Por que não consigo chegar ao orgasmo? - A Mente é Maravilhosa

Por que não consigo chegar ao orgasmo?

junho 25, 2017 em Curiosidades 0 Compartilhados
Mulher com dificuldade para chegar ao orgasmo

Algo muito presente na cultura popular é que as mulheres têm dificuldade em chegar ao orgasmo. Na verdade, sempre ouvimos que o normal é que finjam que chegam ao êxtase em suas relações sexuais. No entanto, o que isso tem de real? Isso acontece com todas as mulheres em todas as suas relações?

Há uma lista enorme de mitos ao redor das mulheres e da satisfação que alcançam no sexo. A realidade é que o fato de pertencer ao gênero feminino não implica uma dificuldade maior para chegar ao orgasmo. No entanto, assim como acontece com os homens, as mulheres podem experimentar problemas nesta fase da resposta sexual humana. Continue lendo para saber mais!

“Escrever é como fazer amor. Não se preocupe com o orgasmo, preocupe-se com o processo”.
-Isabel Allende-

Como é o orgasmo na mulher?

Para começar, entendamos melhor o que é o orgasmo. É a fase da resposta sexual humana que aparece após o desejo sexual e a excitação. Uma vez que é alcançado, vêm a resolução e a satisfação sexual. No entanto, o que caracteriza o orgasmo? É a sensação e o estado de prazer que é alcançado com as relações sexuais. Além disso, envolve uma série de contrações nas regiões genitais do homem e da mulher.

Agora vejamos quais mitos há em torno deste fenômeno. Em primeiro lugar, está difundida a ideia de que o normal e comum é ter orgasmos através do coito. Nada mais longe da realidade. As relações com penetração não são uma condição necessária para chegar a esta sensação de prazer. Nem é o mais comum entre as mulheres. Na verdade, a maioria delas consegue o orgasmo por meio da estimulação do clitóris.

“O erotismo é uma das bases do conhecimento de si mesmo, tão indispensável quanto a poesia”.
-Anaïs Nin-

Mulher feliz e autoconfiante

Este tipo de estimulação intervém de forma direta ou indireta, embora se alcance o orgasmo por via vaginal. O orgasmo clitoriano é pior do que o vaginal? De jeito nenhum. O fato do orgasmo ser obtido por uma forma ou outra não quer dizer que seja melhor que o outro, assim como o orgasmo pode ser explosivo e pontual ou difuso e prolongado. De novo, não há um mais satisfatório do que os outros, e sim coisas distintas.

Quais problemas a mulher pode encontrar para alcançar o orgasmo?

O problema nesta fase da resposta sexual humana seria o orgasmo inibido. Em que consiste? Em uma dificuldade persistente ou uma incapacidade para alcançar o orgasmo depois de uma estimulação adequada e uma fase de excitação normal. Se há o desejo e a estimulação adequada, por que não chega a sentir este prazer tão intenso?

Nestas dificuldades há um papel fundamental dos aspectos psicológicos. Em primeiro lugar, um autocontrole excessivo vai nos prejudicar de forma notável neste aspecto. Algo chave nas relações sexuais é deixar-se levar. Se isso falha, nossa necessidade de controle pode ser muito prejudicial para nós, e criar travas para alcançarmos o orgasmo.

Um autocontrole muito relacionado também com as preocupações, especialmente nas primeiras relações. O que ele vai pensar de mim se eu fizer isso? Será que ele queria aquilo? Será que estou fazendo certo ou sendo ousada demais? Este tipo de pergunta, longe de relaxar nossa mente, abre a porta para que a ansiedade tome conta. Por isso é tão positivo falar de sexo, e fazê-lo de maneira aberta e sincera, fora da própria intimidade sexual ou como uma intimidade sexual diferente.

Imagem de cidade

Além disso, nossa autoestima também tem uma influência. Se a aumentarmos, estaremos mais seguras de nós mesmas e mais satisfeitas com nossa imagem corporal, vamos ter mais chance de sentir este prazer tão característico. De fato, um déficit na autoestima não só causa dificuldades sexuais, mas também provoca um grande mal-estar emocional, por isso é importante trabalhá-la.

Por último, encontramos mais uma dificuldade: a atitude negativa em relação ao sexo. Se este tipo de relação é visto como algo sujo e imoral, vai ser muito complicado – para não dizer impossível – ter o prazer e a excitação necessários para o orgasmo. Um raio de esperança neste aspecto é que hoje em dia a concepção que se tem das relações sexuais está mudando e elas são vistas como algo natural e inerente à condição humana, e não como um pecado ou uma forma de sortilégio diabólico que condena, depois do prazer, ao inferno.

“O sexo faz parte da natureza. Eu me dou muito bem com a natureza”.
-Marilyn Monroe-

A realidade é que o plano sexual é muito importante em nossa vida, assim como são nossas relações sociais ou nossa realização no âmbito profissional. Ter uma vida sexual insatisfatória gera um grande mal-estar, por isso é importante trabalhar este tipo de dificuldade para conseguirmos nos sentir melhor com nós mesmas. Não tenha medo de consultar um psicólogo se for necessário.

Imagens cortesia de Toa Heftiba e Seth Doyle.

Recomendados para você