Pessoas agressivas e competitivas: o que está por trás desse perfil?

As pessoas agressivas e competitivas não hesitam em dominar, manipular e até mesmo se apropriar das nossas conquistas para tirar vantagem de qualquer forma possível. São perfis altamente prejudiciais que criam ambientes de trabalho caracterizados pelo estresse e pela ansiedade.
Pessoas agressivas e competitivas: o que está por trás desse perfil?

Última atualização: 20 Abril, 2021

Todos nós, de alguma forma, somos forçados a competir na vida. No entanto, há um perfil particularmente prejudicial e problemático em muitos dos nossos ambientes de trabalho: são as pessoas competitivas e agressivas. São aqueles homens e mulheres que anseiam por crescer na empresa violando direitos, manipulando e criando climas tão estressantes quanto complexos para a saúde psicológica.

Talvez mais de um rosto nos venha à mente agora, mais de uma situação vivida. De alguma forma, esse tipo de comportamento é visto em diferentes ambientes: em escolas, universidades, e até mesmo entre nossos familiares e grupos de amigos. Sempre há alguém com uma necessidade inata de crescer, de impressionar os outros, de levar todas as medalhas possíveis.

Embora seja verdade que a competitividade é mais um fator da personalidade humana, há quem a leve ao extremo. Cada um de nós é, sem dúvida, pressionado para ter que competir. Fazemos isso quando praticamos um esporte, quando comparecemos para uma entrevista de emprego e até mesmo quando tentamos conquistar alguém de quem gostamos.

Todos nós precisamos ser os melhores em algum momento. A forma como fazemos isso e os mecanismos que utilizamos dizem muito sobre nós e, sobretudo, sobre o nosso perfil psicológico. Vamos ver mais dados a seguir.

“Eu não vou competir com você. Eu faço as minhas coisas melhor do que você. E você faz as suas coisas melhor do que eu."
-Stieg Larsson-

Pessoas agressivas e competitivas no trabalho

O que está por trás da personalidade das pessoas agressivas e competitivas?

Se tivermos que lidar com uma ou mais pessoas competitivas e agressivas, a sensação que teremos será sempre a mesma: ansiedade.

O melhor nesses casos é não perder a calma e não cair no jogo delas. Isso basicamente significa que não vale a pena se deixar levar pela sua dinâmica extrema de competição, pois assim a ansiedade se intensificará ainda mais.

Vamos ver, no entanto, o que está por trás desse tipo de personalidade.

Falta de autoestima

A falta de autoestima se manifesta de infinitas formas, e muitas delas dão origem a padrões de comportamento muito prejudiciais. As pessoas competitivas precisam de notoriedade em quase todos os momentos para experimentar uma sensação de poder. Para isso, não hesitam em desrespeitar os outros para alcançar objetivos e, assim, reforçar a sua imagem.

Por outro lado, esses homens e mulheres vivem em um estado de hipervigilância constante. Eles se comparam a cada segundo com aqueles ao seu redor e, se perceberem que alguém se destaca mais do que eles, farão de tudo para superá-lo e ter uma vantagem.

Modelo de pensamento “preto ou branco"

O modelo de pensamento “preto ou branco” caracteriza pessoas com uma mentalidade rígida e inflexível. Aquela em que sua vida se traduz em ganhar ou perder, em ter ou não ter, em você está comigo ou você está contra mim.

Estudos como o realizado na Universidade de Rochester, Nova York, indicam que essas pessoas não levam em consideração fatores inerentes como sociabilidade, empatia, senso de cooperação, etc.

Perfil de homem narcisista

Narcisismo ou personalidade psicopática em pessoas competitivas e agressivas

As pessoas competitivas e agressivas podem mostrar, em alguns casos, uma personalidade psicopáticaO fato de focarem apenas no seu próprio benefício, de não hesitarem a recorrer à mentira, à manipulação, ao abuso e à intimidação pode delinear perfeitamente esse distúrbio psicológico.

No entanto, deve-se notar que isso não é comum. Na maioria das vezes nos deparamos com uma personalidade narcisista que busca visibilidade, validação e admiração. Para isso, não hesita em sabotar os direitos dos outros para chegar ao topo.

O que podemos fazer com relação às pessoas competitivas e agressivas?

O efeito que as pessoas competitivas e agressivas criam em um ambiente de trabalho é imenso. O clima se deteriora, a pressão para competir se intensifica e o estresse aparece, bem como aquele desgaste progressivo que tanto afeta o nosso equilíbrio psicológico. Para evitar essa situação e se proteger, vale a pena refletir sobre essas ideias.

  • Se você decidir competir, não faça mais do que você é capaz de suportar. Ter alguém altamente competitivo em um ambiente leva os outros a terem que competir também. Se você escolher esta opção, defina um limite para si mesmo. Sempre deve haver uma fronteira onde você possa cuidar da sua saúde física e psicológica. Se o competidor agressivo, por exemplo, opta por trabalhar horas extras, veja se essa opção é a melhor para você.
  • Proteja seu trabalho. Outro aspecto que devemos levar em conta são os atos ruins que os agressivos e competitivos costumam praticar. Eles não hesitarão, por exemplo, em se apropriar do seu trabalho, saber seus códigos de acesso, invadir o seu e-mail, manipular os outros para se voltarem contra você… São aspectos que devemos conhecer para nos proteger.
  • Obter informações e notificar a direção sobre práticas irregulares. Este é certamente outro fator a se considerar. Pessoas muito competitivas e com um perfil agressivo não hesitam em realizar práticas ilegais. Esses truques podem levar toda a organização a ter uma imagem negativa. Portanto, é importante ter evidências e notificar os superiores.

Homem preocupado e nervoso

Para terminar, sabemos que essas situações, em sua maioria, são complexas. Não é fácil lidar com esse tipo de pessoa, mas seja como for, devemos sempre resguardar a nossa integridade.

A competitividade em qualquer área das nossas vidas nos faz crescer quando é respeitosa e não nos leva a dinâmicas contaminadas por agressões, humilhações ou boicotes.

Pode interessar a você...
Renascimento emocional, a arte de sair do abismo
A mente é maravilhosaLeia em A mente é maravilhosa
Renascimento emocional, a arte de sair do abismo

O renascimento emocional é um processo que ocorre em várias circunstâncias, mas principalmente quando caímos em um estado emocional negativo.



  • Magee, J. C., Galinsky, A. D., Gruenfeld, D. H., & Wagner, R. F. (2007). Power, propensity to negotiate, and moving first in competitive interactions. Personality and Social Psychology Bulletin33(2), 200–212. https://doi.org/10.1177/0146167206294413
  • Reeve, J., & Deci, E. L. (2008). Elements of the Competitive Situation that Affect Intrinsic Motivation. Personality and Social Psychology Bulletin22(1), 24–33. https://doi.org/10.1177/0146167296221003