Para combater a dor de cabeça: mais água e menos paracetamol

· setembro 9, 2018

A dor de cabeça é um problema que, em geral, todas as pessoas têm em algum momento da vida. A diferença é que não a tratamos da mesma maneira. São muitos os motivos que podem provocar esse mal-estar. No entanto, grande parte da população opta pela solução que considera mais simples e rápida para combater a dor de cabeça: tomar medicamentos.

O mais curioso disso é que em muitas situações, quando se desconhece a origem do problema, a primeira medida recomendada diante de uma dor de cabeça é muito mais simples, barata e completamente natural: beber água. Outra situação é quando a dor de cabeça é causada por algum tipo de tensão ou tem outro motivo médico. Em qualquer caso, não se perde nada ao tentar melhorar sua hidratação.

Isso acontece porque a desidratação tem como um dos sintomas a dor de cabeça. Portanto, tomar um comprimido de paracetamol, ibuprofeno ou outro anti-inflamatório pode não resolver nada. Na verdade, se a razão for a desidratação, a dor também pode passar ao tomar o medicamento, mas isso acontece devido à água ingerida, e não ao comprimido em si.

Identificar a dor de cabeça por desidratação

Uma dor de cabeça ou cefaleia por desidratação é uma dor secundária causada pela falta de líquido no corpo. As dores de cabeça por desidratação podem ser relativamente leves, mas também podem ser graves, como uma enxaqueca.

Isso acontece porque o corpo precisa do equilíbrio adequado de líquidos e eletrólitos para funcionar corretamente. O corpo perde água todos os dias de várias formas, como, por exemplo, ao suar ou urinar. Dessa forma, uma cefaleia de desidratação pode ocorrer depois de suar, quando o corpo perde fluidos essenciais para funcionar corretamente, depois de fazer exercícios ou após ter passado muito calor. Também pode ocorrer se a quantidade de líquidos não for reposta.

Na maioria das vezes, a quantidade de líquido perdido se equilibra facilmente ao beber ou comer alimentos ricos em água. No entanto, às vezes o corpo perde água muito rápido e não conseguimos repor a quantidade perdida.

Quando o corpo está desidratado, o cérebro pode se contrair e encolher temporariamente devido à perda de líquidos. Esse mecanismo faz com que o cérebro se separe do crânio, causando dor e provocando, como resultado, uma dor de cabeça por desidratação. Uma vez reidratado, o cérebro volta ao seu tamanho normal, aliviando a dor de cabeça.

Dor de cabeça

Sintomas da dor de cabeça por desidratação

A dor de cabeça por desidratação pode ser sentida como uma dor de cabeça surda ou uma enxaqueca intensa. Essa dor pode aparecer na parte frontal, posterior, lateral ou em toda a cabeça.

Diferentemente de uma dor sinusal (sinusite aguda), uma pessoa que sente dor de cabeça por desidratação provavelmente não vai sentir dor ou pressão facial. Também é pouco provável que apareça dor na parte posterior do pescoço, como pode acontecer no caso da dor de cabeça por tensão.

Os sintomas que acompanham a dor de cabeça por desidratação são os seguintes:

  • Sede.
  • Redução da urina.
  • Urina de cor escura.
  • Confusão.
  • Vertigem.
  • Fadiga.
  • Boca seca e pegajosa.
  • Perda de elasticidade da pele.
  • Baixa pressão sanguínea.
  • Aumento da frequência cardíaca.

Algumas pessoas só sentem dor de cabeça por desidratação quando estão gravemente desidratadas. Essas pessoas podem experimentar alguns sintomas adicionais, como ausência de transpiração, febre, olhos afundados, pele enrugada, entre outros.

Prevenir e combater a dor de cabeça por desidratação

Manter-se bem hidratado é a melhor maneira de prevenir a dor de cabeça por desidratação. Se você sente dores de cabeça com frequência, essa medida preventiva irá ajudá-lo a melhorar sua qualidade de vida. Mas qual é a quantidade de água que se deve beber para se manter bem hidratado? A temperatura ambiente, a quantidade de exercícios que você faz e seu próprio peso corporal influenciam a quantidade de líquido que você deve beber por dia.

Uma boa forma de saber qual é a quantidade necessária de que você precisa e não se esquecer de beber água é usar um aplicativo de celular. Há muitos disponíveis que são gratuitos. Procure um que calcule a quantidade de água que você deve beber de acordo com o seu peso, a temperatura ambiente e a quantidade de atividade física que você faz.

Mulher bebendo água

Quando a dor de cabeça tem outra origem

Outro tipo de dor de cabeça frequente é a do tipo tensional, seja por má postura, por estresse, entre outros motivos. Praticar esporte frequentemente e fazer exercícios de relaxamento são duas opções muito úteis para prevenir ou amenizar a dor de cabeça. Nós recomendamos especialmente uma opção que une ambas as características: praticar ioga.

De qualquer forma, se a dor persistir, aumentar ou for muito intensa, procure um médico para encontrar a causa da sua dor de cabeça. E lembre-se de que independentemente da razão que justifique a sua dor de cabeça, o mais importante é combater a raiz do problema. Os medicamentos, em geral, apenas aliviam os sintomas.