A outra cara da solidão – A mente é maravilhosa

A outra cara da solidão

Março 17, 2015 em Emoções 19 Compartilhados

É comum que a solidão seja considerada negativa e prejudicial. Habitualmente, ela está associada com a tristeza e o desespero. No entanto, a solidão tem uma cara positiva e até necessária, que frequentemente passa despercebida, escondida atrás da sombra negativa de seu conceito fatídico.

O escritor italiano Carlos Dossi, disse: “Por que, no geral, a solidão é evitada? Porque são muito poucos os que encontram companhia em si mesmo”. Isso porque a solidão é, indiscutivelmente, a melhor via para nos aproximarmos de nós mesmos. Somente quando estamos sós, com apenas a companhia de nossos pensamentos, somos capazes de conhecer a nós mesmos, de saber apreciar nossa própria companhia.

Quando estamos com outras pessoas, o mais frequente é que concentremos nossa atenção na sua presença, nos diálogos estabelecidos com elas. Desta maneira, ignoramos muitas coisas que não costumam passar despercebidas quando estamos sozinhos. Na solidão, observamos o que há ao nosso redor, damos mais atenção aos detalhes, tais como paisagens, casas, pessoas com as quais cruzamos, etc.

Aprender a conviver consigo mesmo e a desfrutar de sua própria companhia é um exercício muito importante para conhecer a si mesmo como pessoa. Este ato dará força, autoestima e ensinará a respeitar seu próprio ser.

Charles Baudelaire disse: “Quem não sabe povoar sua solidão, também não saberá estar sozinho numa multidão”. É que, se não soubermos dominar a solidão, é ela que irá nos dominar. Portanto, o ideal é ter alguns momentos de solidão, conhecendo a si mesmo e se afastando da agitação que é sempre estar em companhia de alguém. Deste modo, iremos nos fortalecer como indivíduos e crescer como pessoas.

A criatividade é desenvolvida, principalmente, na solidão. Um músico que não consiga passar certo tempo sozinho nunca será capaz de encontrar, em seu espírito, as notas que deseja retratar em suas músicas. Essa pessoa nunca será capaz de compor, já que o processo criativo quase sempre se desenvolve na companhia de ninguém. O romancista e o poeta alemão Goethe, disse o seguinte sobre a solidão: “O talento se aprimora na solidão, o caráter na agitação do mundo”.

Como podemos ver, são muitos os intelectuais que mencionaram o lado positivo da solidão e as vantagens que ela pode oferecer ao indivíduo. Evidentemente, as conotações negativas da solidão podem chegar a ser graves e prejudiciais, e dependendo da situação, ela pode até ser perigosa. No entanto, é fundamental falar também das vantagens oferecidas a quem está só e da importância de saber tolerar a solidão.

Para finalizar, uma outra citação; Desta vez do escritor brasileiro Paulo Coelho, que também resume o que falamos sobre a solidão:

“Um guerreiro da luz usa a solidão, mas não é usado por ela”

Recomendados para você