Potomania: sintomas, causas e tratamento

O consumo excessivo de água pode ter consequências muito graves para a saúde. Neste artigo falaremos sobre o impacto que a potomania pode ter na vida da pessoa que sofre com ela.
Potomania: sintomas, causas e tratamento

Última atualização: 03 abril, 2022

Potomania, também chamada de polidipsia psicogênica, é o desejo de beber grandes quantidades de líquidos sem sentir sede. O líquido, que geralmente é água, é ingerido compulsivamente como resultado de um transtorno mental.

A potomania não está incluída no Manual Diagnóstico e Diferencial de Transtornos Mentais (DSM-V), mas de acordo com seus sintomas e, para alguns autores, pode estar dentro dos transtornos alimentares ou ingestão alimentar não especificada. Para outros especialistas, por outro lado, poderia ser incluída nos transtornos de controle de impulsos não especificados.

É importante diferenciar a polidipsia psicogênica da polidipsia, pois esta última se refere a um aumento anormal da sede que leva o paciente a ingerir muitos líquidos. É frequente no caso de diabéticos, em outras desordens orgânicas ou também como efeito colateral de alguns medicamentos ou substâncias tóxicas.

Em outras ocasiões, a potomania também é confundida com dipsomania. Este último refere-se à tendência compulsiva de consumir bebidas alcoólicas.

O que acontece quando sofremos de potomania?

Quando uma pessoa sofre de potomania e bebe compulsivamente grandes quantidades de líquido, a primeira coisa que experimenta é uma sensação de alívio. Pensemos, por exemplo, em uma pessoa viciada em tabaco e na sensação gerada cada vez que acende um cigarro. Elas mantêm um certo paralelismo.

No entanto, não poder consumir líquidos pode fazer com que a pessoa sinta um grande desconforto emocional. Essa vontade de beber líquido domina sua vida, assim como pode acontecer de forma semelhante a alguém que sofre com o vício do tabaco, por exemplo.

Portanto, sofrer de potomania pode causar desconforto clinicamente significativo e deteriorar áreas-chave da vida da pessoa, como o trabalho ou a vida social, pois em muitas ocasiões a pessoa é condicionada pelo transtorno.

Homem bebendo por potomania
Beber muita água pode ter consequências negativas para a saúde.

Principais sintomas

As pessoas que sofrem de potomania podem consumir uma enorme quantidade de água, o que é muito perigoso, pois pode ser fatal em casos extremos. Alguns dos sintomas que o consumo excessivo de água pode causar são os seguintes:

  • Dores de cabeça.
  • Fadiga.
  • Cansaço e sonolência.
  • Dificuldade de concentração.
  • Enjoo.
  • Função renal prejudicada.
  • Insuficiência cardíaca congestiva devido à falta de potássio.
  • Hiponatremia (função cerebral prejudicada devido à baixa concentração de sódio).
  • Convulsões
  • Coma e morte.

O que causa a potomania?

Descartando as causas orgânicas da polidipsia que podem causar sede real, como diabetes ou o consumo de alguns medicamentos, as causas da polidipsia psicogênica são principalmente de origem psicológica. As mais destacadas são as seguintes:

  • Anorexia nervosa. A água é muito saciante e as pessoas com anorexia muitas vezes compensam sua ingestão de alimentos bebendo água, o que pode causar potomania. Também pode se manifestar em outros transtornos alimentares.
  • Vigorexia. Pessoas com vigorexia cuidam obsessivamente de seu corpo e às vezes podem consumir líquidos em excesso porque consideram que quanto mais quantidade, mais benefícios para a saúde.
  • Ortorexia. Pessoas obcecadas em comer apenas alimentos saudáveis e se hidratar adequadamente também podem chegar ao extremo de sofrer de potomania.
  • Transtornos psicóticos e demências. Alguns distúrbios como bipolar, esquizofrenia ou doença de Alzheimer podem levar ao seu aparecimento.
  • Distúrbios de personalidade. A potomania pode se manifestar naqueles transtornos de personalidade que apresentam características mais neuróticas e hipocondríacas.

Principais tratamentos

A potomania é tratada principalmente a partir do tratamento psicológico. No entanto, é importante ressaltar que em casos extremos, a assistência médica e farmacológica são prioritárias, pois a pessoa pode apresentar uma condição grave de saúde.

Uma vez estabilizados os sintomas mais graves, é altamente recomendável que a pessoa procure tratamento psicológico de um especialista em saúde mental. Um dos mais eficazes é o tratamento cognitivo-comportamental.

Uma técnica muito comum em terapia é a reestruturação cognitiva. Com ela, o paciente é ensinado a questionar suas crenças distorcidas e irracionais em relação ao consumo excessivo de água.

Outras técnicas que tendem a funcionar muito bem são aquelas relacionadas à redução da ansiedade, como o relaxamento muscular progressivo de Jacobson ou as técnicas de respiração profunda. Elas podem ajudar o sujeito a se autorregular melhor quando tem desejo de consumir água.

Outra técnica cognitiva comumente utilizada é a exposição com prevenção de resposta. Essa técnica é comumente usada para tratar pessoas que sofrem de compulsões de transtorno obsessivo-compulsivo, e também é usada aqui porque a potomania tem certas semelhanças com o TOC.

Da mesma forma, é muito útil para o paciente analisar o que pode ter levado a tal situação. Em muitas ocasiões, esses tipos de transtornos têm origem no desconforto emocional sofrido pela pessoa, e ajudá-la a gerenciar outras dificuldades pode melhorar muito a evolução do transtorno.

Mulher preocupada em terapia
A terapia psicológica pode ajudar a pessoa com potomania a beber água de forma moderada e saudável.

Beber água é saudável, mas sem exagerar

Como mencionamos, a potomania é um distúrbio que pode ter consequências extremamente graves. Por isso, é importante que, se sofremos com isso ou alguém próximo sofre com isso, não o menosprezemos.

O consumo adequado de água é essencial para a saúde, mas desde que não ultrapassemos as recomendações diárias. Assim, uma intervenção oportuna pode evitar muitos problemas médicos, além de todo o sofrimento psicológico que a própria potomania acarreta.

Pode interessar a você...
O método Maudsley: o tratamento familiar da anorexia nervosa adolescente
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
O método Maudsley: o tratamento familiar da anorexia nervosa adolescente

O método Maudsley avança por meio de três fases claramente definidas que geralmente ocorrem dentro de 15-20 sessões de tratamento.



  • American Psychiatric Association – APA. (2014). Manual Diagnóstico y Estadístico de los Trastornos Mentales DSM-5 (5a. ed.). Madrid: Editorial Médica Panamericana.
  • Antón, D. M. (1985). Tratamiento conductual-cognitivo de un caso de potomanía. Análisis y modificación de conducta11(29), 471-481.
  • Guerrero. A., Sánchez, L., Feliz, C., Cascales, M.A. y Agüera, L.F. (2009). Potomanía de inicio tardío. Psicogeriatría, 1, (2), 133-137. [Fecha de consulta 31 de marzo de 2022]. Disponible en: https://www.viguera.com/sepg/pdf/revista/0102/0102_133_137.pdf
  • Macià, D. (1985). Tratamiento cognitivo-conductual de un caso de potomanía. Análisis y modificación de conducta, Vol. 11, (29), 471-481. [Fecha de consulta 31 de marzo de 2022].