estará completamente satisfeito e cada vez precisará de mais. Em contrapartida, a satisfação obtida emocionalmente não é passageira. Está comprovado que a felicidade estável está presente no mundo das emoções. Se uma pessoa rica não tem boas amizades ou um amor para dividir a vida, será muito menos feliz do que alguém mais simples que tenha carinho, apoio e um ambiente feliz onde viver.

Somos seres naturalmente sociais, e ainda que uns precisem mais do que outros, nossa felicidade é proporcional ao grau de satisfação emocional que temos. É paradoxal conhecer pessoas que, quando tristes, se isolam do mundo exterior, pensando apenas que sua infelicidade é fruto de sua falta de dinheiro. É claro que, se falta dinheiro para as necessidades básicas, a infelicidade aparece, mas isolar-se do mundo a sua volta piora ainda mais a situação.

A única arma que pode nos ajudar a sair da tristeza é a socialização, seja com amigos, familiares, conhecidos, companheiros… Seja quem for, se esta interação proporcionar compreensão e apoio, as coisas irão melhorar. Quantas pessoas com problemas buscam refugio em boas amizades, e assim são capazes de continuar suas vidas normalmente? Muitas! Ao contrário daquelas que, sozinhas, pioram ainda mais seus problemas.

Precisamos estar em contato com os outros para sermos felizes. Tente ao máximo estar cercado de pessoas bem humoradas e aproveite a vida dividindo-a com estas pessoas. Não importa se você não tem um carro de luxo, nem uma cobertura em frente a praia, porque o material não irá alimentar sua alma. Muitas pessoas procuraram a felicidade em coisas materiais e, depois de conquistar o que queriam, se deram conta de que continuavam vazias. A vida vale a pena quando contamos com pessoas que também valem a pena.

Recomendados para você