Os 7 paus da minha cabana: pauladas da vida

Os 7 paus da minha cabana: pauladas da vida

setembro 5, 2015 em Emoções 5 Compartilhados
pauladas

Certas pessoas, longe de se isolarem e se transformarem em seres antissociais, têm tirado o máximo proveito das lições oriundas de situações negativas.

Algumas das situações em que nos encontramos ao longo de nossas vidas terminam em decepção. No entanto, as pessoas que apostam na felicidade costumam conseguir superar as pedras do caminho e melhorar situações vitais para um bom futuro.

Vejamos agora algumas das situações mais complexas com as quais sofremos, aprendemos e nos tornamos mais fortes.

“Relações familiares conflitivas”

Nem todo mundo conta com um lar estável, o refúgio de toda pessoa.
Compartilhar

A verdade é que muitas pessoas se tornam os adultos que viram em suas casas quando crianças, em lares que se caracterizavam por ser negativos e tóxicos. Outras, no entanto, tinham a consciência firmemente focada no fato de que, se algum dia formassem uma família, não queriam que esse mesmo ambiente se reproduzisse em seus lares.

Se você é uma das pessoas que não viveram em um bom ambiente, tire disso uma lição para o seu futuro lar.

“Decepções amorosas”

Poucos podem dizer que encontraram logo de cara um amor que durou por toda a vida e que teve o resultado que esperavam. A maioria das pessoas passa por vários romances e várias desilusões, e muitas levaram muitas pauladas emocionais.

Se estas pessoas caírem em desconfiança devido às desilusões anteriores, elas negarão a si mesmas a possibilidade de encontrar um parceiro que se encaixe com elas.

Portanto, evite isso e não escolha a vitimização depois de uma desilusão amorosa. Dar as costas ao amor e renunciar aos seus riscos também significa uma renúncia voluntária às coisas positivas que ele pode nos proporcionar.

pauladas da vida

“Decepções de amizade”

Quem já não teve um amigo que era alguém tóxico e nos roubava momentos de calma e alegria? Quando nos damos conta disso, sentimos dor; trata-se de uma “paulada da vida” em nós.

Isso ocorre porque a maioria das pessoas entende que a amizade é compartilhar, e não sofrer. E assim deve ser sempre.

Sendo assim, aprenda com suas decepções, mas não renuncie à paz e a intimidade da amizade com alguém. As relações sociais são importantes para a nossa estabilidade.

Os amigos são a família que escolhemos.
Compartilhar

“Decepções acadêmicas”

As decepções acadêmicas fazem referência à nossa autoeficácia, e portanto está relacionada com a autoestima. Por exemplo, talvez você tenha achado que conseguiria, mas não obteve os resultados esperados e isso fez com que você se sentisse um fracassado.

Para remediar isso e para que a sua autoestima não piore ainda mais, é o momento de examinar a si mesmo. Você se esforçou o suficiente? Não conseguiu se concentrar em você? Muitas atividades ao mesmo tempo? É certo que você chegará a conclusões com a sua análise, e com elas saberá como se organizar e melhorar esse resultado.

“Problemas de saúde”

Infelizmente, a saúde não é valorizada até o momento em que a perdemos. Quando estamos fracos, nos perguntamos como nos queixávamos tanto do tempo em que estávamos saudáveis. Os problemas de saúde nos fazem ver o que realmente é importante, nos fazem viver a vida com mais consciência e gratidão.

Aprenda com a doença, por mais dura que ela seja ou tenha sido. Suas lições são valiosas.

“Problemas financeiros”

A economia não está bem, mas algumas pessoas têm sofrido mais que outras. Alguns não se “enforcaram”, mas têm visto como suas poupanças têm desaparecido.

Isso é duro porque está condicionado a outros aspectos da vida. Talvez você tenha passado por esta situação recentemente, mas com o tempo valorizará o aspecto material na medida certa, e será mais precavido com o seu planejamento financeiro.

“Crise existencial”

O “não saber quem sou” ou “para onde vou” são pensamentos e sensações que o ser humano experimenta com frequência. Não se preocupe; certamente o tormento de agora vai lhe ensinar a apreciar a calma. Você se tornou mais culto, mais aventureiro, e obteve mais valor com todas estas perguntas que você vem tentando responder.

Com cada decepção, olhe à frente. Encha-se de força, não de raiva. Assim, você estará reunindo os materiais para construir a sua cabana emocional. Com as pauladas da vida, construirá um refúgio forte e seguro.

Recomendados para você