5 personagens narcisistas de obras de ficção

· fevereiro 1, 2018

O narcisismo é cada vez mais comum, especialmente nas gerações mais jovens. Parte da responsabilidade desse fenômeno vem da mídia, que promove esta tendência na personalidade exibindo personagens narcisistas. Sem dúvida as redes sociais tornaram-se os “carros-chefe” neste sentido. Há uma exposição contínua de nossas vidas privadas, onde mostramos os pontos fortes e fracos.

Sigmund Freud definiu o narcisismo como a “libido do ego”, ou seja, como a atração por si mesmo. Todo mundo tem libido, mas há pessoas em que o narcisismo é mais pronunciado do que em outras. As pessoas com este tipo de índole não estão apaixonadas por si mesmas, mas demonstram muita autoconfiança. Elas têm uma visão subjetiva da realidade, e se tomam como referência para olhar o mundo. É por isso que é mais difícil para elas lidar com a frustração.

“Era como um galo que acreditava que o sol havia subido para ouvi-lo cantar.”
-George Eliot-

Como bem nos mostra a experiência, raramente o excesso ou a ausência de algo é bom; devemos e tendemos a procurar um equilíbrio. A escolha mais saudável é amar a si mesmo, mas sem formar uma visão distorcida ou irreal do que somos.

No mundo da ficção, são muitos os personagens narcisistas. Vamos falar sobre 5 exemplos que quase todo mundo conhece, e iremos propor algumas soluções do psicanalista Heinz Kohut, que realizou grandes contribuições para o estudo deste tema.

Personagens narcisistas da ficção

1. Tony Soprano (“Família Soprano”, 1999-2007)

O famoso mafioso da HBO se preocupa em manter o mais alto grau de poder dentro do grupo. Além disso, ele não tem uma visão objetiva da realidade, mas julga tudo a partir de sua perspectiva, que é sempre a melhor. Isso lhe confere uma proteção moral para exercer a máxima violência sem a menor cerimônia. Além disso, em várias ocasiões, sua psiquiatra, Dra. Melfi, o identifica como um sociopata.

Não podemos separar Tony Soprano de seus crimes, mas lhe prescrevemos a prática da criatividade. Ver que há muitas maneiras diferentes de fazer as coisas, de enfrentar um problema, nos faz perceber que é muito mais fácil agir do que ficar frustrado. Concentrar a energia em uma atividade criativa permite que não sintamos uma necessidade tão forte da atenção dos outros ou de pensar em nós mesmos.

Tony Soprano

2. Joffrey Baratheon (“Game of Thrones”, 2011-presente)

Joffrey ama tudo em relação a si mesmo e não duvida de que está fazendo tudo da forma certa. Neste caso, a sua posição no trono reforça ainda mais o seu desejo de poder e da atenção do povo. Ele é independente dos fatores exteriores, agressivo, e tem a capacidade de agir rapidamente.

Não sabemos se nossas piadas teriam graça para esse personagem, mas lhe recomendamos o humor. O humor é um trunfo sobre a adversidade; rir de nós mesmos ou de alguma outra coisa relaxa e faz com que nos sintamos bem. De repente, as coisas se tornam menos importantes e nos esquecemos de tudo.

Joffrey Baratheon

3. Lucrécia (“Águia Vermelha”, 2009-2016)

O narcisismo de Lucrécia é o mais típico, já que ela gosta de mostrar sua beleza física em todas as ocasiões, e seu comportamento, às vezes, é muito sexual. Além disso, naquele tempo as mulheres não tinham voz nem voto e só eram consideradas por sua beleza. Ela também goza de um certo status, o que faz com que muitas vezes se comporte de forma segura e superior em relação aos outros.

Uma das maneiras mais indicadas para superar o narcisismo é a sabedoria. Se ela aprendesse o que é importante na vida, não seria levada pela ganância e corrupção. Assim, ela teria uma vida mais tranquila e feliz.

Lucrécia em 'Águia Vermelha'

4. Black Jack Randall (“Outlander” 2014-presente)

Jack é um capitão do exército inglês e gosta de exercer seu poder. Ele não se importa com as regras, é arrogante e olha tudo a partir do seu ponto de vista. Além disso, ele é muito agressivo com as pessoas. Certamente pertencer a uma certa classe social faz com que ele tenha uma sensação irreal de superioridade, levando ao narcisismo.

Uma maneira de combater isso é a empatia. Conectar-se com as outras pessoas, ou se colocar no seu lugar, nos faz esquecer de nós mesmos, permitindo que surjam sentimentos menos egoístas e mais amigáveis.

Black Jack Randall

5. Poldark Ross (“Poldark”, 2015 – presente)

Parte do charme desse personagem é que ele erra muitas vezes por ser impulsivo. A capacidade de tomar decisões é bastante comum em uma personalidade narcisista. Esta impulsividade ou rebelião faz com que ele não se pergunte se está tudo indo bem. Ele supõe que está fazendo a coisa certa.

Ross não se preocupa muito com seu físico, mas isso não é motivo para que ele não saiba que é atraente. Costumamos atribuir essa preocupação às mulheres, mas a verdade é que ela está presente em ambos os sexos, e nem sempre está relacionada a estar bem vestido, pois há muitas maneiras de ter uma boa aparência.Poldark Ross

Recomendamos a Ross que aceite a si mesmo para que mais tarde seus erros não o machuquem tanto. Todos, de uma forma ou de outra, devemos enfrentar esta missão de aceitar nossas deficiências. Nós podemos alcançar os nossos objetivos levando em conta as nossas limitações.

Certamente você pensou em outros exemplos de personagens narcisistas de séries ou filmes, ou até mesmo em um conhecido ou amigo. Ser um narcisista é parte da personalidade de muitos, e isso não é negativo, desde que não seja algo exacerbado. O narcisismo também não deve ser confundido com ter uma boa autoestima. Se você notar que alguém é narcisista de forma excessiva (causando problemas), ou caso identifique esta característica em si mesmo, pode encontrar ajuda com as ferramentas sobre as quais falamos.