Projeto Sonhos de Gaia: existe uma consciência global?

26 Agosto, 2020
O idealizador do projeto Sonhos de Gaia é Dean Radin, um intelectual formado com honras em Física que se dedica a investigar fenômenos que muitos consideram ser questionáveis, ​​como a clarividência. Seu trabalho se baseia fortemente em alguns conceitos de Carl Jung.

Dean Radin é, definitivamente, um intelectual controverso. Entre seus méritos e suas polêmicas, destaca-se o fato de ter criado o projeto Sonhos de Gaia (Gaia’s Dreams).

Tanto ele quanto o próprio projeto foram severamente criticados pela comunidade científica. No entanto, nem um nem outro podem ser considerados frutos de charlatanismo, principalmente porque buscam suporte experimental para sustentar suas afirmações.

Radin não é um guru que publicou um best-seller. Ele também não se tornou um milionário com afirmações pseudocientíficas. Esse pesquisador é engenheiro elétrico pela Universidade de Massachusetts Amherst. Além disso, é mestre em engenharia elétrica e doutor em psicologia educacional pela Universidade de Illinois.

Ele conduziu pesquisas na Universidade de Princeton, no GTE Laboratories, na Universidade de Edimburgo, no SRI International, no Interval Research Corporation, e foi docente na Universidade de Nevada, em Las Vegas.

É claro que todos esses títulos não significam que ele tenha razão. Eles apenas mostram alguém genuinamente interessado no conhecimento científico. O projeto Sonhos de Gaia é uma das suas aventuras intelectuais.

“Um sonho é uma pequena porta escondida no santuário mais profundo e mais íntimo da alma, que se abre para a noite cósmica e primordial, que é a alma, muito antes de existir o ego consciente”.
-Carl Jung-

O trabalho de Dean Radin

O trabalho de Dean Radin

Por pelo menos duas décadas, Dean Radin tem se dedicado ao estudo dos chamados “fenômenos psi” ou fenômenos extra-sensoriais. Quase todos os seus estudos combinam a coleta de um grande número de dados, com o subsequente cruzamento de informações. Trata-se de um método indutivo amplamente utilizado na ciência.

Um dos primeiros estudos que Radin cita é uma pesquisa realizada pela Universidade de Illinois e dirigida a pessoas que meditavam regularmente. Eles foram questionados se já haviam experimentado clarividência, precognição e fenômenos “psíquicos” semelhantes. O resultado foi que 75% dos meditadores afirmaram ter experimentado tais fenômenos.

Esse e outros estudos deram origem a um livro chamado Supernormal: Science, Yoga and the Evidence for Extraordinary Psychic Habilidades, em 2013. Com o tempo, Radin relacionou esses tipos de fenômenos com a teoria da mecânica quântica e a psicologia junguiana. Ele acredita que esse tipo de assunto tem cada vez mais espaço no meio acadêmico.

Os antecedentes do projeto Sonhos de Gaia

O antecedente imediato do projeto Sonhos de Gaia é outro projeto chamado “Projeto de Consciência Global. Ele começou em 1998 e, como diz em seu site, tem como objetivo: explorar se a construção da consciência interconectada pode ser validada cientificamente por meio de medição objetiva.

O que eles fazem, basicamente, é solicitar informações a meditadores sobre presumíveis precognições ou visões clarividentes. Então, eles cruzam essas informações e encontram correspondências. Eles dizem que isso permite que façam previsões de eventos que são importantes para a humanidade. Eles afirmam ter previsto os ataques terroristas de 11 de setembro em Nova York e outros eventos semelhantes, por exemplo.

Na opinião das pessoas que fazem parte deste projeto, a ideia é baseada no conceito de “inconsciente coletivo” proposto por Carl Jung. Como ressaltam, as imagens oníricas não apenas fornecem informações sobre o inconsciente individual, mas também cumprem o papel de antecipar a realidade coletiva.

O inconsciente coletivo e o projeto de Dean Radin

O inconsciente coletivo e o projeto de Dean Radin

O projeto Sonhos de Gaia é um experimento em que qualquer pessoa pode entrar em um site e compartilhar seus sonhos. Usando ferramentas de computador, as informações contidas nesses sonhos são cruzadas para encontrar padrões comuns. Dean Radin acredita que essas semelhanças correspondem ao “inconsciente coletivo” e que darão pistas sobre os eventos que estão por vir.

Não é fácil estabelecer até que ponto essa exploração é realmente baseada nas ideias de Jung. Na verdade, esse psicanalista era muito particular; seu estudo da mitologia o levou a consultar os mapas astrológicos de seus pacientes, assim como a usar o Tarô para desvendar significados. O trabalho de Jung está cheio de alusões a esses tipos de temas.

Independentemente de o projeto Sonhos de Gaia levar a premonições, como garante Radin, é definitivamente uma aposta interessante.

Evidentemente, pode mostrar que, no fundo, os humanos são iguais independentemente da sua nacionalidade. Seus desejos, medos e expectativas, principalmente em um mundo globalizado, se repetem, independentemente de quaisquer particularidades culturais.

McTaggart, L. (2017). El campo. EDITORIAL SIRIO SA.